ARQUITETURA

TRF 4ª REGIÃO DECIDE QUE SERVIÇOS DE ARQUITETURA NÃO PODEM SER CONTRATADOS PELA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA POR MEIO DE PREGÃO

(Publicado em 30/05/2019)



Em decisão favorável aos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo – CAU em todo o país, a Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (RS) decidiu, no último dia 22 de maio, que a Administração Pública Federal está proibida, pelo Decreto n° 3.555/2000 (art. 5º) e pelo Decreto 5.450/2006 (art. 6º), de realizar Pregão para contratar serviços de Arquitetura e Engenharia.

A decisão é uma vitória para arquitetos e urbanistas que defendem que a licitação por pregão seja válida apenas para a aquisição de bens e serviços comuns, cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos pelo edital, por meio de especificações usuais de mercado. Ou seja, os serviços de Arquitetura – projetos, consultorias, laudos técnicos, entre outros – não se enquadram nessa característica por serem trabalhos técnicos de natureza predominantemente intelectual e, portanto, não padronizáveis.



Para obter mais informações visite caudf

Faça seu comentário

Favor, evite enviar links, pois seu comentário será recusado.

Seu IP: 34.231.247.139 (Identificação de seu computador na internet)

* campos obrigatórios
Compartilhe: 60