Notas de "URBANISMO"

07/12/2015

10 IDEIAS PARA TERMOS CIDADES MAIS HABITÁVEIS ATÉ 2030

A urbanização vem se desenvolvendo num ritmo acelerado, considerado como um processo sem precedentes na história. A esse respeito as Nações Unidas (ONU) alertou em 2013 que essa velocidade é uma ameaça para o desenvolvimento sustentável, colocando em risco a capacidade das cidades em satisfazer as demandas de recursos e serviços da população. Globalmente, estima-se que em 2030 chegar-se-á nos 8,5 bilhões de pessoas, dos quais 60% viverão em centros urbanos.

Por essa razão ONU coordenou a elaboração da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, aprovada na semana passada na Cúpula do organismo, e que conta com 17 objetivos focados em orientar como devem ser os programas ambientais, de bem-estar, econômicos e sociais ao longo dos próximos 15 anos.

A partir desse documento, a engenheira e professora de Meio Ambiente Urbano e Ecologia Humana da Universidade Nacional da Austrália, Xuemei Bai, dedicada a investigar sobre análise e desenvolvimento urbano, resiliência, sustentabilidade e uso do solo, elaborou 10 ideias para se ter cidades mais habitáveis em 2030.

A seguir contaremos quais são e do que se tratam.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

25/11/2015

RIO DE JANEIRO TERÁ SISTEMA DE CARROS ELÉTRICOS COMPARTILHADOS

O município do Rio de Janeiro, seguindo o modelo de Amsterdã e Paris – e de testes brasileiros, realizados em Curitiba e Recife – promete fôlego ao número de veículos movidos a energia elétrica no país. A capital do turismo brasileiro está elaborando uma licitação para um sistema de 100 carros elétricos compartilhados, que ficarão localizados em 25 estações e funcionarão no mesmo sistema do BikeRio.

A licitação será lançada no início de 2016. Seu texto, ainda em fase de consulta, está aberto às sugestões das empresas que manifestaram seu interesse no edital. Ao todo, cinco consórcios, um deles incluindo a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), participaram desta fase anterior.

Como vai funcionar:



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

17/11/2015

COMO PROJETAR CORREDORES DE ÔNIBUS QUE MELHOREM A SEGURANÇA VIÁRIA

Cada ano morrem 1,2 milhão de personas em acidentes de trânsito, um problema que, caso se mantenha durante os próximos 15 anos, se converterá na quinta maior causa de morte no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Neste contexto, as Nações Unidas declararam que entre 2011 e 2020 seria a Década de Ação para a Segurança Viária, por isso estão sendo estudadas medidas para que no final deste período diminuam as mortes pela metade. Os resultados serão apresentados este mês em uma conferência em Brasília.

Como parte deste período, o Centro para Cidades Sustentáveis da Embarq e o Banco Mundial elaboraram um relatório que implica que os sistemas de corredores de ônibus (Bus Rapid Transit, BRT) incorporem em seus projetos determinadas características que são capazes de melhorar a segurança e reduzir os acidentes e vítimas fatais em até 50%.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

23/10/2015

WIRED MAGAZINE ANALISA 8 CIDADES DO FUTURO

A WIRED Magazine criou em sua mais recente edição uma lista de oito cidades que mostrarão como será o futuro [Eight Cities That Will Show You What The Future Will Look Like]. Em um período de tempo relativamente curto em que os humanos vêm planejando cidades, cada vez mais decisões importantes que mudam o curso das novas tecnologias e métodos de tornar nossas cidades melhores vêm sendo tomadas. Tais projetos - como novas infraestruturas de bicicletas, iluminação pública e museus com sensores de fluxo de visitantes - destacam alguns desses avanços na vida urbana.

"As cidades de amanhã devem ainda se autoconstruir com dificuldade, mas feito corretamente, o processo não será acidental. Uma cidade não deveria mais apenas acontecer. Cada bloco, cada edifício, cada tijolo representa inúmeras decisões. Decida bem, e a cidades serão mágicas", escreve Adam Rogers, da WIRED. Veja, como 8 diferentes cidades do mundo estão implementando projetos inovadores.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

06/10/2015

AVENIDA DAS RENDEIRAS, EM FLORIANÓPOLIS, SERÁ REVITALIZADA

Avenida das Rendeiras, importante ponto turístico de Florianópolis, deve ser revitalizada. Segundo a administração municipal, é a primeira vez que o local recebe uma iniciativa deste porte desde a década de 1970. O investimento na nova pavimentação será de quase R$ 1 milhão.
A melhoria prevê a troca das lajotas por paver, o mesmo piso de concreto da orla gastronômica de Sambaqui, no Norte da Ilha. Além disso, a prefeitura executará drenagem, terraplanagem, passeios, estacionamento, ciclovia, sinalização horizontal e urbanização.

Segundo o diretor de obras da prefeitura de Florianópolis, Américo Pescador, a revitalização melhorará o acesso à avenida Osni Ortiga.

