Notas de "EDUCAÇÃO"

17/10/2018

17ª SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UFSC

(Publicado em 17/10/2018)



A 17ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) será realizada entre os dias 18 e 20 de outubro da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Florianópolis. O evento é integrado à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A estimativa é que haja visitação de mais de 50 mil pessoas.

A programação inclui apresentações artísticas e culturais, minicursos, palestras, debates e visitação a 111 estandes agrupados por área de conhecimento (Comunicação, Cultura, Educação, Tecnologia, Ambiente, Trabalho, Direito, Saúde, entre outros). As atividades são gratuitas.



Para obter mais informações visite g1.globo

Comentários

15/10/2018

PROFESSOR. É O QUE EU SOU.

(Publicado em 14/10/2012)



Eu decidi que seria professor quando tinha 14 anos. Minha inspiração foi uma professora de matemática, Dona Valburga (Escola Estadual Roberto Machado, Rio do Sul - SC, 1974). Ela dava aula de um jeito tão especial e tinha uma didática tão perfeita que eu decidi que queria ser assim, capaz de ensinar coisas para quem não sabe. Ela não era uma professora boazinha. Não era uma professora super querida. Mas era honesta com os alunos. E sabia ensinar. Isso, para mim, era muito importante.





Doze anos depois (em 1986) me formei engenheiro. Trabalhei no campo, fazendo projetos, acompanhando obras... e, eventualmente, dava palestras e cursos. Não era a minha atividade principal. Mas era, com certeza, o que eu mais gostava de fazer.

Em 1998, por conta de um conjunto de circunstâncias muito positivas, pude passar a me dedicar exclusivamente às palestras e cursos. Mas ainda faltava alguma coisa pra eu ser um "professor de verdade". Quando terminei o mestrado, em 2007 realizei, finalmente, o meu sonho. Ser professor em cursos regulares. Em sala de aula.
Hoje posso dizer que atuo profissionalmente na atividade que me dá o maior prazer: dar aulas.

Quando estou numa sala de aula, diante da turma, sinto-me plenamente realizado. Uma aula boa é, sem dúvida, uma das sensações mais agradáveis da vida. Eu adoro ser professor!

Mas sou professor de adultos. É importante dizer isso, pois eu ainda acho que existe uma categoria de professores num degrau acima (nunca chegarei a tanto): os professores de crianças e adolescentes. Esses sim, são especiais e precisam ter qualidades e habilidades superiores, pois eles, além de saber ensinar, precisam criar nos alunos a vontade de aprender.

Como professor de gente crescida, não tenho essa dificuldade. Quem entra na minha sala de aula (cursos promovidos por entidades de classe ou aulas em cursos de pós-graduação) está ali por vontade própria. Já tem (ou deveria ter) a vontade de aprender. Posso então me dar a certos direitos. Posso me dar ao luxo de apenas ensinar. E sustentar meu trabalho naquelas qualidades que eu admirava na professora Valburga: ser honesto com os meus alunos e saber ensinar.

Acredito no magistério. Acredito em ser professor. Acredito que isto me torna útil para as pessoas em particular e para a sociedade em geral. Tenho orgulho de ser professor. Não preciso de títulos mais "politicamente corretos" ou "marketeiramente estimulantes"

Não sou Educador. Quem tem de ser educador é o pai e a mãe e não o professor. Professor tem de ensinar. Não pode se afastar dessa responsabilidade. Quando minhas filhas eram pequenas eu fui educador. Felizmente deu certo. Elas são muito bem educadas. Quanto aos meus alunos, eu espero que eles já tenham recebido uma boa educação. E, se não receberam, não há mais nada que eu possa fazer.

Também não sou facilitador de nada. Não sou mediador de coisa alguma. E nem sou animador de platéias.

Sou professor. Adoro ser professor. Não tenho medo de ensinar e assumo como minha a responsabilidade de transmitir (e estimular o desejo de obter mais) conhecimento. Não me sinto obrigado a ensinar quem não quer aprender. Não assumo como minha a responsabilidade de fazer com que o indivíduo queira aprender. Isso é problema dele. Mas se ele quiser aprender, aí sim, o problema é meu: tenho a obrigação de ensinar. E de encontrar meios para que ele aprenda.

