Notas de "ENGENHARIA"

02/02/2017

OBSTÁCULOS E ARMADILHAS NA NEGOCIAÇÃO
DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA

(Publicado em 02/02/2017)








Na última quarta-feira, 01/02/2017, tive o privilégio de participar do projeto Webinar da AltoQi/QiSat. Apresentei, ao vivo, on line, uma palestra de uma hora para 548 internautas conectados (havia 695 inscritos).
A palestra pode ser vista ainda (vai ficar disponível por alguns dias) no seguinte link: Palestra Webinar: OBSTÁCULOS E ARMADILHAS NA NEGOCIAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA



Muitos internautas fizeram perguntas durante a palestra e, naquele espaço curto de tempo não foi possível responder.

AQUI ESTÃO AS RESPOSTAS
Infelizmente não é possível entrar em detalhes para cada questão. Mas estou recomendando artigos publicados no meu site ou capítulos dos meus livros onde as questões são abordadas com a devida profundidade

#01 - George: #quanto cobrar de entrada para começar a fazer os projetos?/
20% parece ser um bom valor. Mas tudo depende da leitura que o profissional faz do mercado

#02 - Sirley: #A média do preço de projeto estrutural na minha região é de R$ 7,00 a R$ 10,00 o m², há um projetista o qual não assina os projetos fazendo a R$ 4,00 o m², como devo agir pois estou perdendo o cliente para ele, e eu teria meus custos assumindo a ART, portanto como podemos lhe dar com esta situação, fazer preço abaixo denigri minha profissão e perde-se o sentido. Devo abaixar até o preço ser competitivo?/
Não entre em guerra de preços. Concentre-se em desenvolver diferenciais competitivos

#03 - Fábio: #Vc tem exemplos de itemização de propostas para cálculo estrutural?/
Não. É provável que a ABECE tenha essa informação


#04 - Romulo: #como captar cliente sendo recem formado e sem portfolio?/
respondi esta questão no final da palestra


#05 - Tulindias: #Enio, como driblar a "desconfiança" que os primeiros clientes possam ter com quem acabou de formar?/
Leia o artigo SEGUNDA CARTA A UM ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO (Capitalizar Virtudes e Defeitos) - no meu site


#06 - victorjorgesales: Qual a melhor forma de pagamento que devo apresentar ao meu cliente?/
Depende do padrão adotado no mercado no qual o profissional atua. Mas, no Brasil, de uma maneira Geral, a possibilidade de parcelamento é sempre bem recebida por qualquer cliente


#07 - marciopfm: Ênio o que fazer quando avaliamos mal um projeto e damos um preço baixo e precisamos depois revisar o contrato. Como agir neste caso?/
Não faz. Esse tipo de erro é imperdoável. A punição é arcar com o prejuízo.

#08 - Rodrigo Henrique: #Quando Você segue um preço de referencia da entidade de classe e um engenheiro mais velho na profissão faz o preço muito abaixo, deve se rever o preço?/
Sou, por princípios, contra Tabelas de Preços. Apresento essa questão de forma bem clara e detalhada no meu livro ADMINISTRAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA --- Capítulo 13

#09 - mtgimenes: Bom dia. O que fazer para conquistar o cliente referente a um serviço já diferenciado, mas de um valor alto devido as circunstâncias do mercado?/
Se o produto é realmente diferenciado não existe disputa por preço. Se o cliente discute preço o produto não é diferenciado. Simples assim.


#10 - solonsvf: Prezado Professor, como combater esse colegas que trabalham fora da ética?/
Um bom começo é formalizar uma denúncia ao Conselho Profissional.


#11 - g.lopes324: #Como agir quando você não apresenta uma grande experiência no ramo pertinente à venda mas quer driblar isto numa negociação?/
Tente encontrar outras qualidades em você ou no seu produto que possam compensar a sua eventual falta de experiência


#12 - helio.goncalves: #como precificar serviços de engenharia que possuam a necessidade de serviços terceirizados, a posteriori do contrato?/
Se os serviços terceirizados são de responsabilidade do cliente, não há nada para considerar. Se são responsabilidade do engenheiro (ou arquiteto), devem ser considerados dentro do contrato -- e não como uma coisa depois do contrato


#13 - Fábio: #Vc tem exemplos de brainstorm de Diferenciação competitiva?/
O capítulo 14 do livro ADMINISTRAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA trata disso e dá alguns exemplos do que pode ser usado como diferencial competitivo.

