Notas de "ELEIÇÕES NO SISTEMA CONFEA/CREA"

03/10/2011

AVISO AOS CANDIDATOS

(Publicado em 03/10/2011)



Eu não voto nem recomendo o voto em candidato que vai à Justiça contra as decisões das instâncias internas do sistema.

Você pode dizer "mas se o cara se sente injustiçado, não é direito dele buscar o resultado na Justiça comum? Não é um recurso legítimo?"
Eu respondo. Sim, é legítimo. E é um direito do profissional, candidato a qualquer cargo no Sistema Confea/Crea.

O problema é que, nos últimos anos, isto deixou de ser o ÚLTIMO RECURSO e se transformou numa prática comum, que está acabando com a já combalida reputação (e credibilidade) do nosso sistema profissional. Nenhum outro sistema profissional tem tantas ações na justiça e denúncias no Tribunal de Contas. Será que somos um bando de bandidos fora-da-lei?

Não. Simplesmente, perdemos a capacidade de NEGOCIAR. Não sabemos negociar (ouvir o outro, fazer concessões, usar o bom senso, compor soluções). Nosso sistema profissional é excessivamente legalista. É o império dos Advogados. Deveria ser o império do bom senso.

Se continuarmos apoiando os colegas que vão pra justiça antes de esgotarem os canais de discussão, nosso Sistema Profissional deixará de ser administrado por Engenheiros ou Agrônomos. Será administrado por Advogados e Juízes.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br

Quer fazer algum Comentário?
Clique AQUI:

07/09/2011

CANDIDATOS A PRESIDENTE DO CONFEA

Antes de qualquer coisa, quero dar meus parabéns aos colegas profissionais que protocolaram requerimentos de registro de candidatura para Presidente do Confea, nas eleições que serão realizadas no dia 8 de novembro de 2011 (listados abaixo, por ordem alfabética do primeiro nome). Sei que a jornada será intensa e trabalhosa e desejo que, acima de tudo, seja, para o vencedor e para os demais, um grande aprendizado. Precisaremos disto a partir de 1º de janeiro de 2012.

O objetivo desta página é fornecer aos nossos leitores informações OBJETIVAS E ISONÔMICAS sobre cada um dos candidatos.

Aos leitores, esclareço o seguinte::

• Os dados publicados foram fornecidos pelos próprios candidatos ou por suas assessorias (que seguem o nosso trabalho, no website ou no Twitter); Novas atualizações poderão ser enviadas para eppe@eniopadilha.com.br


• Leitores poderão deixar informações adicionais nos comentários, abaixo.


• Na sexta-feira, 19/08/2011, pela manhã, enviamos e-mail para a COMISSÃO ELEITORAL FEDERAL (cef@confea.org.br) solicitando o contato dos candidatos ou de suas assessorias. Até o momento esta informação não nos foi enviada.

Conheça os Candidatos à Presidência do Confea

05/08/2011

VOTAR OU NÃO VOTAR É DECISÃO SUA.
MAS É UMA ATITUDE QUE PRODUZ CONSEQUÊNCIA!

(Publicado em 03/08/2005)



Cerca de 800 mil profissionais do sistema estão aptos a votar e serão convidados. Apenas uns 50 ou 60 mil aceitarão o convite. Trata-se das eleições nas quais serão escolhidos, pelo voto direto, os presidentes dos 27 CREAs e também o presidente do CONFEA.
Esses 50 ou 60 mil já decidiram que irão votar (e já decidiram em quem votar). Os outros mais de 700 mil estão divididos entre os que já decidiram que não irão votar e os que ainda estão em dúvida.

Aos que já decidiram NÃO VOTAR, não tenho a pretensão de demovê-los. São pessoas adultas, inteligentes, de nível superior. Sabem o que estão fazendo e certamente conhecem as consequências desse ato.

Aos indecisos, no entanto, tenho um comentário a fazer:

A imensa maioria dos profissionais vira as costas para o processo eleitoral por achar que isso enfraquece o sistema e diminui a força dos dirigentes que acabam sendo eleitos.
Triste engano!
Essa baixa participação eleitoral é o que mais interessa aos que querem se eleger e não prestar contas dos seus atos para ninguém.

Eleições no sistema profissional são muito diferentes das eleições comuns (prefeito, governador, presidente da república...), pois não têm apelo popular, não têm atenção da mídia e não têm repercussão duradoura.

