Anotações

CATAR 2022: O CUSTO HUMANO DO ESPETÁCULO

(Publicado em 12/07/2019)



O ano é 2010. O Catar como o primeiro país árabe a sediar o Mundial da FIFA em 2022 já inicia intensamente os preparativos para receber dali a 12 anos o tão esperado e custoso evento. São postos em marcha extensos esforços de construção e reconstrução não só de equipamentos diretamente ligados às demandas feitas pela FIFA, mas também e de forma mais ampla, sistemas infraestruturais urbanos das principais cidades do país.

Verifica-se desde logo um impasse. Quais são os motivos, razões e dinâmicas específicas que levam o governo do Catar – um país relativamente pequeno sem representativa presença do futebol em sua cultura, semidesértico cuja economia gira de forma notável em torno da extração de gás natural e de população reduzida – a pleitear e encampar os preparativos para realizar um evento dessas proporções?



Para obter mais informações visite archdaily

Faça seu comentário

Favor, evite enviar links, pois seu comentário será recusado.

Seu IP: 3.231.226.211 (Identificação de seu computador na internet)

* campos obrigatórios
Compartilhe: 23