#14 - Alexandre : Enio tenho uma pergunta!!! Tenho uma empresa especializada em energia e automação, tenho muita dificuldade de atender clientes em PF (pessoa física). Devido a prioridades equivocadas que esse cliente tem, esses clientes são capazes de revestir a edificação toda com mármore de carrara e não quer gastar com a elétrica. como lido com isso?/
existem produtos que simplesmente não são destinados à determinados tipos de público. Melhor desenvolver habilidades e capacitação para negociar com pessoa jurídica


#15 - Fernando: Ênio. Devo incluir os benefícios que o cliente terá na proposta ou guardar para a mesa de negociação?/
Tudo deve ser incluído na proposta escrita. TUDO. Inclusive a grande lista de vantagens e benefícios do cliente

#16 - Rafael Augusto: Bom dia, qual dá mais vantagem ao vendedor? Negociação pelo telefone ou pessoalmente?/
Pessoalmente, sempre. Porém, nem sempre isso é possível ou comercialmente viável. Então é importante desenvolver habilidades de negociação pelo telefone, pelo e-mail e até mesmo pelos aplicativos de mensagem, como o Whatsapp e o Messenger


#17 - mtgimenes: O que fazer para conquistar o cliente referente a um serviço já diferenciado, mas de um valor alto devido as circunstâncias do mercado?/
Já respondido, acima

#18 - talita.bergamaschi: #durante a negociação, o que deve ser apresentado em forma escrita e o qe deve ser deixado apenas para o diálogo/
Já respondido, acima


#19 - g.lopes324: #Como agir quando você não apresenta uma grande experiência no ramo pertinente à venda mas quer driblar isto numa negociação?/
Já respondido, acima


#20 - Lucas Cesar: #Como negociar um projeto que ja esta em execução, terminar ou complementar um projeto ja existente?/
Como qualquer outra negociação. Porém, levando em conta que, nesses casos o profissional (engenheiro ou arquiteto) está em vantagem, pois o cliente tem pressa e o serviço solicitado é mais difícil e trabalhoso. O profissional não pode desperdiçar essa vantagem na negociação


#21 - MCV: PERGUNTA: como agir na política de preços se há esse cenário de CRISE e retração que estamos e o cliente usa esse argumento?/
O discurso da crise é uma forma que o cliente utiliza para pressionar o profissional. O ideal é não se deixar influenciar com isso e fazer o cliente perceber que o discurso não colou. Se ele está querendo contratar o serviço é porque a crise ainda não fez tanto estrago assim.
Além disso, o profissional deve deixar claro que cada um deve cuidar dos seus prejuízos e que não é legal repassar o problema para os seus fornecedores. Se eu acho que a crise está me alcançando vou comprar um carro mais barato e não querer que o vendedor de um carro caro seja obrigado a me vender o produto dele pelo preço de um carro mais barato


#22 - victorjorgesales: Como faço para lidar com um projetista que faz projetos abaixo dos outros, fazendo com que perdessemos clientes?/
Deixe de ser concorrente desse projetista. Posicione-se um degrau acima. Desenvolva diferenciais competitivos. Estabeleça estratégias para conquista de vantagem competitiva. Essa resposta pode parecer dura demais, mas é a única resposta honesta para esse tipo de questão


#23 - matheusferreirab: Ser recém formado é um grande obstáculo para negociar serviços de engenharia, como driblar?/
Não. Não é.
Leia o artigo SEGUNDA CARTA A UM ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO (Capitalizar Virtudes e Defeitos) - no meu site. Se for o caso, conheça o MANUAL DO ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO para mais detalhes -- AQUI