Essas eleições (nos CREAs e no CONFEA) acabam sendo decididas, na maioria das vezes, por conchavos de gabinetes, concessões de vantagens aos cabos eleitorais ("lideranças regionais”) e articulações políticas eleitoreiras. Essa prática só é possível por causa da baixíssima taxa de participação dos profissionais no processo eleitoral (10 a 20%, na média).

Quem vota (ou busca votos) é quem, na prática, tem poder para fazer cobranças. Com tão baixa participação, fica muito barato arregimentar correligionários e cooptar adversários, pois, no fim das contas, fica tudo no nível da confraria dominante. Os votos que aparecem nas urnas são todos conhecidos. São votos dos sítios particulares dessa ou daquela liderança.

Quem tiver o controle sobre os "líderes" terá o controle sobre as eleições. É isso que garante a inércia do sistema. O sujeito chega lá e nunca mais sai.

Por isso a minha campanha tem sido SEMPRE pelo voto.

Conheça os candidatos, levante-se da cadeira e vote.
Mais que isso: convença seus amigos para votar também. Vamos encher as urnas com centenas de milhares de votos. Vamos passar de 10 para 30, 40, 60% de votos. Isso dará aos eleitos muito mais responsabilidade. Fará com que, chegando aos cargos de direção, eles sejam menos arrogantes, menos pedantes, e mais preocupados em resolver os verdadeiros problemas dos profissionais e não apenas os problemas do seu grupo de amigos.

Vote! Convença seus colegas a votar! Não importa em quem. Se um dos candidatos lhe agradar, vote nele; Se todos os candidatos parecerem bons, escolha o que lhe parecer mais confiável. Se nenhum dos candidatos merecer a sua confiança, vote nulo (voto nulo significa "nenhum deles serve")

Votar nulo não é a melhor das opções. É a última opção. É uma forma de mandar um recado aos dirigentes: não somos galinhas mortas. Não somos apenas números nas estatísticas.

Não somos apenas 800 mil otários que pagam a conta!



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br





Nosso site é atualizado todos os dias à meia noite.
Veja AQUI os conteúdos publicados hoje.



---Artigo2005 ---SistemaConfea

Leia o artigo completo e deixe seu comentário.

03/08/2011

SEJA CANDIDATO À PRESIDENTE DO SEU CREA

Foi publicado hoje na imprensa oficial o Edital de Convocação Eleitoral nº 2/2011 do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, que estabelece as normas para eleição dos presidentes do Confea e dos 27 regionais (D.O.U, 1º/8, p. 168) . O prazo para protocolo do requerimento de registro de candidatura é 16 de agosto. As eleições ocorrerão no dia 8 de novembro.

Leia a matéria completa no site do CONFEA

24/02/2011

VOTE! SEU VOTO PODE MUDAR TUDO!

Hoje (24) começa em Brasília (dentro do Encontro de Lideranças) a reunião do Colégio de Presidentes, a Reunião do Colégio de Entidades Nacionais e as reuniões dos coordenadores das câmaras especializadas.
É claro que as discussões do primeiro dia serão em torno da eleição dos líderes, coordenadores de cada um desses colégios.
O que muita gente (profissionais do sistema) não percebe é que essas escolhas de hoje tem influência e importância fundamental no resultado de outra eleição muito mais importante, que será realizada em novembro: a eleição do Presidente do Confea e dos presidentes dos 27 Creas do Brasil.

Um momento oportuno para rever um artigo publicado aqui em 2005 (e republicado em diversas outras ocasiões)

Não custa dar uma olhada:

Leia o artigo completo

07/01/2011

NA REDE

Nenhum dos quatro principais candidatos à presidência do Confea tem perfil no Twitter... até agora.
Nenhum tem um website oficial. E apenas um deles tem um Blog.

Estão perdendo tempo. Seria melhor que já estivessem trocando informações com os profissionais na rede. Daria mais tempo para que todos pudessem conhecer suas convicções e motivações.
Afinal, Ser presidente do Confea é certamente uma das maiores responsabilidades que um profissional pode receber na sua carreira. É justo que os profissionais que serão representados (e liderados) por este colega tenham uma dose maior de informações consistentes sobre quem será eleito.