Tenho a obrigação de dar uma aula agradável, mas não tenho a obrigação de manter os alunos intelectualmente confortáveis. Não tenho medo de dizer as coisas com as quais os alunos não concordam. Não posso chover no molhado. Tenho a obrigação de tirar o aluno do conforto psicológico. Fazê-lo questionar suas crenças estabelecidas. Duvidar do que eu digo, duvidar do que ele próprio pensa, duvidar de tudo.

Quando, em sala de aula, um aluno discorda do que eu estou dizendo, não me sinto desconfortável. Pelo contrário. Isso me desafia. Me dá a oportunidade de mostrar se, afinal, eu sou ou não um bom professor. Melhor ainda se eu percebo interesse verdadeiro do aluno pelo tema. Isso é terreno fértil para o ensino. Cabe a mim ter a habilidade de conduzir os argumentos para transformar o conhecimento do aluno e permitir nele a mudança de paradigmas.

Acredito que um bom professor não é, necessariamente, aquele que sabe muito mais do que o aluno. Mas aquele que consegue entender perfeitamente o que está dificultando o acesso do aluno ao argumento correto. Ou seja, o que é que está cegando o aluno para aquele conhecimento.

Não faço dinâmicas de grupo. Não faço dancinhas, não faço joguinhos, não conto piadas... Não estou na sala de aula para distrair nem para divertir ninguém. Quem quer se divertir deve ir a um teatro, um circo, um show ou a um Estádio. Sala de aula é o lugar de outra coisa. Essas atividades, aliás, na minha opinião, são muito importantes para crianças, adolescentes e adultos sem amadurecimento intelectual.

Não quero perder meu tempo desenvolvendo habilidades de entretenimento enquanto poderia estar desenvolvendo capacidade de argumentação e persuasão. Como Professor não posso ter medo das minhas convicções. Devo surpreender o aluno com conhecimentos novos, aprofundados e com quebra constante de modelos mentais.

Acredito que o aluno espera aprender alguma coisa com o professor. E fico feliz em fazer isso





Leia também o artigo O TIPO DE PROFESSOR QUE EU NÃO SOU




DIVULGAÇÃO



PADILHA, Ênio. 2012

Deixe AQUI o seu comentário

10/10/2018

WEG ABRE INSCRIÇÕES DE ESTÁGIO PARA 2019, VEJA DETALHES

(Publicado em 10/10/2018)



A WEG está com inscrições abertas para o Programa de Estágio do primeiro semestre de 2019, nas áreas técnicas, administrativas e de engenharia.

O estágio tem duração de cinco meses e possibilita aos estudantes colocar na prática os conhecimentos adquiridos no ambiente acadêmico, vivenciando a realidade de uma multinacional e consolidando a sua formação.



Para obter mais informações visite ocp.news

Comentários

25/09/2018

ENTIDADES CRITICAM MUDANÇAS NA GRADE DO
CURSO DE ENGENHARIA

(Publicado em 25/09/2018)



A comunidade acadêmica e científica, representada por 15 entidades nacionais, manifestou preocupação com a proposta de novas diretrizes curriculares para as graduações de engenharia. A consulta pública para discutir as novas regras, elaboradas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) terminou na segunda-feira, 17 - entre as mudanças criticadas está a retirada de dispositivos que estabeleciam a carga horária mínima dos conteúdos e disciplinas a serem trabalhados pelos cursos.



Para obter mais informações visite creaba

Comentários

31/08/2018

MELHORES TCCS - CREA/PR

(Publicado em 31/08/2018)



Com o apoio do Colégio de Entidades de Classe (CDER), o Crea-PR elegeu os melhores trabalhos de conclusão de curso (TCCs) apresentados em cursos ofertados por Instituições de Ensino Superior (IES) no estado do Paraná, afetos ao Sistema Confea/Crea.

Após a definição do melhor TCC por modalidade (Agronomia; Agrimensura; Civil; Elétrica; Especiais – Segurança do Trabalho; Mecânica e Metalúrgica; Química, Geologia e Minas), conforme as indicações realizadas pelos respectivos colegiados regionais no decorrer do mês de julho, o CDER Estadual promoveu a eleição dos três melhores trabalhos em cada uma das modalidades. Para tal eleição, os trabalhos foram avaliados de acordo com os seguintes critérios: “aplicabilidade do conhecimento técnico na prática profissional”, “grau de inovação” e “nível de abrangência do tema”.



