BLOG DO ÊNIO PADILHA

INDICADORES DE DESEMPENHO, JÁ

(Este artigo foi publicado em 31/10/2010 no Portal2014, site especializado em acompanhar o andamento da organização da Copa do Mundo no Brasil)



Quando falamos da Copa de 2014, é importante observar que não é apenas o título de campeão mundial que estará em jogo. Para o Brasil (para os brasileiros em geral) estará em jogo também a reputação do país no que diz respeito à sua capacidade econômica, técnica e organizacional. O evento será uma “hora da verdade” para muitos segmentos (principalmente a política, a administração, a arquitetura e a engenharia).

Mas eu tenho certeza de que, quaisquer que sejam os resultados da organização brasileira, não faltará quem venha à público pra dizer que tudo foi muito bem, que o trabalho foi muito bem feito, que estamos todos de parabéns, etecetera e tal.

Talvez seja até verdade. Espero mesmo que seja. Mas… como saberemos?

Se a avaliação for feita apenas em 2014, com base nos apertos e apuros vividos em 2013, é muito provável que prevaleça a sensação de que tivemos uma grande vitória, pois, “apesar das grandes dificuldades, conseguimos vencer os desafios” e concluímos as obras no prazo previsto.

O problema é que essas “grandes dificuldades” não são naturais do processo. Os problemas que consumirão energia e recursos em 2014 serão produzidos, em 2011 e 2012 (depois que o processo foi iniciado). Serão criados pela nossa incompetência ou inoperância. Portanto, tê-los vencido não é um ato excepcional e sim, apenas uma correção do rumo. Um trabalho que nem deveria ter sido necessário. Correção de rumo que, provavelmente, terá custado caro. Muito caro!

Então, para sabermos se vencemos ou não o desafio de produzir o evento com competência e eficiência precisamos AGORA, determinar as regras do jogo: estabelecer os indicadores de desempenho que nos permitirão saber se conseguimos concluir o trabalho, se o trabalho foi bem feito, se foi feito no prazo previsto e se foi feito dentro do custo previsto.

Estou propondo a construção de um quadro geral de INDICADORES DE DESEMPENHO. Uma tabela com os compromissos e os objetivos que HOJE consideramos razoáveis. Uma tabela que nos ajude, em 2014 a estabelecer uma pontuação verdadeira para o nosso desempenho.

Por exemplo: Se uma determinada obra está orçada em 420 milhões de reais e tem o prazo de conclusão previsto para junho de 2013, não poderemos considerar “missão cumprida” se a obra for concluída em novembro de 2013 e custar 650 milhões;
Vejamos por exemplo, o caso do gramado de alguns estádios da Copa da África do Sul. Estavam em péssimo estado. Certamente foram concluídos em cima da hora. Ficaram prontos, mas não foi uma obra com a qualidade prevista.

Na tabela que apresento abaixo estão as principais obras nas cidades sedes dos jogos da Copa do Mundo de 2014. Creio que esta tabela poderá ser um PLACAR onde poderemos registrar os INDICADORES DE DESEMPENHO dos organizadores. Avalie os indicadores sugeridos e faça comentários neste post, sugerindo inclusões, exclusões e alterações. Ajude-nos a compor um documento com as previsões assumidas pelos organizadores.

Será com base nessas previsões (na verdade, compromissos, promessas) que a organização do evento será julgada em 2014.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br




DIVULGAÇÃO




Utilizando a tabela abaixo, elaborada em 2010, você poderá verificar se as obras previstas na sua cidade...
• Foram realizadas;
• Foram realizadas no prazo previsto;
• Foram realizadas com o orçamento previsto;


[IMG;Copa2014_indicadores_desempenho_2010.jpg;650;C]

Faça seu comentário

Favor, evite enviar links, pois seu comentário será recusado.

Seu IP: 18.205.96.39 (Identificação de seu computador na internet)

* campos obrigatórios
Compartilhe: 1953