Notas de "URBANISMO"

08/12/2017

12 PROJETOS DE BURLE MAX VISTOS DO ESPAÇO

(Publicado em 08/12/2017)



As imagens foram registradas pelo satélite Deimos-2, lançado em 2014 e projetado registrar fotografias da Terra em altíssima resolução, onde podemos ver o atual estado de algumas de suas obras emblemáticas. Para algumas obras, acrescentamos imagens em detalhe, extraídas do Google Earth. Os projetos de Burle Marx ganham uma nova perspectiva quando contemplados nesta escala, sobretudo quando evidenciam seu entorno, e o estado da vegetação implantada, já consolidada e bem desenvolvida. Cada uma destas obras estão espalhadas em diferentes cidades do mundo, mas compartilham das inventividade característica de Burle Marx em suas composições vegetais, desenhos dos espelhos d’água e paginações dos pisos.



Para obter mais informações visite archdaily

Comentários

14/11/2017

PARIS QUER SEDIAR OS JOGOS OLÍMPICOS DE 2024
SEM CARROS NAS RUAS

(Publicado em 14/11/2017)



O futuro de uma nova Paris já vem sendo noticiado há alguns meses. Desde que a atual prefeita, Anne Hidalgo, assumiu o cargo, seu desejo de uma cidade com cada vez menos carros vem se realizando em pequenas (ou nem tão pequenas) ações. No entanto, parece que esse objetivo ganhou uma data perfeita para ser alcançado: os Jogos Olímpicos de 2024.

A capital francesa foi oficialmente escolhida como a sede dos Jogos Olímpicos de 2024 no mês passado, após ser preterida em outras três candidaturas (1992, 2008 e 2012). Com um orçamento de 6,8 bilhões de euros, Paris promete não exagerar em instalações desnecessárias – os “famosos elefantes brancos”. Apenas um espaço está sendo projetado para a realização dos jogos e também cumpre uma necessidade da comunidade local. Será um centro de atividades aquáticas conectado ao Stade de France, o estádio nacional francês, construído para a Copa do Mundo de 1998.



Para obter mais informações visite archdaily

Comentários

10/11/2017

MULTAR PEDESTRES E CICLISTAS MELHORARÁ A SEGURANÇA?

(Publicado em 10/11/2017)



Em geral, as cidades brasileiras ainda não oferecem condições mínimas de segurança e atratividade para os deslocamentos a pé ou de bicicleta: calçadas esburacadas e estreitas, limites de velocidade incompatíveis com as vias urbanas, ausência de redes cicloviárias que permitam o uso seguro da bicicleta, ausência de faixas de travessia de pedestre e tempos semafóricos que permitam a travessia segura são alguns dos desafios enfrentados cotidianamente pela população.



Para obter mais informações visite archdaily

Comentários

09/11/2017

PROJETO OCUPA VAZIOS URBANOS DE CURITIBA COM CINEMA, EXPOSIÇÕES E MÚSICA

(Publicado em 09/11/2017)



A cidade de Curitiba possui hoje cerca de 72 milhões de m2 de terrenos privados subutilizados sendo 4.2 vezes a mais que a área total de parques e praças que somam apenas 17 milhões de m2.

A cidade que se orgulha de seus parques possui uma realidade desconhecida, a de lotes vazios que são uma ameaça à vida urbana por gerar insegurança e desperdício de investimentos urbanos. Esses lotes formam espaços ociosos, geralmente sem uso há décadas e permanecem sem atividade explorando o crescimento da cidade para sua valorização e especulação imobiliária.



Para obter mais informações visite archdaily

Comentários

07/07/2017

CONHEÇA O PROJETO CIDADE CAMINHÁVEL DE
BALNEÁRIO CAMBORIÚ/SC

(Publicado em 07/07/2017)



Ruas arborizadas, calçadas padronizadas e com acessibilidade, além de espaços urbanos que valorizem a interação entre pessoas.

Parece teoria, mas esses são alguns dos conceitos do projeto Cidade Caminhável, em fase de finalização, e que será apresentado ao Conselho da Cidade de Balneário Camboriú/SC



Para obter mais informações visite pagina3

Comentários

29/11/2016

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE EDITAL DO BRT
DA GRANDE FLORIANÓPOLIS

(Publicado em 28/11/2016)



A previsão da Secretaria de Estado do Planejamento é implantar 57 quilômetros de vias e faixas exclusivas para o ônibus, 36 estações e quatro terminais de integração, além de sistema de controle operacional para supervisionar a operação.

