BLOG DO ÊNIO PADILHA

O BRASIL JÁ PERDEU A COPA DE 2014.

(Este artigo foi publicado em 07/01/2014)



Desde outubro de 2007, quando o Brasil foi homologado como sede da Copa do Mundo em 2014 eu tive a oportunidade de escrever diversas vezes sobre o tema e sempre repeti a mesma coisa: eu não sou contra a realização da copa do mundo no Brasil. Nunca fui.

Sempre vi a copa do mundo (e os Jogos Olímpicos... e tantos outros grandes eventos internacionais que ocorrem no país, nesta década) como uma grande oportunidade para o Brasil se reinventar.

Por isso, agora, na véspera do jogo de abertura que se realizará em junho, tenho de admitir e lamentar: O BRASIL PERDEU A COPA DO MUNDO. Ou, pelo menos, perdeu a Copa do Mundo que me interessa! A vitória no campo, se vier, não vai compensar a triste derrota que tivemos fora do campo, na vida dos brasileiros.

Tenho a impressão de que os anos 2010 estão sendo, afinal, a verdadeira DÉCADA PERDIDA!

Os governantes estão preocupados em associar o sucesso da Copa do mundo à construção dos Estádios ("Todos os estádios estarão prontos e terão nível de primeiro mundo"). Grande coisa!

O governo (os governantes) nem deveriam estar preocupados com isso. Estádio não é problema do Governo. Os estádios deveriam ter sido construídos pela iniciativa privada (nenhum centavo de dinheiro público foi utilizado para a realização da Copa do Mundo de 1994, nos EUA. Na Alemanha os recursos públicos financiaram apenas um terço dos 1,5 bilhão de euros gastos em estádios. Ou seja: apenas 500 milhões de Euros. Uma ninharia para os padrões brasileiros.

Eu nunca manifestei qualquer dúvida quanto à possibilidade de os estádios não serem concluídos à tempo. Eu sempre tive certeza absoluta de que eles ficariam prontos.
Mas não é esse o verdadeiro problema. Quando o governo fica tentando nos convencer de que estádios prontos é MISSÃO CUMPRIDA tem alguma coisa muito errada.

Grande parte das prometidas obras de infra-estrutura viária e de mobilidade urbana ficaram apenas na promessa ou estão muito atrasadas (e, provavelmente, não vão mesmo ficar prontas à tempo) ou ficarão prontas, mas por um custo muito maior do que o original. Qual é a vantagem disso?

Questões importantes no Brasil estão mal e o governo não as enfrenta como deve.
A saúde vai mal, mas o governo resolveu o problema transferindo a responsabilidade para os médicos.
A educação vai mal. Mas o governo resolveu dourar a pílula, dando diploma universitário para milhões de analfabetos.
As obras do governo não andam, Mas o Governo resolve o problema chamando os engenheiros de incompetentes.

Ou seja, vivemos um tempo em que o governo vive de fazer o que fazia quando era oposição: colocar a culpa nos outros. Só que agora não é mais a hora. Já se passaram 12 anos. Quanto tempo mais precisaremos para acordar?

O Brasil já perdeu a Copa 2014. Resta-nos os Jogos Olímpicos de 2016.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br




DIVULGAÇÃO




---Artigo2014

Comentários

#1Ligia Fascioni, Engenheira Eletricista, Berlim, Alemanha

terça-feira, 07 de janeiro de 2014 - 14h15min

O que dizer? Você já disse tudo. Só me resta assinar embaixo...
Abraços, meu lúcido e querido amigo!

#2Adriano Garcia Silva, arquiteto, Osasco

terça-feira, 21 de janeiro de 2014 - 11h28min

Quando anunciaram os grandes eventos que viriam para o Brasil, pensei - que acha ser um presagio - que viveríamos uma década de ouro.
Após as confirmações e promessas, e principalmente o passar dos anos, cada vez mais via a oportunidade passar ao ao longe para o Brasil como um todo.
E fato, como dito no artigo, é que o "bonde" passou, o evento vai acontecer de qualquer jeito, afinal nisso a FIFA cobra re$ponsabilidade.
Mas fico triste da maneira que se concluirá, pois mais obras inacabadas ficaram para nos de herança e com saldo devedor. E assim a história rala vai se fazendo entre nos brasileiros. Podemos até ganhar a COPA, mas uma taça não vai cobrir a lacuna da canalhice dos governantes - que aceitamos e colocamos lá.

Comentário do Ênio Padilha

Esta foi também a minha percepção, Adriano.
Muito triste ver que o Brasil perdeu esta oportunidade de ouro.

#3Jones Cunha, Universitário, Açailândia-MA

domingo, 02 de fevereiro de 2014 - 00h20min

Muito boa a colocação, concordo com tudo que disseste.

Faça seu comentário

Favor, evite enviar links, pois seu comentário será recusado.

Seu IP: 18.205.96.39 (Identificação de seu computador na internet)

* campos obrigatórios
Compartilhe: 2390