“Os benefícios trazidos com a obra devem ser complementados quando for resolvido o impasse a cerca das desapropriações na Orla da Lagoa da Conceição”, diz o diretor.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site g1.globo

Comentários?

05/10/2015

TRÊS ELEMENTOS IMPORTANTES PARA PROJETAR UMA RUA MAIS ADEQUADA AOS PEDESTRES

"Nova Iorque é a cidade mais caminhável dos Estados Unidos e apresenta várias qualidade de desenho urbano", comenta Reid Ewing, pesquisador da Universidade de Utah. Junto a outros quatro pesquisadores de diferentes universidades dos EUA, Ewing realizou um estudo para identificar os elementos de desenho urbano presentes nas ruas da maior cidade americana que fazem com que mais pedestres queiram ocupar as ruas.

Para determiná-los, os pesquisadores selecionaram 20 características de desenho e paisagem urbana e as compararam com o número de pedestres que transitam por 588 quadras de Nova Iorque, concluindo que três destes elementos são essenciais e têm um impacto positivo nos cidadãos e no entorno.

Saiba quais são estes elementos.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

24/09/2015

MINISTÉRIO CRIA DUAS NOVAS SINALIZAÇÕES RELACIONADAS À BICICLETA

O Ministério das Cidades apresentou nesta terça-feira, 22, data em que se comemora o Dia Mundial Sem Carro, duas novas sinalizações relacionadas à bicicleta: uma placa e a outra para ser pintada no solo.
A primeira indica circulação compartilhada de ciclistas e pedestres. A placa será usada para assinalar que a calçada, canteiro, passagem subterrânea de pedestres, passarela, trecho de via, pista ou faixa é de circulação compartilhada de ciclistas e pedestres.

A outra sinalização é o Símbolo Indicativo de Rota de Bicicleta (Ciclorrota), que indica a existência de rota sinalizada para ciclistas. São de dois modelos: o primeiro é a imagem da bicicleta feita em branco que será pintada sobre o solo; o segundo, a imagem da bicicleta feita em vermelho tem um fundo branco. A escolha por um dos dois é opcional, a depender do melhor contraste.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site jornaldebrasilia

Comentários?

31/08/2015

PAISAGISMO: A CHAVE PARA O FUTURO DE NOSSAS CIDADES

esfrutar do tempo livre em espaços públicos bem desenhados é um dos aspectos mais importantes para a maior parte dos que vivem em uma cidade. Então, por que é investido tão pouco tempo e dinheiro para seu desenho? Neste artigo, publicado originalmente na revista Metropolis com o título "Designing Outdoor Public Spaces is Vital to the Future of our Cities", Kirt Martin, vice-presidente de Design e Marketing do escritório de mobiliário urbano Landscape Forms, afirma que o paisagismo e o design industrial focados no setor público são a chave para a saúde e a felicidade das cidades.

Todos apreciamos nosso tempo em espaços abertos. Mas por que prestamos tão pouca atenção em seu desenho?



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

28/08/2015

PROJETO ANTES/DEPOIS

Proporcionar mais espaço aos pedestres é uma das principais metas dos projetos de renovação urbana em muitas cidades do mundo.

Recorrendo à distribuição do espaço público, que implica, muitas vezes, em restringir o espaços dos automóveis - seja nas ruas ou estacionamentos -, plantar mais árvores, construir mais calçadas e ciclovias e estabelecer novas zonas de lazer, é possível projetar lugares mais acolhedores, com menos congestionamento viário e que fomentam o uso de meios de transporte sustentáveis, como as caminhadas e o ciclismo.

Visando divulgar as renovações que mudaram o desenho das cidades, o coletivo brasileiro Urb-I, composta por arquitetos e urbanistas, iniciou o projeto Antes/Depois, que, como diz seu nome, mostra como era as ruas no passado e como são hoje, expondo indubitáveis mudanças em seus desenhos.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site archdaily

Comentários?

17/08/2015

ESCOLA DE ARQUITETURA E URBANISMO DA UFF RESPONDE ÀS DECLARAÇÕES DE EMPRESÁRIO SOBRE OBRAS DA OLIMPÍADA
NO RIO DE JANEIRO

Professores e o diretor da Escola de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense (EAU-UFF), Luiz Renato Andrade redigiram uma carta coletiva em resposta às declarações do incorporador Carlos Carvalho, dadas no início do mês ao jornal The Guardian e à BBC Brasil, sobre a preparação do Rio de Janeiro como cidade olímpica para os Jogos Rio 2016.
Nas reportagens, intituladas "The Rio property developer hoping for a $1bn Olympic legacy of his own" (The Guardian, 4 de agosto) e "''Como é que você vai botar o pobre ali?'', diz bilionário ''dono da Barra da Tijuca''" (BBC Brasil, 10 de agosto), Carvalho afirma que os projetos em execução no Rio de Janeiro foram desenvolvidos para um mercado de alto padrão e que a área precisa de empreendimentos residenciais nobres, e não "habitação para os pobres".
A carta da EAU-UFF rebate essa declaração.



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site au.pini.

Comentários?


« 1 2 3 4 5 6 7 »