O sistema está previsto em locais como São José, Estreito e a Via Expressa. Os primeiros trechos devem entrar em operação no final de 2017.



Para obter mais informações visite g1.globo

Comentários?

22/09/2016

VÍDEO: COMO A HOLANDA CONQUISTOU SUAS CICLOVIAS

(Publicado em 22/09/2016)



A Folha de S. Paulo acaba de divulgar seu Ranking Universitário Folha – RUF 2016, onde estão listadas as melhores universidades, escolas superiores e faculdades do país, públicas e privadas, elencadas de acordo com suas colocações em diferentes quesitos, como “Qualidade de Ensino”, “Avaliação do Mercado” e nota no ENADE.




Para obter mais informações visite archdaily

Comentários?

06/06/2016

PORTARIA DO IPHAN SOBRE TOMBAMENTO GERA PROTESTOS E
AÇÃO JUDICIAL

Quase três décadas depois da inscrição de Brasília como Patrimônio mundial da humanidade, o Iphan publicou uma portaria para complementar e detalhar as regras do tombamento da capital federal. O documento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional se propõe a consolidar as normas de preservação, mas, para entidades de defesa do tombamento, a legislação federal abre brechas para mudanças no projeto de Lucio Costa. Conselhos comunitários e associações de defesa da área vão recorrer à Justiça para tentar revogar a Portaria 166/2016. Além de reafirmar princípios da proposta original da cidade, como as escalas e a estrutura urbana do Plano Piloto, a nova regra permite uso residencial em lotes na beira do lago, libera a criação de lotes no Eixo Monumental e admite a instalação de pequenos comércios entre prédios da Esplanada.

A portaria foi publicada pelo Iphan em 13 de maio, depois de 18 meses de trabalho de técnicos do instituto. O documento detalha regras de uso e ocupação e o gabarito de cada área da zona tombada. A nova legislação não revogou a Portaria 314/1992, a primeira a tratar sobre as regras do tombamento — segundo o instituto, apenas complementa e detalha a legislação anterior.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site correiobraziliense

Comentários?

09/05/2016

CONSELHO DAS CIDADES APROVA RESOLUÇÃO DO CAU-SE PARA FIXAR ARQUITETOS NO MUNICÍPIOS CEARENSES

Foi aprovada a resolução proposta pelo presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU/CE), Odilo Almeida Filho, membro do ConCidades, que trata do fortalecimento das políticas de desenvolvimento urbano através do incentivo à residência de arquitetos e urbanistas nos municípios cearenses.

Conforme dados de 2016 do CAU/CE, constata-se carência desses profissionais na grande maioria das cidades cearenses. Apenas 35 dos 184 municípios (19%) possuem arquitetos e urbanistas residentes, concentrando 92% dos profissionais do estado. Os números indicam uma dificuldade efetiva para a implementação de políticas de desenvolvimento urbano e de assistência técnica pública e gratuita para projeto e construção de habitação de interesse social nos municípios.

A Resolução recomenda a adoção de políticas de incentivo à fixação de arquitetos e urbanistas nas cidades que ainda não contam com esses profissionais. Uma dessas políticas seria, justamente, a criação do “Programa de Residência Universitária Para Arquitetos e Urbanistas”, destinado aos recém-formados para atuarem nos municípios cearenses, preferencialmente em atividades de planejamento urbano e regional e habitação de interesse social.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

09/12/2015

FLORIANÓPOLIS GANHA PONTO DE ÔNIBUS COM
PLACAS FOTOVOLTAICAS

Florianópolis ganhou nesta terça-feira (8) uma parada de ônibus com carregador de celular, placas fotovoltáicas e telhado com plantas com irrigação de água de reuso. A estrutura de material reciclado e ecossustentável foi feita pela iniciativa privada como um protótipo. Na inauguração, a Secretaria de Mobilidade informou que não há como implantar o modelo nas demais localidades da cidade com verba pública, pelo alto custo.

Feito pelo núcleo de paisagismo da Acif, o intuito do local é que a cobertura de vegetação diminuia o calor do ponto, com irrigação autônoma feita pelo reuso de água da chuva. Já a iluminação do ambiente, por lâmpadas de LED, a irrigação da cobertura e o carregamento de celulares via USB têm energia gerada por meio de placas fotovoltaicas.

Segundo a organização, o forro da cobertura e os bancos são feitos com chapas feitas de plástico reciclado e produzidas no Presídio Agrícola de Palhoça. A estrutura é feita em aço reciclável. A organização diz que o projeto é único no Brasil e teve apoio do Sebrae.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site g1.globo

Comentários?


1 2 3 4 5 6 »