CARTA AOS PRESIDENTES ELEITOS DOS CREAS

Meu caro Presidente eleito do Crea.
Uma campanha que deveria ter durado 3 meses acabou, por força dessa pandemia, se arrastando por 7 meses.
Para quem era presidente e se licenciou para poder participar da campanha, houve uma perda de 7 dos 36 meses do mandato (quase 20%. Não é pouco!). Para os demais o problema não foi muito menor. O investimento de tempo, recursos financeiros e, principalmente, energia foi muito maior do que deveria ter sido.

Foi muito desgastante. Finalmente acabou e você venceu. Parabéns.

Mas não pense que os próximos 3 anos serão fáceis. Os desafios são imensos. E alguns problemas crônicos do nosso sistema profissional estarão esperando por você no início de janeiro. O enfrentamento desses problemas irá exigir liderança, competência política e estratégia. Espero que a senhora ou o senhor esteja preparado?





(Ano 01 - Número 01 – Publicado em 06/10/2020)



Pelo que eu pude acompanhar, na maioria dos Creas as vitórias foram apertadas, por uma margem muito estreita. Isso é uma clara decorrência do tempo de duração da campanha que provocou muitas mudanças de comportamento em relação às campanhas tradicionais.

Mas é também um resultado da mudança no perfil dos profissionais eleitores. A faixa etária média da Engenharia, no Brasil caiu muito nesse últimos 15 anos. A quantidade de profissionais com menos de 30 anos já deve estar chegando nos 50%. É muita gente. Esse povo precisa ser ouvido. Suas demandas precisam ser identificadas e atendidas.

Um dos maiores desafios do nosso sistema Confea/Crea e tornar-se menos burocrático e desamarrado. Nossos jovens profissionais estão acostumados às Fintecs (os Nubanks da vida). Querem tudo simplificado e sem burocracias desnecessárias. E, atenção: ELES TÊM RAZÃO. Quem demorar muito para entender isso vai ficar pelo caminho (alguns já ficaram nessa eleição que acabou de acontecer).

Os processos de decisão precisam ser simplificados. Os trabalhos precisam ser interligados por ERPs* eficientes. Os Creas precisam ser preparados para a terceira década do Século XXI.

Outra coisa importante: como já foi dito lá no primeiro parágrafo, praticamente não aconteceram vitórias por goleada. Todos os eleitos deixaram para trás adversários com muitos votos e, consequentemente, muitos seguidores.

Uma eleição cria, em torno do candidato, uma bolha de otimismo e de apoio. Nesta bolha ninguém (a não ser que seja muito amigo) irá apontar o dedo e dizer que você está errado. Isso é um perigo. Você não pode levar essa bolha para dentro do Crea. Lembre-se da frase de Santo Agostinho: "Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem."

Neste momento é preciso entender que a eleição já passou. A campanha precisa ser deixada pra trás. A primeira e mais importante missão é unificar a Engenharia e a Agronomia do seu estado em torno de projetos que sejam importantes para todos. Concepção e implementação de uma estratégia inteligente será essencial, especialmente nos primeiros meses.

Você não pode cair na tentação de administrar apenas para o grupo que o elegeu. Isso foi a desgraça de muitos governadores eleitos em 2018 e que agora estão enfrentando grandes dificuldades.

Será necessário negociar. E negociar é fazer concessões. Lembre-se disso.





PADILHA, Ênio. 2020



ERP (Enterprise Resource Planning), no Brasil também conhecido como SIGE (Sistemas Integrados de Gestão Empresarial) são sistemas, geralmente softwares aplicativos, utilizados pelas empresas para fazer registro e controle de TODAS as atividades da empresa de forma integrada.




Leia também: ELEIÇÕES NO SISTEMA CONFEA CREA 2020 (RESULTADOS)
Relação dos candidatos eleitos em todos os Creas


Comentário #1 — 13/10/2020 11:08

Ricardo Rocha de Oliveira — Engenheiro Civil, Professor Universitário — Cascavel - PR

CARTA ABERTA, RESPOSTA AO ENGENHEIRO ÊNIO PADILHA
Diálogo Aberto, reflexão conjunta.

“O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos.”
Eleanor Roosevelt

Prezado amigo Engenheiro Ênio Padilha, muito pertinente sua avaliação sobre a necessidade de repensarmos nossa forma de atuação e nosso papel, proposta feita pelo seu artigo CARTA AOS PRESIDENTES ELEITOS DOS CREAS.