03/01/2011

ESTÁ ABERTA A TEMPORADA DE CAÇA AO SEU VOTO

É claro que os candidatos a presidência dos Creas e ao Confea não querem admitir, de jeito nenhum, mas entramos no que se poderia chamar de "última volta" (não é ainda a reta final) da corrida por esses importantes cargos do nosso Sistema Profissional.
O Encontro de Lideranças que será realizado em Brasília de 21 a 25 de fevereiro será a largada para esta fase final. É hora de todos nós ficarmos atentos.

Que tipo de líderes escolheremos? Votaremos por simpatia? Por interesses pessoais? Ou simplesmente nos omitiremos, fingindo que o problema não é nosso?

Que diferença faz para você (profissional que toca seu escritório ou que trabalha numa empresa ou num órgão público...)? Que diferença faz se o presidente do seu Crea for Fulano ou Beltrano?

Vamos discutir muito isso por aqui. Aguarde


01/01/2011

ELEIÇÕES NO SISTEMA CONFEA/CREA

Está aberta a temporada de caça ao seu voto
É claro que os candidatos a presidência dos Creas e ao Confea não querem admitir, de jeito nenhum, mas entramos no que se poderia chamar de "última volta" (não é ainda a reta final) da corrida por esses importantes cargos do nosso Sistema Profissional.
O Encontro de Lideranças que será realizado em Brasília de 21 a 25 de fevereiro será a largada para esta fase final. É hora de todos nós ficarmos atentos.

Que tipo de líderes escolheremos? Votaremos por simpatia? Por interesses pessoais? Ou simplesmente nos omitiremos, fingindo que o problema não é nosso?

Que diferença faz para você (profissional que toca seu escritório ou que trabalha numa empresa ou num órgão público...)? Que diferença faz se o presidente do seu Crea for Fulano ou Beltrano?

Vamos discutir muito isso por aqui. Aguarde

Veja as outras notas publicadas

01/09/2010

MARKETING POLÍTICO x MARKETING ELEITORAL

A diferença entre Marketing Político e Marketing Eleitoral é que o primeiro é legítimo e exercitado permanentemente. São comportamentos e atitudes do indivíduo com o objetivo de cristalizar no seu público-alvo uma imagem que será explorada não apenas nas disputas eleitorais mas também na conquista do apoio necessário ao cumprimento dos objetivos sociais e políticos; Já o marketing eleitoral é circunstancial, pontual, imediatista e oportunista. Acontece apenas naqueles meses ou semanas que antecedem as eleições. É apenas esforço publicitário no sentido de tornar o candidato atraente naquele momento específico.

Se o seu canditato é desses que aparece muito durante a campanha e se esconde depois de eleito, abre o olho, eleitor! Em todos os segmentos sociais existem os bons e os maus elementos. Existem, sim, candidatos que merecem nossa confiança. Com certeza não são esses que investem fortunas para se tornar conhecidos da noite pro dia e depois mergulham nas sombras durante quatro anos só retornando dois ou três meses antes das eleições...

Você já deve ter percebido, por exemplo, como a sua timeline no Twitter ou sua caixa de e-mails está mais movimentada nessas últimas semanas. De repente pessoas que nunca se preocuparam com a sua opinião, começaram a achar importante se apresentar a você e descortinar seus planos e projetos. Cuidado! As pessoas não se transformam de crápulas em bons sujeitos em três ou quatro semanas. Se essa pessoa não tem uma história bem consolidada na mente do eleitor, é melhor desconfiar dos oportunistas eleitorais em pele de salvadores da pátria.

PS. Esta nota não tem nada a ver com nenhuma campanha política em particular. Ela foi escrita em 2000 quando dei assessoria a alguns amigos candidatos a vereador aqui na minha cidade (Balneário Camboriú). Publico aqui (atualizada com essa questão do twitter) por entender que ela continua bem atual e válida

18/06/2009

ELEITOS DOIS DOS CINCO DIRETORES EXECUTIVOS DA MÚTUA

O Colégio de Presidentes de Creas elegeu, no último dia 16, dois dos cinco diretores executivos da Mútua, para o triênio 2009/2012. Os eleitos são o arquiteto José Wellington Costa, de Sergipe, com 23 votos, e o engenheiro civil Geraldo Sena Neto, de Roraima, com 17 votos. Outros três diretores serão eleitos pela Plenária do Confea, em 25 de junho próximo.

Leia mais


Desenvolvido por Área Local