UM MANUAL PARA O ENGENHEIRO DO SÉCULO XXI (1)

(Publicado em 15/08/2015)



Em 2009 eu fui convidado para dar aula em um curso de pós-graduação para arquitetos, engenheiros e designers de interiores. A disciplina: Gestão de Carreira e Marca Pessoal. Tema fascinante, um desafio que me permitiu mergulhar na literatura sobre o tema e estudar casos e mais casos de profissionais (recém-formados e veteranos) e suas jornadas vencedoras (ou nem tanto).

Aos poucos fui começando a perceber um fenômeno recorrente: muitas pessoas, num determinado ponto da carreira, buscavam obter (sem sucesso) resultados que só seriam possíveis se determinadas ações ou comportamentos tivessem ocorrido muitos anos antes.

E percebi também que alguns profissionais de Engenharia e de Arquitetura têm dificuldade para lidar com o fato de que os problemas encontrados para alcançar o sucesso na carreira decorrem de deficiências que deveriam ter sido enfrentadas e superadas, muitas vezes, nos anos da graduação. Essas pessoas querem resolver nos galhos e folhas de uma árvore, problemas que estão na raiz.

Para ilustrar essa questão eu costumo usar uma metáfora de quintal: se você plantou um pé de pitanga e agora os frutos se parecem com goiaba (tem tamanho de goiaba, cor de goiaba e gosto de goiaba) o diagnóstico me parece simples: você plantou um pé de goiaba e não de pitanga. É isso.

Não há consultor (ou engenheiro agrônomo) que consiga resolver o seu problema. Se o que você queria era colher pitangas, você fez alguma coisa errada. E agora você tem três possibilidades. (1) Continuar tentando encontrar pitangas no seu pé de goiaba (e reclamar nas redes sociais, culpando tudo e todos pelo seu insucesso); (2) Desistir das pitangas e encontrar uma utilidade para as goiabas que você está colhendo ou (3) Retomar a plantação de pitangas. Agora fazendo a coisa do jeito correto.

Essa retomada é quase sempre trabalhosa e traz sempre a (não muito agradável) sensação de estar refazendo um caminho. Refazendo um trabalho que já deveria estar concluído.

Procurei uma maneira de ajudar a evitar que isso acontecesse com profissionais das novas gerações. Criei, em 2011, uma palestra para ser apresentada em faculdades de Arquitetura e de Engenharia, para estudantes de todas as fases e também para profissionais recém-formados. O objetivo da palestra (GESTÃO DE CARREIRA E MARCA PESSOAL) era mostrar aos estudantes o campo de plantação que se descortinava diante deles. Fazê-los ver que a máxima "Cada um colhe exatamente o que planta" é absolutamente verdadeira e inexorável.

A palestra foi um sucesso, repetida em dezenas de escolas de Engenharia e de Arquitetura e em entidades de classe, para estudantes e profissionais recém-formados.

[IMG1;Livro9-2_capa.png;250;E;http://www.eniopadilha.com.br/manualdoengenheiro]O texto de produção dessa palestra foi o embrião do meu mais novo livro: MANUAL DO ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO, cuja primeira edição foi lançada pelo Crea-SC no dia 17 de julho de 2015 e a segunda edição está sendo lançada agora, pela OitoNoveTrês Editora.

Num livro, os temas podem receber um tratamento mais aprofundado, os exemplos podem ser mais bem esmiuçados e alguns temas podem ser melhor lastreados em literatura e trabalhos científicos de outros pesquisadores. O resultado ficou, na minha "insuspeita" opinião, muito interessante.

São 11 capítulos que abordam assuntos e conhecimentos importantes para o profissional em início de carreira. Nenhuma questão técnica foi abordada. Nenhuma equação Matemática, nenhuma fórmula da Física ou da Química. Desses temas o colega engenheiro já foi muito bem servido nos cinco anos da faculdade. No livro eu quis abordar o outro lado da moeda: as questões cruciais que podem criar dificuldades ou facilidades para a carreira de qualquer profissional.

Uma rápida passada de olhos no sumário do livro já dá uma boa ideia do que se apresenta ao leitor como parte desse arsenal: a gestão de carreira e suas diversas abordagens e ferramentas; a construção e gestão da sua marca pessoal; um breve panorama do nosso Sistema de Organização Profissional e umas doses de deontologia e ética profissional.

Além disso, um capítulo especial dedicado à mulher, engenheira e recém-formada e um capítulo inteiro para "aplicações práticas e prescrições" que trata de questões aparentemente simples mas que costumam ser pedras nas quais muita gente tropeça: formatação de currículo, cartão de visitas e preparação para entrevistas de emprego. Neste capítulo também é feita uma análise de conjuntura e um teste do Potencial de Empregabilidade do profissional.

Resumindo: vale a pena dar uma olhada nisso, especialmente se você é estudante de Engenharia ou Engenheiro Recém-formado.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



Veja mais detalhes no HOTSITE DO LIVRO



Adquira o seu exemplar clicando AQUI




---Artigo2015 ---Manual ---Livros

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4448777

5