ARQUITETURA

UM MÊS APÓS INCÊNDIO, MUSEU NACIONAL RECEBE OBRAS EMERGENCIAIS E DEMANDA ORÇAMENTO DE 10 MILHÕES

(Publicado em 08/10/2018)



Há um mês, o Brasil perdia um de seus patrimônios mais antigos e representativos. Destruído por um incêndio que apagou mais de 200 anos da história arquitetônica do Paço de São Cristóvão, edifício que serviu de residência da família real, e reduziu a pó milhares de itens do seu acervo (muitos dos quais únicos no mundo), o Museu Nacional tenta se reerguer após a tragédia.

Diversas instituições têm se manifestado e iniciativas sido realizadas neste sentido, mas o início das obras emergenciais para contenção, limpeza e proteção da estrutura remanescente no último dia 21 de setembro é, sem dúvida, uma das mais emblemáticas neste sentido – até mesmo pela agilidade com que foi realizada, diferentemente do que ocorreu com outras edificações históricas que já passaram por sinistros pelo país.



Para obter mais informações visite archdaily

Faça seu comentário

Favor, evite enviar links, pois seu comentário será recusado.

Seu IP: 54.224.118.247 (Identificação de seu computador na internet)

* campos obrigatórios
Compartilhe: 7