A IMPORTÂNCIA DO DIODO EMISSOR DE LUZ AZUL
PRÊMIO NOBEL DE FÍSICA 2014

(Publicado em 07/10/2014)





Imagem: Unicentro



Os cientistas japoneses Isamu Akasaki, Hiroshi Amano e Shuji Nakamura. Eles desenvolveram os diodos emissores de luz azul (eficientes) que permitiu a fonte de luz branca brilhante e econômica.

A descoberta deles é tão importante quanto o trabalho de Thomas Edison quando inventou a lâmpada, principalmente quando levamos em conta a relevância do fato em termos de conservação de energia.

Alguns jornalistas disseram que o Prêmio foi por "ter inventado a lâmpada LED". Não foi bem isso. A iluminação LED já existia desde a década de 1960. Porém, como a luz branca é resultado da combinação de três cores (verde, vermelho e azul) havia um problema: os diodos emissores de luz vermelha e verde funcionavam muito bem. Mas o diodo de luz azul não funcionava com eficiência energética. Foi isso o que eles fizeram (na década de 1990): desenvolveram um diodo emissor de luz azul com eficiência energética. Isso facilitou a popularização do uso de iluminação LED.

A ilustração acima (feita pela Real Academia de Ciências da Suíça) mostra a evolução histórica do rendimento (quantidade de iluminação produzida por um Watt de energia) desde as lâmpadas de óleo até a iluminação branca de LED. Pelo salto (de 70 para 300 lumens/Watt) dá pra dimensionar o valor do trabalho dos três ganhadores do Premio Nobel 2014.





PADILHA, Ênio. 2014






DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:
Chave: -- Digite o número 7731 na caixa ao lado.

Digite uma palavra (no título do artigo):   

Digite uma palavra (no corpo do artigo):   

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4868772

109