CONSELHOS A UM ARQUITETO RECÉM-FORMADO

(Publicado em 21/09/2015) - (atualizado em 06/05/2016)






"O Arquiteto vencedor é aquele que apresenta a inovação, aquele detalhe que dá charme ou praticidade a uma construção,
tornando-a seu grande cartão de visita."



J. Sylvio Zanetti Jr.
Eng. Elétrico | Paulínia-SP
(16/09/2015 | 14:09)






"A formação em arquitetura lhe fornecerá o conhecimento para atuação em atividades diversas dentro da área, experimente-as! É através da aplicação prática do conhecimento teórico que você descobrirá qual ramo da arquitetura lhe traz mais satisfação. Você também descobrirá qual o tipo de cliente que você deseja cativar. Gostar de patrimônio histórico não significa que você vai gostar de trabalhar com patrimônio histórico, uma vez que seu cliente pode vir a ser uma organização governamental. Hoje, com mais de dez anos de formada, tenho satisfação profissional em um nicho que não me despertava tanto interesse na universidade e no qual não tive oportunidade de trabalhar nos dois primeiros anos de profissão. Portanto, quando recém-formado, se permita trabalhar mesmo com atividades que você não julgava tão interessantes na teoria, você poderá ser surpreender com as descobertas da prática.

Procure se informar sobre os custos da profissão! O exercício da profissão de arquiteto pode se dar de diversas formas: como funcionário de uma empresa, como autônomo ou como terceirizado de uma empresa, por exemplo. É essencial que você se informe sobre o sistema de tributação ao qual a sua prática profissional está diretamente vinculada. Funcionários devem verificar se a empresa contratante recolhe a contribuição sindical anual. Autônomos podem optar por emitir recibos nos quais o imposto de renda já é declarado. Empresas de arquitetura são tributadas como prestação de serviços e tem cargas maiores que as empresas comerciais. Sou empresária desde 2004, pago o conselho de classe de pessoa física e de pessoa jurídica. Também pago o meu sindicato de pessoa física e o de pessoa jurídica, mesmo sendo a única funcionária da minha própria empresa. Ter o conhecimento da legislação tributária é essencial para que você possa planejar suas finanças e exercer a profissão sem contratempos financeiros."



Elizandra Zorzetto
Arquiteta e Urbanista | Paulínia-SP
(30/09/2015 | 15:29)






"Prezado arquiteto: Você hoje é recém-formado, mas essa condição é temporária, e um bom dia você se tornará mais um arquiteto experiente, um bom arquiteto, ou até mesmo um "Excelente Arquiteto". O que diferencia um do outro não são os matérias escolhidos para a obra e nem sequer o esmero no atendimento ou a empatia com os clientes. Aquilo que vai fazer realmente a diferença é sua atitude e os valores fundamentais que você aplica em sua profissão. Sim, aqueles mesmos valores que cobramos de políticos, de médicos e de outras tantas profissões, e que parecem estar um pouco esquecidos em nossa sociedade moderna.
O que vai fazer de você um grande arquiteto é a honestidade, a ética e a conseqüência entre o que você pensa, o que você diz, e o que você pratica. Imaginar uma casa ou um prédio como se fosse para abrigar sua própria família, disso se trata, e esse é um trabalho tão importante que jamais poderia ser encarado sem uma dose de amor e de respeito pelo que esta sendo feito. Ao meu ver, essas são as chaves que abrirão as portas que o levarão mais longe na vida e na profissão. Para finalizar, tenho certeza que essa postura, caro arquiteto recém-formado, trará um grande beneficio adicional que não pode ser calculado em dinheiro. Essa postura também fará de você um grande homem ou uma grande mulher."



Horacio Roberto Zabala
Administrador de empresas; editor; fotógrafo | Timbó-SC
(18/09/2015 | 12:21)






"Seja Honesto e encontrará poucos concorrentes."



Maristela Macedo Poleza
Arquiteta e Urbanista | Rio do Sul-SC
(10/10/2015 | 22h13)





"Uma das coisas mais importantes para construir uma boa carreira profissional, ao meu entender, é passar segurança aos nossos clientes e se não a tivermos, temos de tratar de ter. Estagiei todos os anos de estudante em várias áreas diferentes na Arquitetura e ainda fiz mais um ano de estágio após formada para poder aprender mais e isto me deu uma base muito segura para meu trabalho. Sempre que tinha alguma dúvida ligava para algum professor meu ou pagava consultas com algum engenheiro de minha confiança. Gostava de coisas mais arrojadas para o padrão e ia pesquisar. Aliás pesquisa é palavra chave na vida de um arquiteto e para sempre estará no nosso metiê de atividades. Quanto mais soubermos melhor. Não paramos de aprender nunca! Se não soubermos algo, não precisamos dizer isto ao nosso cliente, mas podemos achar uma forma elegante de postergar nossa opinião para dar ela com segurança após uma pesquisa. Como por exemplo: Se for uma questão estrutural que não precisamos ter conhecimentos aprofundados nisso, poderemos dizer ao cliente: "sempre gosto de ouvir a opinião final do meu engenheiro mestre, vou trocar umas ideias com ele e lhe ligarei mais tarde"... Ou, "olha, este é um material novo no mercado, parece muito bom, mas gostaria realmente de fazer mais algumas pesquisas antes de lhe confirmar o uso"...As pessoas não gostam de jogar dinheiro fora com coisas que não são seguras e sólidas.

