ENCONTRO DE LIDERANÇAS DO SISTEMA CONFEA/CREA (2020)



(Publicado em 12/02/2020)



Hoje (12), amanhã (13) e sexta-feira (14) estarei em Brasília, participando do ENCONTRO DE LÍDERES REPRESENTANTES DO SISTEMA CONFEA/CREA.

Mas, afinal, o que é que eu estou fazendo aqui?

Fazendo o que eu faço sempre em eventos nacionais como este: aprendendo e me atualizando.
Tem muita gente inteligente e antenada participando e, com certeza, terei conversas importantes para tratar de assuntos estratégicos para os engenheiros empreendedores.
Estou particularmente interessado em perguntar (e ouvir respostas) para três questões importantes:

(1) Que estratégia o Confea e os Creas devem adotar para enfrentar os ataques à existência dos conselhos profissionais?

(2) Como o sistema Confea/Crea pode contribuir objetivamente para melhorar a educação no Brasil? Não apenas a formação de Engenheiros e Agrônomos, mas também, e principalmente, a educação fundamental.

e (3) O que devemos esperar das eleições no sistema profissional, que ocorrerão em junho deste ano?
São três questões importantes. E as duas primeiras certamente terão implicações e impactos na terceira. Eu espero, sinceramente, que os candidatos a presidentes dos Creas e do Confea tenham boas respostas para essas três perguntas.

Bora lá, então. Muitos cafezinhos nos esperam. Reuniões, palestras, encontros e muito conhecimento compartilhado.
E eu vou contando tudo pra vocês aqui no meu site, neste post especialmente dedicado aos “achados e perdidos” do Encontro de Líderes de 2020.





Aguardem as NOTAS que serão publicadas aqui




Começou hoje de manhã o Encontro de líderes representantes.




ESTRATÉGIA
Respondendo à primeira das três questões colocadas no texto de abertura neste post (lá em cima) um colega de dentro do Confea me disse que existe uma estratégia, já em curso, de concentrar esforços de fiscalização em projetos e obras que representam notório interesse social ou riscos à vida humana (hospitais, escolas, pontes, viadutos, barragens...). E não se trata de fazer fiscalização pra inglês ver ou fazer isso só por algum tempo. Trata-se de corrigir o rumo mesmo e colocar o sistema cada vez mais à serviço da sociedade.

A ideia é fazer com que a sociedade se acostume com a ideia de que a fiscalização feita pelo Crea salva vidas e dá garantias ao patrimônio dos clientes e do público em geral.
Me parece uma boa estratégia. O que você acha?





SOEA 2020
Muita expectativa para a SOEA deste ano (que foi lançada na quarta-feira, 12/02/2020). Parece que teremos grandes novidades em termos de projeto e estrutura.

Eu, de minha parte, ainda insisto para que se corrija um dos principais problemas que eu vejo no evento: o fato de a programação ser um mistério que só vem à luz 15 dias antes do evento.

Enquanto isto não for enfrentado, e resolvido, o público presente não irá muito além dos profissionais de sempre: membros do sistema de organização profissional (presidentes de Creas, conselheiros federais, conselheiros regionais, presidentes e diretores de entidades de classe, profissionais ligados à Mútua e sindicatos...) e ninguém do campo de trabalho.

Nenhum profissional vai deixar o seu escritório ou conseguir liberação do seu trabalho na iniciativa privada sem saber o que, afinal, será tratado nas palestras da SOEA.

Infelizmente, nas novidades prometidas, essa questão não foi enfrentada.





EDUCAÇÃO
Conversando com a presidente regional (Santa Catarina) da Associação Brasileira de Engenharia Florestal, Gláucia Gebien, o assunto chegou à questão número 2 (Como o sistema Confea/Crea pode contribuir objetivamente para melhorar a educação no Brasil? Não apenas a formação de Engenheiros e Agrônomos, mas também, e principalmente, a educação fundamental.) e ela, como eu, também defende que o sistema Confea/Crea, sem reinventar a roda, patrocine e apoie efetivamente as iniciativas que já existem para o estímulo ao ensino de ciência e tecnologia no ensino fundamental e médio.

Eventos como as Olimpíadas de Matemática, feiras estudantis de ciências, festivais tecnológicos e muitas outras possibilidades. Muitas dessas competições carecem de apoio mínimo, como, por exemplo, passagens e estadia aos vencedores para participar das etapas seguintes (nacionais ou internacionais).

Não creio que, com um pouco de boa vontade, não se consiga superar eventuais dificuldades legais para fazer esse tipo de investimento. Seria um investimento estratégico no futuro da Engenharia, da agronomia e das geociências do país.





ELEIÇÕES NO SISTEMA CONFEA/CREA
Ainda não será desta vez que as eleições para presidente do Confea e para presidentes dos Creas será realizada pela internet.

Apesar de isso ter sido aprovada no Congresso Nacional de Profissionais realizado no ano passado em Palmas-TO, acho que teremos de esperar (e torcer) para que a coisa aconteça, finalmente, em 2023.