#24 - Gleci: E como se posicionar se trabalhei em outra área (obras) e agora vou prestar serviços de projeto estrutural e tenho 12 anos de formada?/
Vai ter de voltar à estaca zero e desenvolver estratégias típicas de recém-formado. Não se iluda. Não vai ser fácil. Mas é possível. Exige determinação, empenho, competência e paciência

#25 - Fernando: Ênio. Devo incluir os benefícios que o cliente terá na proposta ou guardar para a mesa de negociação?/
Pergunta já foi respondida, acima


#26 - MCV: PERGUNTA: como agir na política de preços se há esse cenário de CRISE e retração que estamos e o cliente usa esse argumento?/
Pergunta já foi respondida, acima


#27 - mtgimenes: O que fazer para conquistar o cliente referente a um serviço já diferenciado, mas de um valor alto devido as circunstâncias do mercado?/
Pergunta já foi respondida, acima


#28 - talita.bergamaschi: #como lidar, sendo recém-formada, com o fato de não ter trabalhos anteriores ou projetos já realizados pra mostrar pro cliente ?/
Leia o artigo SEGUNDA CARTA A UM ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO (Capitalizar Virtudes e Defeitos) - no meu site. Se for o caso, conheça o MANUAL DO ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO para mais detalhes -- AQUI


#29 - g.lopes324: #Como agir quando você não apresenta uma grande experiência no ramo pertinente à venda mas quer driblar isto numa negociação?/
Não existe drible, nem truques, nem atalhos. Vender serviços de Engenharia ou de arquitetura é uma coisa muito difícil -- Veja o capítulo 2 do livro NEGOCIAR E VENDER SERVIÇOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA -- AQUI. Em outras palavras. Não tem como driblar. Tem de superar. Exige preparo. Leva tempo e muita dedicação

#30 - lf_correia: #Ênio bom dia que livro me recomendaria para realizar um projeto do começo ao fim, saber o conteúdo de todo o escopo, o que vem antes, memorial de calculo, memorial descritivo etc. tudo até possuir um projeto completo./
Veja a literatura apresentada pelos seus professores da graduação nas disciplinas de Projeto. Tá tudo lá, com certeza.


#31 - MCV: #: como agir na política de preços se há esse cenário de CRISE e retração que estamos e o cliente usa esse argumento?/
(Pergunta já foi respondida, acima

#32 - talita.bergamaschi: #durante a negociação, o que deve ser apresentado em forma escrita e o qe deve ser deixado apenas para o diálogo ?/
Pergunta já foi respondida, acima

#33 - Gabriel Luan: #O cliente pediu parcelamento? Como fazer?/
Faça o parcelamento. Na verdade, como estamos no Brasil e a cultura do pagamento parcelado é amplamente difundida, quando você compõe o seu preço já deve levar isso em conta

#34 - Fernando: Ênio. Devo incluir os benefícios que o cliente terá na proposta ou guardar para a mesa de negociação?/
pergunta já respondida acima


#35 - MCV: #PERGUNTA: como agir na política de preços se há esse cenário de CRISE e retração que estamos e o cliente usa esse argumento?/
pergunta já respondida acima


#37 - marcuscoelho07: como lidar quando o cliente quer que você somente faça a aprovação de projeto na prefeitura e "passe a limpo" o "projeto" ou rabisco feito por ele?/
Recusar o trabalho é uma opção. Outra opção é propor a ele outro serviço que seja mais razoável e condizente com a sua formação e capacitação. Se o cliente insistir na proposta anterior, volte para a primeira opção!


#38 - talita.bergamaschi: #como lidar, sendo recém-formada, com o fato de não ter trabalhos anteriores ou projetos já realizados pra mostrar pro cliente?/
pergunta já respondida, acima


#39 - marcuscoelho07: como lidar quando o cliente quer que você somente faça a aprovação de projeto na prefeitura e "passe a limpo" o "projeto" ou rabisco feito por ele?/
pergunta já respondida

#40 - Rodrigo Pupo: #cobrar por hora trabalhada seria mais justo?/
Depende do tipo de trabalho que você está oferecendo. Leia o artigo PROJETO, CONSULTORIA, ASSESSORIA ALHOS E BUGALHOS e você vai entender do que eu estou falando.


