QUANTO O ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA DEVE PAGAR PARA O ARQUITETO QUE FAZ PROJETOS

(Publicado em 16/10/2014)



Professor Ênio Padilha.
Minha sócia já fez alguns cursos com você e temos alguns livros seus, mas ainda temos uma dúvida se puder nos responder ficarei agradecida.

Como ocorre a remuneração aos arquitetos associados, aqueles que nem sempre fazem parte do contrato social? Por percentual de projetos desenvolvidos? Eles recebem algum percentual a mais quando trazem novos projetos ao escritório?

Atenciosamente,
Maria Aparecida | Cruzeiro do Sul-AC

(Nesta seção, o nome e a cidade são trocados sempre que solicitado pelo leitor)




Prezada Maria Aparecida
Uma das questões mais importantes em um escritório de Arquitetura ou de Engenharia, principalmente quando se trata de sociedade de dois ou mais profissionais, é justamente a questão de definir a remuneração de cada um.

Antes de continuar (e para que você consiga entender o que eu vou explicar depois) você precisa ler os seguintes artigos:



IMPORTANTE: Não continue a leitura deste artigo sem antes ler (atentamente) os artigos que estão nos links abaixo. Sem a leitura desses artigos o que eu vou dizer abaixo poderá não fazer o sentido que se pretende.


TAREFAS E RESPONSABILIDADES EM UM ESCRITÓRIO
DE ARQUITETURA E ENGENHARIA



Nesse artigo eu apresento todas as tarefas e responsabilidades que fazem parte do funcionamento de um Escritório de Arquitetura ou de Engenharia, chamando atenção para o fato de que MUITAS dessas são tarefas administrativas, ou seja, não estão ligadas diretamente à produção dos projetos (ou de outros serviços que o escritório vende aos clientes).




SISTEMATIZAÇÃO DOS PROCESSOS PRODUTIVOS EM ESCRITÓRIOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA



Esse artigo fala da necessidade de Organizar o processo produtivo no Escritório de Arquitetura ou de Engenharia, para garantir a qualidade, a produtividade e, consequentemente, a lucratividade.




ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (1)
Quanto custa abrir um escritório de Arquitetura/Engenharia?




ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (2)
Quanto custa manter aberto um escritório de Arquitetura/Engenharia?




ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (3)
Quanto custa produzir serviços de Arquitetura/Engenharia?



Série de artigos que apresenta os custos do escritório e o link para uma planilha de cálculos que pode ser utilizada como modelo.




COMO REMUNERAR O PROFISSIONAL (SÓCIO OU NÃO)
NO ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA OU DE ENGENHARIA



Nesse artigo eu explico que a remuneração do profissional (sócio ou não) se dá por três vias: o pro labore, a Remuneração sobre serviços faturados e a Distribuição de Lucros.




Pois muito bem. Uma vez que você já leu os artigos acima (leu mesmo?) podemos então falar de uma coisa importante: as partes remuneráveis dos serviços de Arquitetura (e de Engenharia) num escritório.

A remuneração dos sócios envolvidos na produção de um projeto deve ser feita da forma mais racional e justa possível. Isto significa que o valor cobrado do cliente deve ser dividido em partes percentuais que deverão dar conta de todos os custos (diretos e indiretos)

Na prática o que ocorre é que deve ser definido antecipadamente quanto por cento do valor faturado cabe a cada uma das partes envolvidas na produção do serviço (e quanto por cento do valor faturado deve ser destinado à existência e ao funcionamento do escritório)

Para encaminhar a solução desse problema devemos fazer a seguinte consideração: todo trabalho de grande porte, como um projeto técnico de construção civil, por exemplo, pode (e deve) ser dividido em partes ou etapas que possam ser delegados integralmente a uma única pessoa ou grupo.

Assim, por exemplo, o projeto arquitetônico de um prédio (uma residência, um pequeno prédio ou um grande edifício) pode ser dividido nos seguintes trabalhos (e cada um desses trabalhos precisa ser devidamente remunerado)

• Prospecção do cliente, atendimento ao cliente potencial e elaboração da proposta comercial.
• Negociação com o cliente e fechamento do contrato
• Levantamento de campo
• Entrevista com o cliente
• Desenhos e definições gerais do projeto
• Detalhamento do projeto, quadros, diagramas e tabelas
• Memória descritiva, especificação de materiais
• Contagem (quantificação) de materiais
• Condução da equipe de desenhistas e secretárias

Vamos chamar de BLOCO a cada conjunto de tarefas que podem ser agrupadas e delegadas a uma única pessoa. Assim, teremos

BLOCO 1 - ATIVIDADES COMERCIAIS
Atender os clientes que procuram o escritório, apresentar as propostas comerciais, negociar e vender o serviço são coisas que tomam tempo e exigem conhecimentos e habilidades diferenciadas. Isto precisa ser remunerado.
Em qualquer ramo de negócio o vendedor é remunerado com uma comissão sobre o faturamento. Num escritório de Arquitetura ou de Engenharia isso não pode ser diferente.

Portanto, o profissional (sócio ou não) que traz o cliente e conduz a negociação do início até o fim, fechando o negócio para o escritório deve receber um percentual (geralmente algo entre 5 e 10% do valor faturado.

