CARTA PARA A RECÉM CONTRATADA SECRETÁRIA DO ARQUITETO
(Com participação especial de Ricardo Meira, Osvaldo Pontalti e Zito Ferreira)

(Publicado em 22/05/2012)



[IMG2;secretaria.jpg;E]Uma moça de Itabira, Minas Gerais, leu o meu artigo CARTA PARA A RECÉM CONTRATADA SECRETÁRIA DO ENGENHEIRO e resolveu me pedir ajuda. Não, ela não foi contratada para trabalhar no escritório de um engenheiro. Ela é recém contratada secretária de um Escritório de Arquitetura. Quer saber como agir e como lidar com esse tipo de profissional para ter sucesso na sua carreira.

De repente me vi numa situação difícil. Não saberia exatamente o que dizer para uma pessoa nessa situação. Nunca tinha pensado nisso. Resolvi, então, pedir socorro para quatro colegas arquitetos (inteligentes, criativos e bem humorados). Um deles, o Arquiteto Ricardo Meira, de Brasília, (o Arquiteto Daltônico), me mandou uma resposta super completa, que aparece neste artigo em VERMELHO ESCURO (e em em itálico para que o meu amigo, que é daltônico, possa identificar no texto a sua valiosíssima contribuição)

Pois bem, Ana Paula. Aqui vão algumas coisas que você precisa saber sobre arquitetos e que importam para a sua sobrevivência imediata como secretária de um deles.

1) Arquitetos têm aversão a qualquer ferramenta de organização: agendas, listas, folhinhas, cadernos. Somos desorganizados por natureza (eu sei, é triste isso); A secretária terá que controlar TOTALMENTE os compromissos do chefe.
Uma observação: o que o Ricardo chama de desorganização é, na verdade, indisciplina. Os arquitetos são muito organizados (conseguem determinar o lugar certo das coisas e a melhor distribuição das peças nos espaços). Portanto, o que a secretária precisa ser é EXTREMAMENTE DISCIPLINADA para manter as coisas sempre no devido lugar

2) Arquitetos odeiam rotina, métodos, listas, tudo que se parece minimamente com um padrão facilmente reconhecível. Caso contrário seríamos engenheiros.

3) Imagem é tudo. Clientes reparam até na marca do sapatênis do arquiteto. Portanto, vão reparar na roupa, nas unhas, no cabelo e, principalmente, se ela fala “menas”, “vou estar passando a ligação” ou qualquer aberração gramatical;

4) Somos divas. Gostamos de ser paparicados. Cafezinho e água na mesa ao chegar é o mínimo. Ah, um elogiozinho também não faz mal;

5) O escritório é o cartão de visitas do arquiteto. Se não tivermos nossa “casa” organizada e bonita, como atenderemos ao cliente?

6) É fundamental que a secretária tenha jogo de cintura ao telefone. A secretária é o “muro de contenção” até o arquiteto. Ela deve ter em dia o repertório de desculpas para aquele projeto atrasado (claro que não é por culpa do arquiteto);

7) Aquela imagem de glamour, estilo, aquele ar “descolado” é separado do caos total por uma linha muito tênue. Ser descolado não é ser bagunceiro. Aquelas amostras de porcelanato, cartelas de cor e catálogo de louças têm uma certa ordem, por mais que as evidências digam o contrário.
(Não falei? - lá em cima, no item 1)

8) Ah, o arquiteto nunca está errado. Se ele não te passou aquele compromisso ou se esqueceu de fazer as compras do escritório, a responsabilidade é sua de não tê-lo lembrado.

IMPORTANTE: o amigo Ricardo meira jura que essas dicas não são, em hipótese alguma, autobiográficas, diga-se de passagem (nunca admitiria se o fossem).

Mandou muito bem, Ricardo. Não preciso dizer mais nada!
Mas fica aberto o espaço dos comentários para que outros colegas arquitetos ajudem a nossa recém contratada secretária. Acredito que ainda existam muitas outras dicas interessantes esperando para serem expressadas.

ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | ep@eniopadilha.com.br



Abaixo reproduzo, na íntegra (até os negritos e a famosa assinatura \"OP\"), a resposta que recebi do segundo colega consultado: Osvaldo Pontalti, grande amigo, inteligentíssimo, espirituoso, perspicaz... o tipo do sujeito bom para se ter à mesa num almoço, se você quiser se divertir, aprender algumas coisas e refletir sobre as idiossincrasias da humanidade.
(só pra esclarecer, Osvaldo Pontalti e Ricardo Meira são amigos. Daí as liberdades...)

Diga lá, Pontalti:

Dr Ênio,
Mas que audiência....Zito, Maristela e Ricardo.
Vamos lá, a convite do Dr Ênio não me furto nem churrasco na laje...

Considerações sobre o texto do Arquiteto Ricardo. Pô cara, não é bem assim, arquiteto organizado existem, e muitos. Eu por exemplo, sério. Veja que estranho, e se estivermos falando a sério, creio que não difere a secretária do engenheiro com a do arquiteto. Todas devem ter um excelente senso de organização, sorrir até ao atender o telefone, postura séria. Por postura séria quero dizer que uma das secretárias que tive chamava-me de querido, na verdade ela chamava todos de querido, querido chefe, querido cliente, etc...isso é uma postura ruim, querido é o marido dela, sei lá.

