ALIRUBIT

MUNDIAL DE ATLETISMO - LONDRES 2017



06/08/2017 - Domingo
UMA MARATONA DE IMAGENS - Já faz algum tempo que a transmissão das grandes maratonas do mundo virou um grande espetáculo de imagens. Nova York, Berlin, Boston, Londres, Rio de Janeiro, Amsterdam, Madrid, Tóquio… todas as grandes metrópoles mundiais têm na sua maratona uma grande oportunidade de apresentar ao mundo suas belezas. A corrida importa, para os fãs do esporte, mas o espetáculo pela televisão interessa a muito mais gente.

A Maratona de Londres, parte da programação do Campeonato Mundial de Atletismo #London2017 foi um espetáculo à parte.

Geoffrey Kipkorir Kirui (do Kênia) e Rose Chelimo (do Bahrem) foram os campeões (respectivamente no masculino e no feminino), mas isso, como eu disse, é apenas uma informação que é parte do show.

A largada e chegada, no meio da Tower Bridge (uma das pontes mais famosas do mundo) apenas coroou uma sucessão de imagens espetaculares. Começando pela Torre de Londres, depois, a vista do The Shard (uma pirâmide/arranha-céu, com mais de 300 metros de altura, inaugurada há cinco anos), o Victória Embankment, a London Eye, Parlamento Britânico, a Catedral de São Paulo, Guildhall (uma espécie de prefeitura), o Bank of England, a Royal Exchange… e tudo isso emoldurado pelo onipresente Rio Tâmisa. Ou seja: duas horas e oito minutos de divulgação turística para uma cidade que já recebe mais de 32 milhões de turistas todos os anos (pra ter uma ideia, em 2016, com Jogos Olímpicos e tudo o mais, o Brasil inteiro recebeu 6,6 milhões de turistas).

As maratonas, assim com as grandes provas de ciclismo deixaram de ser apenas espetáculos esportivos e se converteram em importantes veículos de promoção do turismo.


Clique AQUI para ver o percurso da Maratona do Campeonato Mundial London 2017



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



Veja AQUI os resultados de todas as provas já realizadas




04/08/2017 - Sexta-feira
PEÇO DESCULPAS ANTECIPADAMENTE
A maioria dos meus leitores (uns 90% pelo menos) são arquitetos, engenheiros, designers ou administradores. Muitos não me conhecem pessoalmente e não estariam seguindo minhas postagens apenas pra saber dos meus gostos e preferências. Querem saber é de Administração, Marketing ou Gestão de Carreira e Marca Pessoal.
Mas eu tenho uma paixão que muita gente já conhece. Chama-se ATLETISMO. É o meu esporte número um. Fui atleta, entre 16 e 25 anos.

E agora, nos próximos 10 dias, está acontecendo em Londres o Campeonato Mundial de Atletismo. Esta competição (que acontece de dois em dois anos) tem o mesmo nível e importância dos Jogos Olímpicos. É um espetáculo. Recomendo a todos que gostam de eventos competitivos, grandiosos e charmosos, com imagens magníficas.
Será um desfile dos melhores atletas do mundo. E, neste ano, com um detalhe especial: a última competição oficial da carreira de dois superastros: Usain Bolt e Mo Farah

Então, peço desculpas aos meus leitores habituais. Se quiserem, podem bloquear o meu perfil por uma semana (mas por favor, voltem depois do dia 14!)

Mas, se você tiver interesse em discutir sobre atletismo internacional ficarei feliz com a sua companhia. Não sou nenhum especialista. Apenas um torcedor encantado. Adoraria aprender, se você tiver algumas coisas novas sobre o assunto, pra compartilhar.



04/08/2017 - Sexta-feira
O melhor do primeiro dia foi, sem dúvida, a sensacional performance do super campeão MO FARAH na prova dos 10 mil metros. O britânico não se intimidou com o time coordenado de adversários que se uniram para superá-lo na prova. Manteve-se calmo e comandou o desenrolar da prova durante todo o tempo, mesmo não estando na liderança.
As três últimas voltas foram espetaculares e levaram a torcida presente ao delírio. Ele é muito carismático e os ingleses o adoram.
Longa vida ao agora maratonista Mo Farah.





05/08/2017 - Sábado
No segundo dia, quem começou pisando na bola foi o Canal SporTV, que detém os direitos de transmissão do Campeonato no Brasil. Do nada, interromperam a transmissão da seção matutina da competição para a transmissão do jogo de volei entre China e Itália. Não entendi. Afinal, no outro canal da mesma emissora eles estavam transmitindo um VT de um jogo de futebol.
Ainda falta muito para o Brasil aprender a gostar do Atletismo.