O momento pede isso. E a pandemia parece ter sido um alerta final para aqueles que ainda não tinham promovido essa mudança cultural – não só os conselhos de classe, mas a sociedade como um todo. Uma mudança que começa com a transformação digital, como você bem pontuou, que tem o propósito muito claro de aproximar e facilitar a vida das pessoas, de romper limites e tornar os contatos mais pessoais - e, por isso mesmo, mais efetivos. Depois desse choque que todos vivemos nesse ano, quem ainda não estiver despertado para essa nova realidade, não será ouvido, visto ou lembrado. Nem conseguirá cumprir com a missão que assumiu com seus pares.

No Paraná, o Crea está nessa jornada há algum tempo. Temos a entrada dos mais novos, mas temos também um compromisso com os que estão conosco há mais tempo. E entendemos que nosso papel, como conselho, é também inseri-los nessa nova forma de interagir e trabalhar. Por isso, a transformação cultural precisa ser sutil e abrangente, deve incluir todos, com etapas que possam atender a todos que estão ligados a nós, com a construção de degrau a degrau.

Criamos diversas soluções, ouvindo as necessidades de nossos profissionais registrados. Traçamos o planejamento estratégico da última gestão a partir de uma pesquisa de opinião, uma pesquisa que é refeita uma vez por ano para nos realinharmos com as expectativas dos profissionais. Temos também uma pesquisa de satisfação, para mais uma vez mostrarmos que há um conselho pronto a ouvir, redesenhar sua trajetória, e trabalhar pelos interesses das categorias que abrange. A partir das preocupações e soluções apontadas, trabalhamos com métodos ágeis, contatando as pessoas e desenvolvendo protótipos a partir das ideias apresentadas. O Crea interativo é uma solução que surgiu desse processo: criamos uma área de conversa restrita com o usuário do sistema a partir de uma demanda que tenha sido aberta por ele. Sempre que ele volta para interagir com o Conselho, seu histórico de conversas e trocas pode ser acessado. Além disso, o status de sua nova requisição fica disponível nesse mesmo ambiente. Quando detectamos uma insatisfação, acionamos a área responsável pelo processo mencionado para criar uma solução. E fazemos isso por um método que é um velho conhecido de todos: uma boa conversa por telefone, para entender o que de fato está acontecendo.

E por falar em boa conversa, capacitamos nossos atendentes para que a linguagem utilizada com nossos públicos seja sempre clara, objetiva, sem termos técnicos, com empatia.

Identificamos como nosso principal objetivo a aproximação e a satisfação dos profissionais que representamos. Sabemos que ainda não temos o cenário ideal, mas estamos trabalhando atentos para chegarmos a essa meta, trazendo todos conosco. E entendemos que estamos cumprindo bem esse papel, com uma eleição que teve 78% dos votos e também teve uma excelente votação para nosso candidato à Presidência do Confea e nossos colegas para Conselheiros Federais e para cargos na nossa Caixa de Assistência no Paraná.

Continuaremos trabalhando com esse conceito de construção participativa, reforçando o processo democrático que nos reconduziu à gestão deste conselho. Com a visão de ser reconhecido como organização referência em inovação, agilidade e modernidade, o Crea-PR segue nos próximos anos com o nosso compromisso de dar voz aos que estão dispostos a construir conosco um Conselho que pode ser melhor, dia após dia.

Acreditamos que digitalização e humanização não são vias contrárias, mas duas variáveis de uma equação que tem como resultados a satisfação de todos e a concretização de um futuro que já chegou.

Após uma primeira gestão com muitos desafios, ainda estou muito confiante e muito motivado para continuar minha trajetória e buscar, cada vez mais, termos um Sistema Profissional vigoroso e atuante, para que tenhamos benefícios para nossa Sociedade e nossos Profissionais.

Continuo confiante, convicto, firme e trabalhando para que a beleza do sonho de um futuro Sistema Profissional melhor se concretize.

Saudações Profissionais.
Eng. Ricardo Rocha
Presidente do Crea-PR, Gestão 2018-2020,
Reeleito para o período 2021-2023.

RÉPLICA DE ÊNIO PADILHA

Meu caro amigo Presidente.
Muito me honra que o meu artigo tenha sido objeto de uma resposta sua, muito pertinente, muito oportuna e muito correta. O Crea-PR certamente é, hoje, um bom exemplo para os demais, com suas ações inovadoras e sua gestão empreendedora.
Conto sempre com vocês nessa minha modesta tentativa de contribuir para a valorização profissional da Engenharia no Brasil. Grande abraço e, mais uma vez, muito grato pela sua atenção.

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:
Chave: -- Digite o número 4449 na caixa ao lado.

Digite uma palavra (no título do artigo):   

Digite uma palavra (no corpo do artigo):   

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4688741

247