Outra coisa é roupa. Por mais descolados e mais jeans rasgados, barriguinha de fora com gordurinhas saltitantes não dá.
Cabelo seboso e cheiro de ônibus, não dá.
Mau humor de TPM não dá. Secretária não tem TPM.
Cordialidade, sorrir ao telefone, vestir-se adequadamente, letra bonita, é sim, letra inteligível e português correto.

Organizada, atenciosa, determinada e de preferencia linda, muito linda, com atributos físicos admiráveis. De causar ciúme doentio na mulher do arquiteto chefe.

Pontualidade é primordial, o arquiteto muitas vezes vai as obras (terças e quintas) e não passa no escritório antes...ou é mentira e a senhorita resolve, justo nas terças e quintas, atrasar.

Obviamente o arquiteto deverá explicar a nova secretária quais são os assuntos (o negócio) do escritório e inteirá-la que lá não se faz projetos e obras mas constroem-se sonhos, certo Dr. Ênio!

Outra coisa é a linguagem, nada de casinha, janelinha, projetinho, banheirinho. O diminutivo deve ser abolido por todos os personagens do escritório. É casa ou residência do casal Garcia. É reforma do banheiro social do Clube Alvorecer.

Outra coisa, colega arquiteto que liga pro teu escritório é arquiteto. Cliente médico é Dr Macedo e não o \"o nosso cliente, o tal Macedo\". Telefones devem estar na ponta da língua, assim como os e-mails.

Uma secretária desorganizada pode ser salva com a organização do chefe. Nenhuma secretária organizada salva um chefe desorganizado.

Finalizando, se a guria for ruim, ruim de serviço certo, manda ela para o escritório concorrente com carta de recomendação positiva. Mentir pode vir a ser uma condição estratégica, kkkk.

Abraço,
OP.


Boa Pontalti! Certeiro, como sempre!


Chegou agora mais uma reflexão interessante para nossa amiga Ana Paula. Vem do grande amigo Zito Ferreira. Pra quem não teve ainda o prazer de conhecê-lo, trata-se do autor das ilustrações em três dos meus livros (por aí já dá pra deduzir que eu o tenho em altíssima conta). Arquiteto formado pela UFSC, reside e trabalha em Florianópolis-SC. Artista plástico que domina diversas técnicas (óleo, crayon, entalhe em madeira, charge e desenho animado, entre outras coisas), mantém um Escritório de Arquitetura em Florianópolis (http://505arq.com.br).
Vejam o que ele nos diz:


Caro Ênio,

O nosso amigo Osvaldo Pontalti foi especial como sempre. Forte abraço para os amigos.

Defino um escritório de arquitetura como o espaço(empresa) fundamental no desenvolvimento de idéias, alinhado ás varias técnicas e processos utilizados na construção civil, urbanismo e demais áreas correlatas.

Portanto o leque de atividades é bastante amplo e com um nível de interação intenso, além disto, os escritórios de Engenharia e Arquitetura fomentam e dimensionam negócios, atendem empresas, profissionais, pessoas e acabam normalmente tendo a sua maior carência na área de maior demanda, o gerenciamento.
Este gerenciamento começa no escritório, com as demandas internas, identificando as tarefas e suas prioridades, logo, uma boa secretária estaria sempre auxiliando nestas demandas, também deveria organizar e coordenar a parte documental do Escritório de Arquitetura ou Engenharia, tento todas as informações necessárias dos processos juntos aos órgãos, contas a pagar e também a documentação do próprio escritório.

Por último, a polidez e desenvoltura deixem para o especialista Osvaldo Pontalti que bem descreveu.

Portanto, o que fica claro é que aquela secretária congelada em nossa memória, que apenas controla uma única demanda, como por exemplo, de grande parte dos profissionais liberais, na Engenharia e Arquitetura não se encaixa mais.

Zito Ferreira


Grande Zito!!! Ezumonstro! Dazumbanho, né, quirido?



PS(1): Neste artigo as questões de gênero não foram seguidas para não quebrar o ritmo do texto. Por isso arquitetos (e engenheiros) foram sempre apresentados como homens e a secretária como mulher. Mas você pode fazer a adaptação que for preciso para a sua realidade.

PS(2): Este artigo contém exageros e generalizações. Não deve ser avaliado com escalímetro, calculadora e dicionário.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br

Comentário #1 — 22/05/2012 13:33

Ana Paula Silva Lopes — Secratária — Itabira- MG

Olá Ênio, amei o artigo só fico umpouco insegura quanto ao português polido, nao falo gírias, nem coisa assim, considero que falo até bem, mas a minha chefe me passou uma folha com alguns exemplos que me fazem pensar que estou lendo, bom na verdade nao sei especificar mas que estou lendo um texto muito, muito fomal e quando eu digo muitooo é sem exageros. Pode me ajudar nisso?

Obrigada pelo artigo,
Abraços

Réplica de Ênio Padilha

Oi, Ana
Então... Gíria, nem pensar, claro. Mas, como você disse, esse não é o problema.

Acontece que os arquitetos geralmente são pessoas sofisticadas e cultas. E dão muito valor à boa educação, aos bons modos e ao comportamento requintado (e isso inclui a linguagem escrita e falada).
Se a sua chefe "passou uma folha com alguns exemplos" é importante ficar atenta. Ou ela percebeu esses detalhes no seu vocabulário ou está apenas preocupada em que isso jamais ocorra.
A dica é a seguinte: use a língua portuguesa como uma roupa que dá forma à sua cultura e aos seus conhecimentos. Não descuide disso. O que pode parecer muito formal, pra você, pode ser o mínimo esperado pela sua chefe.
Boa sorte e boa carreira!

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4444095

5