ALIRUBIT

CARTA AOS PARENTES E AMIGOS

(Publicado em 8/02/2013)



O texto abaixo é uma sugestão de carta que os Arquitetos e Engenheiros devem escrever e enviar para todos os parentes e melhores amigos para que não haja nenhuma dúvida sobre como serão os negócios entre eles. Dá uma olhada:



"QUERIDOS PARENTES E AMIGOS
Amo vocês, de coração. E agradeço muito pelo apoio e pela torcida de vocês para que eu me formasse arquiteto (engenheiro). Valeu demais.

Mas, gostaria de lembrar a todos que Arquitetura (Engenharia) não é apenas uma atividade humana interessante, cheia de criatividade, energia e desafios.
Arquitetura (Engenharia) é, antes de tudo, um negócio. O meu negócio.

Arquitetura (Engenharia) é o trabalho que eu escolhi para ganhar a vida, crescer, progredir e vencer.

Por isto, neste meu negócio, decidi estabelecer a seguinte regra: PARENTES E AMIGOS PAGAM 20% A MAIS PELOS MEUS SERVIÇOS.

Esta regra tem algumas explicações e justificativas. Aqui vão elas:

1) Parentes e amigos merecem, sempre, um atendimento especial e diferenciado. Não existe essa conversa de que TODOS OS CLIENTES SÃO IGUAIS. Alguns são, definitivamente, mais iguais do que outros. Não tem como fingir que é um trabalho qualquer feito para um cliente comum. Um parente não é um cliente comum. É alguém especial. Em projetos feitos para parentes ou amigos, o erro (por menor que seja) não é uma opção. Tudo precisa ser feito, refeito, conferido e reanalisado para garantir a qualidade total e absoluta. Isso é bom para o parente. Mas é uma dificuldade extra para o arquiteto (engenheiro). Se a dificuldade é maior, nada mais justo do que uma remuneração maior, concordam?

2) Parentes e amigos são, em geral, mais folgados. Isto se dá por conta da proximidade e da intimidade compartilhada. Um parente fica muito mais à vontade para pedir algo além da conta, ultrapassando, algumas vezes, até mesmo a linha do bom senso;

3) Em decorrência do já exposto no item acima, os parentes e amigos também são mais propensos a reclamar com facilidade (e veemência) de qualquer problema. Se fosse um cliente comum eu poderia discutir, brigar, dizer umas verdades, endurecer o jogo. Porém, quando é parente ou amigo é preciso relevar, ter mais paciência, para não aumentar problemas e gerar desconfortos nas festas de Natal, Ano Novo, Páscoa, Aniversários e outros churrascos;

4) O parente (ou amigo) tem mais liberdades comigo. Certamente tem meus contatos pessoais. Vai ligar fora de hora, para falar de um assunto pessoal qualquer e, no meio da conversa vai começar a falar do projeto ou da obra em andamento. Não tem como evitar. Quando eu me der conta já estarei trabalhando, em pleno domingo de manhã.

5) Por último mas não menos importante, os amigos e os parentes são, naturalmente, as pessoas que têm mais interesse no meu progresso. Querem que eu progrida profissionalmente e fique rico logo. Portanto, é natural que eles tenham a disposição e o desejo de me ajudar a alcançar esses objetivos o mais rápido possível.
Se alguém pode me ajudar a crescer como Arquiteto (engenheiro), certamente são meus parentes e amigos. Para pedir descontos eu já tenho todos os outros clientes (os que não são meus parentes, nem meus amigos e, portanto, sentem-se mais à vontade para tentar arrancar a minha pele).

IMPORTANTE: Meus pais, meus irmãos e meus filhos estão isentos desta regra. Para eles é tudo, do bom, do melhor, de graça e para sempre! (porque a recíproca sempre foi e será verdadeira)" (coloque aqui o seu nome e assinatura)



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Artigo2016 ---Administração ---Financeira

Faça seu comentário

Favor, evite enviar links, pois seu comentário será recusado.

Seu IP: 54.145.117.60 (Identificação de seu computador na internet)

* campos obrigatórios
Compartilhe: 677