UMA PROGRAMAÇÃO FRAQUINHA

Ano passado elogiei entusiasmadamente a programação do Encontro de Lideranças, por conta da presença de palestrantes da melhor qualidade.

Neste ano, infelizmente, não posso repetir o elogio. A programação dos palestrantes parece ter seguido critérios mais políticos do que técnicos. Na verdade, a sensação que eu tive (e posso garantir que não foi só eu) é que a programação resultou muito mais de quem (no governo) estava disponível (leia-se, não tinha nada mais importante para fazer) do que da vontade da organização de construir uma grade de conteúdo que atendesse a um propósito.

No fim, o que se viu foi um desfile de palestrantes inexpressivos e ministros que vieram falar não o que nós queremos saber mas sim o que o governo quer que a gente fique sabendo.

Ah, e antes que eu me esqueça: para o ano que vem, por faqvor, esqueçam essa coisa de teatro.
Dez em cada dez pessoas a quem eu perguntei a respeito disseram a mesma coisa: é uma grande bobagem!

Detalhe: essas pessoas gostam de teatro e costumam ver peças com frequência. Portanto, não é nada contra o teatro e sim uma discussão sobre pertinência e oportunidade.

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4455422

5