PRIMEIRO MANDAMENTO: NÃO DEMONIZAR A POLÍTICA

(Publicado em 31/01/2022)



Se eu fosse sorteado (ou escolhido) para estar na plateia de um dos debates da campanha presidencial e pudesse fazer uma única pergunta a pergunta seria: COMO O SENHOR (OU A SENHORA) PRETENDE LIDAR COM OS SEUS ADVERSÁRIOS E SUAS DEMANDAS?
A resposta a esta pergunta diria muita coisa a respeito do candidato. Mostraria, sem dúvida o seu preparo político.
O cargo de presidente da república exige experiência política, antes de qualquer outra coisa.





Imagem: Pixabay



Não faço parte do clube dos que querem acabar com a política ou com os políticos. É, certamente, uma das bandeiras mais burras de um país democrático.

A política é uma das coisas mais importantes num país desenvolvido. Os políticos representam seus eleitores para lidar com os governos e as forças de oposição, de forma civilizada e efetiva.

A demonização da política (e dos políticos) não me agrada. Não sou (nunca fui) contra a política e não gosto da ideia de um governo de amadores (empresários, professores, jornalista, médicos, artistas, atletas...)

Político precisa ter experiência política. Deve saber negociar. Deve ter jogo de cintura, diplomacia, educação, elegância, articulação verbal.

Respeito a história das forças clandestinas de resistência à ditadura dos anos 1960 e 70. Mas foi a ação de políticos como Ulysses Guimarães, Petrônio Portela, Tancredo Neves, entre outros, que conduziram o Brasil de volta à democracia.

Políticos honestos e bem intencionados existem, sim. O problema é que, se forem honestos não irão fazer as promessas que encantam multidões.

Henry Louis Mencken, jornalista e crítico social norte-americano, disse, em 1917, que "Para todo problema complexo existe sempre uma solução simples, elegante e completamente errada.".

E outro norte-americano, o economista e crítico social Thomas Sowell disse outra frase lapidar: "O fato de que muitos políticos de sucesso são mentirosos não é exclusivamente reflexo da classe política. É também um reflexo do eleitorado. Quando as pessoas querem o impossível, somente os mentirosos podem satisfazê-las".

No Brasil existe um terreno fértil para o surgimento de salvadores da pátria irresponsáveis e aventureiros, que, para conquistarem eleitores fazem qualquer promessa. Promessas que eles sabem que não podem cumprir. Mas sabem que é isso que muita gente quer ouvir.

Em tempos de redes sociais nervosas, muita gente quer ver seus opositores aniquilados. Então muitos candidatos descobriram que se tiverem uma postura agressiva em relação aos seus adversários vão atrair muitos eleitores. Gente que não se importa em transformar o país num lugar de disputas eternas (que poderiam ser evitadas com um mínimo de bom senso)

Nelson Mandela, lider sul-africano, Prêmio Nobel da Paz em 1993 disse que "Em toda disputa finalmente se chega a um ponto em que nenhuma das partes está totalmente certa ou totalmente errada. Em que fazer concessões é a uníca alternativa para aqueles que desejam seriamente a paz e a estabilidade.".

Portanto, saber o nível de civilidade, boa vontade e educação política do candidato seria, pra mim, essencial. É nessa turma (entre políticos experientes e efetivos) que eu vou encontrar meu candidato.





PADILHA, Ênio. 2022

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:
Chave: -- Digite o número 553 na caixa ao lado.

Pesquisar palavra ou grupo de palavras:   

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

5707478

58