Para obter mais informações visite crea-pr

Comentários

30/08/2018

CONSULTA PÚBLICA SOBRE DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ENCERRA NESTA SEXTA-FEIRA

(Publicado em 30/08/2018)



O Conselho Nacional de Educação (CNE), por meio da Câmara de Educação Superior (CES), divulgou na última sexta-feira (24), para Consulta Pública, documento referente às Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia. Sugestões ao texto poderão ser encaminhadas para o endereço eletrônico: dcnengenharia.cne@mec.gov.br, apenas até esta sexta-feira, dia 31 de agosto de 2018.

O presidente do Confea, engenheiro civil Joel Krüger, lamentou o curto prazo disponibilizado pelo CNE para a consulta pública e criticou que as sugestões encaminhadas pelo Confea por meio da Comissão de Educação e Atribuição Profissional (CEAP) e por um grupo de especialistas para a reformulação das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) da Engenharia tenham sido completamente ignoradas pelo órgão.



Para obter mais informações visite creaba

Comentários

20/07/2018

CONFEA CONTRIBUI PARA A REFORMA DAS DIRETRIZES CURRICULARES DA ENGENHARIA

(Publicado em 20/07/2018)



O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) aprovou, no dia 13/07/2018, deliberação de seu Conselho Diretor, encaminhada pela Comissão de Educação e Atribuição Profissional – CEAP e por um grupo de especialistas, voltada à apresentação de sugestões ao Ministério da Educação e ao Conselho Nacional de Educação - CNE para a reformulação das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) da Engenharia. A Decisão Plenária PL-1109/2018 aprovada pelo Confea respalda, com ajustes, a proposta desenvolvida em conjunto pela Associação Brasileira de Educação em Engenharia (Abenge), Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/MEC), Confederação Nacional da Indústria (MEI/CNI) e CNE.



Para obter mais informações visite confea

Comentários

17/07/2018

OPORTUNIDADES PARA JOVENS PROFISSIONAIS

(Publicado em 17/07/2018)



O Programa Inova Talentos está com oportunidades abertas para bolsistas (estudantes ou recém-graduados) na área de Pesquisa e Desenvolvimento. O projeto visa ampliar o número de profissionais capacitados em atividades inovadoras no setor empresarial e tecnológico.

As vagas (desafios) podem ser preenchidas por universitários cursando a partir do penúltimo ano de graduação ou profissionais e mestres com até cinco anos de formação.



Para obter mais informações visite creasp

Comentários

13/07/2018

UNA JATAÍ REALIZA PROCESSO SELETIVO PARA
PROFESSOR DE ARQUITETURA

(Publicado em 13/07/2018)



O Centro Universitário Una está selecionando professores para as disciplinas Fundamentos de Paisagismo e Estúdio de Arquitetura e Urbanismo, para seu curso de graduação em Jataí. Entre os pré-requisitos, a instituição exige que o candidato tenha o título de mestre. Também é necessário experiência profissional acadêmica de pelo menos dois anos. O horário de trabalho é das 19h às 22h40.



Para obter mais informações visite caugo

Comentários

27/06/2018

PROFESSORES DEBATEM NOVA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES PARA A ENGENHARIA

(Publicado em 27/06/2018)



Elaborada pelo Ministério da Educação (MEC), a nova proposta de diretrizes curriculares da Engenharia reuniu no dia 25/06/2018, em Brasília, na sede do Confea, professores, reitores, conselheiros federais e representantes de entidades de classe.


As observações feitas pelo grupo sobre a proposta servirão de base para documento a ser elaborado, contendo as manifestações do Confea sobre diversos itens, entre eles a organização dos cursos, que passará a ser por competência, e não mais por conteúdo e dará ao aluno acesso a temas que incentivem à formação de líderes de equipes multidisciplinares, por exemplo.



Para obter mais informações visite confea

Comentários


1 2 3 4 5 6 »