QUEM PODERÁ NOS DEFENDER?

(Publicado em 02/02/2016)



[IMG;EnioPadilha_JoseTadeu_Confea_20150713.jpeg;645;C;http://www.oitonovetres.com.br/loja]

(foto do dia 13 de julho de 2015, quando o projeto foi apresentado ao Confea, em Brasília)



No ano passado, em julho, lancei o livro MANUAL DO ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO. O Crea-SC assumiu a primeira edição e contribuiu para que o livro se tornasse um sucesso. Em seguida, no mês de agosto, a Editora OitoNoveTrês lançou a segunda edição que está disponível para venda no site www.oitonovetres.com.br/loja.

Antes mesmo de ser lançada a segunda edição, alguns amigos sugeriram que um livro dessa natureza poderia (ou deveria) ser abraçado pelo Confea e distribuído entre os profissionais recém-formados no país.

Elaborei, então, uma proposta para o Confea, que foi apresentada em julho do ano passado. Os valores propostos eram muito acessíveis e muito abaixo de valores que seriam eventualmente praticados num contrato dessa natureza, se fosse feito a uma editora convencional.
A proposta foi muito bem recebida. Passou por todas as comissões internas do Confea. Todas aprovaram e recomendaram a publicação.
A negociação, no entanto, não avançava. O Confea estava demorando para dar uma resposta definitiva. Entrei em contato com eles diversas vezes. Informalmente, me pediram apenas que tivesse paciência e que eu não deveria propor a edição para nenhuma outra instituição (especialmente, para determinados Creas). Enfim. Tive paciência. Esperei, por longos nove meses. NOVE MESES!

Na semana passada recebi um lacônico comunicado (Ofício 0350) assinado pelo Chefe interino do Gabinete da Presidência. Dizendo que \"a proposta foi objeto de análise da Procuradoria Jurídica do Confea, a qual concluiu pela impossibilidade de contratação por inexigibilidade de licitação, tendo em vista não atender aos requisitos previstos na lei 8666/93\"

Ei! Precisavam de nove meses para isto? Não poderiam ter dado esta resposta em duas semanas? E me deixar livre para negociar o meu produto com outras instituições?

Que nível de eficiência é essa?

Outra coisa: \"impossibilidade de contratação por inexigibilidade de licitação\"? Sério?

Quantos autores existem, no Brasil, escrevendo sobre Gestão de Carreira e Gestão de Negócios para Engenheiros? E, especificamente, para \"engenheiros recém-formados\", quantos livros existem no Brasil?

Quantos autores existem no Brasil com mais de 9 livros publicados sobre esses temas? Quantos desses já venderam mais de 43 mil exemplares? Quantos já apresentaram mais de 500 cursos e palestras em TODOS os estados brasileiros?

Como assim, licitação? Para adquirir uma coisa que é ÚNICA?

Se uma instituição como o Confea não pode fazer um investimento (a valores absolutamente irrisórios) para dar aos profissionais recém-formados (o futuro do sistema profissional) um conjunto de orientações básicas para que iniciem \"com o pé direito\" as suas carreiras, quem poderá fazê-lo?

Ou, como ouvimos muitas vezes nos programas do Chapolin Colorado, \"Quem poderá nos defender?\"



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Artigo2016 ---Confea ---Crea

Comentário #1 — 03/03/2016 08:04

Terezinha Alves — Engenheira Civil — São Paulo

Que bom que ainda existe pessoas como você escrevendo bons livros e é uma pena que o Confea não tenha dado o devido valor e respeito por uma obra tão importante para os recém formados.
Só uma pergunta. O Confea e os Creas serve para quê mesmo???????

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4452082

3