TEORIA x PRÁTICA
De um dos muitos tópicos da nossa conversa ontem de manhã, o professor arquiteto Ricardo Meira, de Brasília, construiu um texto que foi muito além e enriqueceu demais a discussão. Dá uma olhada:

\"NUNCA DEIXE CE ESTUDAR TEORIA. A PRÁTICA TRAZ HABILIDADE, A TEORIA TRAZ CONHECIMENTO.
Essa reflexão surgiu da valiosa conversa que tive com meu mestre @enio.padilha hoje cedo.
Arquitetos costumam enfatizar os aspectos práticos da profissão em detrimento da teoria. Talvez por um instinto de sobrevivência, preferem aprender algo que possa ser imediatamente aplicado.

Isso tem gerado uma profusão de vendedores do óbvio, divulgadores de receitas prontas, fornecedores do que já temos, mas não usamos.

O pior que é vende, irmão. E como! É impressionante como a gente sempre espera a próxima tábua da salvação. Estamos numa “Serra Pelada” da informação, esperando a próxima pepita de conhecimento. Assim como na falecida mina, o que mais se encontra é o tal “ouro de tolo”.
Conhecimento e preguiça não combinam. Não existe almoço grátis. Bora ralar, estudar, aprender cada vez mais. O melhor conhecimento é aquele construído, analisado e aí, sim, aplicado. Em qualquer área é assim.\"


Ricardo Meira — @ricardomeira.arq






SALÁRIO MÍNIMO PROFISSIONAL OU ESTÁGIO
Uma coisa não exclui a outra, evidentemente. Mas, se existe uma questão que merece subir em direção ao topo das prioridades do Confea e dos Creas é a questão do estágio para estudantes de Engenharia e de Agronomia.

Um bom programa de estágio é, normalmente, a primeira conexão efetiva do estudante com o mundo da prática profissional. É a aplicação dos conhecimentos no efetivo trabalho. Se essa oportunidade for desperdiçada em atividades repetitivas e meramente operacionais, perde-se uma grande oportunidade na formação do profissional.

O Confea pode agir sobre essa questão, independentemente do alcance legal ou das questões de jurisdição. O Confea não só pode, mas deve, em nome da Valorização Profissional e em defesa do futuro da Engenharia e da Agronomia.






ESTÁ ABERTA A TEMPORADA DE CAÇA AO SEU VOTO
É claro que os candidatos a presidência dos Creas e ao Confea não se apresentam publicamente (por conta do regulamento eleitoral) mas entramos no que se poderia chamar de \"última volta\" (não é ainda a reta final) da corrida por esses importantes cargos do nosso Sistema Profissional.
O Encontro de Líderes, realizado em Brasília foi a largada para esta fase final. É hora de todos nós ficarmos atentos.

Que tipo de líderes escolheremos? Votaremos por simpatia? Por interesses pessoais? Ou simplesmente nos omitiremos, fingindo que o problema não é nosso?

Que diferença faz para você (profissional que toca seu escritório ou que trabalha numa empresa ou num órgão público...)?

Que diferença faz se o presidente do seu Crea for Fulano ou Beltrano?

Certamente vamos discutir muito isso por aqui. Aguarde





www.eniopadilha.com.br

PADILHA, Ênio. 2020




IMAGENS DA MINHA PARTICIPAÇÃO NO EVENTO
(clique sobre a imagem para vê-la em tamanho maior)



[IMG;20200212b_Kita.JPG;205;E][IMG;20200212e_Pernambuco_Edison.JPG;205;E][IMG;20200212e_Walmor.JPG;205;E][IMG;20200212_Emanuel.JPG;205;E][IMG;20200212a1_Ricardo.JPG;205;E][IMG;20200212d_Camila_Glaucia.JPG;205;E][IMG;20200212c_Lins.JPG;205;E][IMG;20200212f_Anjelo.JPG;205;E][IMG;20200212f_Lenita.JPG;205;E][IMG;20200212a1_Pernambuco.JPG;205;E][IMG;20200212g_Katayama.JPG;205;E]





Anualmente, líderes representantes dos fóruns consultivos do Sistema Confea/Crea se reúnem em Brasília para a realização de suas primeiras reuniões do ano. É durante o “Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua” que o Colégio de Entidades Nacionais, o Colégio de Presidentes e as Coordenadorias de Câmaras Especializadas definem calendários, planos de trabalho e os coordenadores do ano.



(A realização do encontro obedece à Lei nº 5.194/1966, cujo artigo 53 estabelece que os Conselhos Federal e Regionais se reúnam pelo menos uma vez por ano para estudar e estabelecer providências para o aperfeiçoamento da aplicação da Lei. Dispositivos de regulamentação do Encontro de Líderes são encontrados nas Resoluções nº 1.012/2005, 1.056/2014, 1.088/2017 e 1.110/2018.)




DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4448861

7