Mas, atenção: indicar um cliente, ou simplesmente apresentar um cliente para o escritório não deve ser considerado como atividade a ser remunerada. O profissional somente deve ser remunerado se fizer o trabalho completo:
• Atender o cliente
• Agendar a 1ª reunião
• Obter informações sobre o serviço solicitado
• Preparar a proposta comercial
• Preparar os assessórios da proposta comercial
• Agendar a de negociação
• Conduzir a negociação
• Finalizar a negociação (obter o SIM DEFINITIVO do cliente: a assinatura no contrato, ou o aceite na proposta apresentada ou mesmo um e-mail de confirmação)


BLOCO 2 - BRIEFING
O briefing representa um conjunto importante de informações, que são as matérias-primas indispensáveis para a execução do serviço contratado. É necessário remunerar o profissional que se ocupa de responder pelas atividades que dão conta dessa tarefa:
• Levantamento de campo
• Entrevista com cliente
• Coleta de documentos (escritura, comprovantes de impostos, alvarás...)
• Consulta de viabilidade técnica
• Consulta de viabilidade econômica
• Análise das informações obtidas
• Declaração do cliente de regularidade de Impostos
• Levantamento Planialtimétrico
• Registro (as built) de obras existentes
• Formatação do Briefing (incluindo as preferencias explicitadas pelo cliente)


BLOCO 3 - ESTUDO PRELIMINAR (setorização, estilo e volumetria)
• Zoneamento - Determinar o posicionamento das funções (interno, social, serviço)
• Fluxograma - Detreminar as conexões funcionais entre os ambientes
• Locação dos ambientes
• Dimensionamento dos ambientes
• Locação da edificação no terreno
• Formatação da proposta
• Marcação da reunião
• Discussão da proposta com o cliente
• Realimentação do processo até a aprovação do cliente
• Lançamento das plantas baixas
• Lançamento da cobertura
• Estudo de elevação
• Estudo 3D


BLOCO 4 - ANTEPROJETO (revestimentos e acabamentos)
• Cota de planta baixa (paredes, portas, janelas) area ambientes cotas piso
• Planta de cobertura
• Cortes
• Elevações
• Situação - Terreno em relação às vias públicas
• Locação - Posição da obra em relação ao terreno
• 3D (desenho em perspectiva, maquete eletrônica, e maquete física)
• Apresentação de projetos e documentos para análise e aprovação dos órgãos competentes
• Consulta técnica com projetista estrutural
• Consulta técnica com projetista elétrico
• Consulta técnica com projetista hidráulico
• Consulta técnica com projetista sanitário, etc
• Memorial de descritivo basico
• Preenchimento RRT
• Organização documentos do cliente (escritura, ARTs ou RRTs interiores)
• Realimentação do processo até a aprovação do projeto


BLOCO 5 - PROJETO LEGAL (para aprovação na Prefeitura ou órgãos financiadores)
• Elaborar o Projeto Legal
• Realizar com o cliente a reunião para apresentação do Projeto Legal
• Obter a aprovação do Cliente para o Projeto Legal
• Providenciar ART ou RRT
• Providenciar documentação para entrega na Prefeitura
- Matrícula atualizada do imóvel
- Comprovante de pagamento da taxa de aprovação do projeto
- Cópia do RG do Cliente
- Cópia do Carnê de IPTU em dia
- Autorização para construção se for o caso
- Projeto Legal
• Apresentar o Projeto Legal para aprovação na Prefeitura ou em órgão financiador
• Obter aprovação do Projeto na Prefeitura ou órgão financiador


BLOCO 6 - PROJETO EXECUTIVO (especificações, cotas e detalhamentos)
• Memorial descritivo
• Descrição sumária da obra
• Especificação dos materiais
• Lista de materiais - (materiais principais e materiais acessórios)
• Detalhamento construtivo
• Portas
• Janelas
• Churrasqueira


Para cada um dos BLOCOS acima o escritório deverá estabelecer uma remuneração ao profissional responsável. É importante observar (e você sabe disso porque leu os artigos lá de cima) que o total da remuneração dos seis blocos não deve passar de 30 ou 35% pois a quantidade de compromissos comerciais, trabalhistas e tributários do escritório não pode ser enfrentada com menos de 60 a 70% do seu faturamento total.

Portanto, Maria Aparecida, faça as contas bem direitinho e (depois de muita análise) estabeleça valores percentuais para a remuneração dos profissionais (sócios ou não) que atuam no escritório nas atividades de projeto.

Boa sorte.





PADILHA, Ênio. 2014





Comentário #1 — 19/11/2019 00:05

cesar — engenheiro civil — salvador

Olá, tenho seus livros, referente a parte dos engenheiro associados, gostaria de saber se há algum modelo de contrato que dê segurança jurídica ao proprietário do escritório? Poderia postar?

Comentário #2 — 06/04/2022 16:03

Nayana — Administradora — São Paulo - SP

Professor, boa tarde, tudo bom?
Meu nome é Nayana, trabalho em um escritório de arquitetura e tenho acompanhado alguns conteúdos do Sr. Primeiramente, gostaria de parabenizar e agradecer pelo belíssimo trabalho que vem desenvolvendo, tenho certeza que muitas pessoas/empresas estão sendo beneficiadas com o seu rico material.
Eu gostaria de tirar uma dúvida com o Sr., assisti a sua aula sobre contrato social, gostei bastante, mas queria saber se hoje na Arquitetura há alguma forma legal de atuar como escritório de associados, sem necessariamente enquadrar esses associados no contrato social? Eu tenho buscado algum modelo de contrato nesse sentido, mas não encontro nada disponível na internet. O Sr. consegue me ajudar?

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:
Chave: -- Digite o número 8720 na caixa ao lado.

Pesquisar palavra ou grupo de palavras:   

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

5713803

2116