05/08/2017 - Sábado
Excelente a performance da corredora Rosângela Silva nas preliminares dos 100 metros. 11,04s é a sua melhor marca da carreira. Isto é sempre uma conquista, para qualquer atleta.



05/08/2017 - Sábado
NINGUÉM ESPERAVA. Ninguém prestou atenção nele, a não ser a torcida britânica, que o elegeu como o vilão do campeonato, vaiando cada aparição sua em cada linha de largada.
Mas o badboy Justin Gatlin não estava morto. Roubou a cena. Venceu a corrida que já estava prometida para Chris Coleman e Usain Bolt.
Bolt, por sua vez, perdeu a corrida mas não perdeu a majestade. Roubou novamente a cena que lhe havia sido roubada segundos antes. O estádio ignorou o campeão e o vice, resignando-se a reverenciar a medalha de bronze.
Mas não era apenas a medalha de bronze que estava sendo festejada. Eram todas as medalhas que Bolt conquistou nesses últimos 10 anos quando passou como um raio (desculpe, foi inevitável) pelo atletismo mundial.
Enfim, foi tudo espetacular! Atletas fazendo o que atletas fazem: encantar pessoas.




06/08/2017 - Domingo
VALE DINHEIRO - O Campeonato Mundial de Atletismo é realizado de dois em dois anos. A sede é decidida geralmente com cinco ou seis anos de antecedência (Londres foi escolhida em 2011). As sedes das próximas duas edições já estão decididas: Doha, no Qatar, em 2019 e Eugene, nos EUA, em 2021.

O evento tem o mesmo nível de organização e promoção do campeonato de atletismo dos Jogos Olímpicos, com um detalhe… a premiação em dinheiro para os atletas vencedores:

1° lugar: US$ 60.000 (R$ 198.000,00)
2° lugar: US$ 30.000 (R$ 99.000,00)
3° lugar: US$ 20.000 (R$ 66.000,00)
4° lugar: US$ 15.000 (R$ 49.500,00)
5º lugar: US$ 10.000 (R$ 33.000,00)
6° lugar: US$ 6.000 (R$ 19.800,00)
7º lugar: US$ 5.000 (R$ 16.500,00)
8° lugar: US$ 4.000 (R$ 13.200,00)



06/08/2017 - Domingo
UMA MARATONA DE IMAGENS - Já faz algum tempo que a transmissão das grandes maratonas do mundo virou um grande espetáculo de imagens. Nova York, Berlin, Boston, Londres, Rio de Janeiro, Amsterdam, Madrid, Tóquio… todas as grandes metrópoles mundiais têm na sua maratona uma grande oportunidade de apresentar ao mundo suas belezas. A corrida importa, para os fãs do esporte, mas o espetáculo pela televisão interessa a muito mais gente.

A Maratona de Londres, parte da programação do Campeonato Mundial de Atletismo #London2017 foi um espetáculo à parte.

Geoffrey Kipkorir Kirui (do Kênia) e Rose Chelimo (do Bahrem) foram os campeões (respectivamente no masculino e no feminino), mas isso, como eu disse, é apenas uma informação que é parte do show.

A largada e chegada, no meio da Tower Bridge (uma das pontes mais famosas do mundo) apenas coroou uma sucessão de imagens espetaculares. Começando pela Torre de Londres, depois, a vista do The Shard (uma pirâmide/arranha-céu, com mais de 300 metros de altura, inaugurada há cinco anos), o Victória Embankment, a London Eye, Parlamento Britânico, a Catedral de São Paulo, Guildhall (uma espécie de prefeitura), o Bank of England, a Royal Exchange… e tudo isso emoldurado pelo onipresente Rio Tâmisa. Ou seja: duas horas e oito minutos de divulgação turística para uma cidade que já recebe mais de 32 milhões de turistas todos os anos (pra ter uma ideia, em 2016, com Jogos Olímpicos e tudo o mais, o Brasil inteiro recebeu 6,6 milhões de turistas).

As maratonas, assim com as grandes provas de ciclismo deixaram de ser apenas espetáculos esportivos e se converteram em importantes veículos de promoção do turismo.


Clique AQUI para ver o percurso da Maratona do Campeonato Mundial London 2017


Faça seu comentário

Favor, evite enviar links, pois seu comentário será recusado.

Seu IP: 23.20.162.200 (Identificação de seu computador na internet)

* campos obrigatórios
Compartilhe: 203