Aprendemos muito na obra dos construtores, os executores com anos de experiência no mercado, os carpinteiros, pedreiros, encanadores, eletricistas... Sempre gostei de perguntar aos meus construtores antes de tudo, antes de expressar o meu pensamento, qual era o pensamento deles sobre a coisa. Confesso que aprendi muito, e isto me ajudou a estabelecer uma relação muito forte de amizade confiança e parceria com os executores dos nossos sonhos. Buscamos soluções juntos a maior parte do tempo e para surpresa minha estas pessoas já haviam passado algumas horas pensando na questão nas suas casas ou ali mesmo no campo de obra.

O interessante era que eu fui a primeira arquiteta mulher na minha cidade a exercer arquitetura privada, numa cidade que não tinha tradição de Arquitetura e que ainda via muito todo o serviço da construção civil, uma coisa muito do mundo masculino. Tenho certeza que as pessoas pensavam muitas vezes: "o que esta menina vem aqui me ensinar a fazer"? Ter consciência de nossa jovem idade diante dos mais velhos e situação social no contexto é muito importante. Saber se posicionar sem arrogância e como parceiros de equipe é uma palavra chave em tudo.

Afinal somos como condutores de uma orquestra que não produzirá resultado nenhum sem bons músicos.

Teria muito mais o que falar mas acho isso fundamental, bem como estabelecer limites claros entre o que se dá e se faz e sempre dar um retorno ao seu cliente quando solicitado.

Boa sorte com os conselhos."



Ruth Meri Borgmann
Arquiteta e Urbanista | Jaraguá do Sul-SC / Spokane-EUA
(13/10/2015 | 18h17)






"Não deixe que as suas vaidades e convicções vençam as preferências e estilos de seus clientes, encontre sempre um ponto onde seus conhecimentos podem se aliar aos dos clientes, e assim ambos encontraram a satisfação no projeto."



Isabela Santos Santana
Estudante | Propriá-SE
(29/09/2015 | 10h09)






"A faculdade nos prepara basicamente com conceitos e informações pra enfrentarmos os desafios técnicos da profissão, no entanto, a burocracia e a legislação vigente são as maiores barreiras para um profissional arquiteto, principalmente no inicio da carreira. Diante disso meu conselho é: não importa o tamanho ou a complexidade do empreendimento que está prestes a criar, antes de qualquer estudo preliminar, pesquise todas as normas e regras da Lei de Uso e Ocupação do Solo do município, além de prever também os trâmites necessários para conseguir aprovar seu projeto. Somente assim terá real consciência do trabalho e responsabilidade a ser desprendido, e finalmente poder apresentar um valor de honorários justo ao contratante, garantindo assim que não haja qualquer desconforto a ambos durante andamento do processo."



Alexandre Hernandez Pereira
Arquiteto | Campinas-SP
(14/09/2015 | 14h44)







"Faça parte e frequente regularmente a associação de profissionais da sua cidade ou região. Lá você vai conhecer companheiros de profissão, trocar experiências, participar de cursos, palestras, oficinas e demais canais de conhecimento para ampliar seu network e seu currículo."



Magda Berberich Freire Seabra
Arquiteta Urbanista | Guarulhos-SP
(17/09/2015 | 23h04)







[IMG1;Arquiteto1p0_Capa_divulga1.png;250;E;http://www.oitonovetres.com.br/arquiteto1.0]Uma parceria muito produtiva entre o arquiteto paulista Jean Tosetto e o engenheiro catarinense Ênio Padilha e alguns meses de trabalho intenso resultou no mais recente projeto da OitoNoveTrês Editora que já está em fase final de produção. O lançamento está marcado para o dia 30/11/2015, uma segunda-feira.

Para comemorar o lançamento de "ARQUITETO 1.0 - UM MANUAL PARA O PROFISSIONAL RECÉM-FORMADO", que certamente será um grande sucesso, a OitoNoveTrês Editora dará um exemplar do livro para cada um dos autores dos 30 melhores conselhos aos arquitetos recém-formados, escolhidos pelos autores e pela equipe da Editora.

Clique sobre a imagem (capa do livro) e visite a página especial do livro, preencha o formulário e deixe seu conselho. Se ele for escolhido (e for publicado aqui) você receberá o seu exemplar em sua casa, sem nenhum custo.
Obrigado por participar.

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4455432

11