#41 - talita.bergamaschi: #qual é o livro que fala de precificação?/
ADMINISTRAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA --- AQUI --- Capítulo 13


#42 - lalcantara1: #qual o nome do livro e onde encontrar/
resposta anterior


#43 - ANDRADE CONSTRUÇÕES: Nossa empresa pega muitas obras e já temos uma boa bagagem, os clientes já sabem de nossa qualidade mas, perante a crise financeira, estamos com dificuldades em adquirir obras pois estão pegando menor preço, alguma sugestão para a empresa?/
Creio que a leitura do artigo CRISE: NÃO É A PRIMEIRA E NÃO SERÁ A ÚLTIMA poderá lhe dar algum insight

#44 - sahmara_atm: #qual é o livro que tem sobre a precificação?/
ADMINISTRAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA --- AQUI --- Capítulo 13




ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br




---Artigo2017 ---QiSat

Deixe AQUI o seu comentário

28/01/2017

ANOTEM ESSES DOIS NOMES. ELES VÃO GANHAR O PRÊMIO NOBEL

(Publicado em 28/01/2017)





Isaac Silvera e Ranga Dias, físicos da Universidade de Harvard.
Eles conseguiram comprimir uma pequena amostra de hidrogênio com uma pressão de 32,5 milhões de quilos em 6,5 cm² (maior que a encontrada no centro da Terra) e, com isto conseguiram desenvolver o hidrogênio metálico.

Este material é altamente valorizado pois os supercondutores atuais (como aqueles usados em ressonâncias magnéticas) precisam ser resfriadas com hélio em estado líquido, encarecendo o processo.

O hidrogênio metálico é uma espécie de Santo Graal da física de alta pressão, pois, além de ser uma coisa que nunca existiu antes, o hidrogênio é o elemento mais comum no universo. E agora pode se tornar um metal... supercondutor.


Mais detalhes, AQUI



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Artigo2017 ---x5x ---x6x

Deixe AQUI o seu comentário

05/01/2017

GOVERNADOR RECEBE PRESIDENTE DO CREA-SP NO PRIMEIRO
DIA ÚTIL DO ANO

(Publicado em 05/01/2017)



Já no primeiro dia útil de 2017, o Governador do Estado, Geraldo Alckmin, recebeu em seu gabinete comitiva do Crea-SP encabeçada por seu presidente, Eng. Vinicius Marchese Marinelli, para reunião de trabalho em que trataram, entre outros assuntos, da importância da fiscalização das profissões da área tecnológica para o bom andamento das obras nos municípios e a importância dos engenheiros no desenvolvimento econômico e social do Estado, principalmente no que se refere a empreendimentos em infraestrutura. Segundo Alckmin, “as obras do Governo do Estado estão gerando cerca de 180 mil empregos só nessa área”. Também participaram do encontro o Dr. Luiz Antônio Tavolaro e Gustavo Bertoni, respectivamente Subprocurador e Assessor da Presidência do Crea-SP.

O Governador fez questão de lembrar aos visitantes que o ex-governador Mário Covas era engenheiro de formação. Alckmin também falou sobre a parceria do Estado nas obras de transposição do Rio São Francisco, destacando que “nesta hora de grande dificuldade para a população de Campina Grande e região, na Paraíba, São Paulo não poderia deixar de colaborar com ações de combate à seca”, referindo-se ao envio de caminhões-bomba para distribuição de água no local, encurtando em 30 dias o atendimento previsto.



Para obter mais informações visite creasp.org

Comentários?

16/12/2016

CHINA VAI CONSTRUIR MAIS UMA INCRÍVEL PONTE TRANSPARENTE

(Publicado em 15/12/2016)



O projetista parisiense Martin Duplantier deu a conhecer mais algumas imagens do projeto de construção, elaborado em colaboração com a Daqian Landscape Designers, de uma nova ponte pedonal transparente em Hunan. Dimensionada em aço inoxidável de superfície refletora, a estrutura de 5 milhões de Euros, possuirá um tabuleiro em forma de disco elíptico e oferecerá vistas deslumbrantes sobre os desfiladeiros do Parque Natural de Zhangjiajie.



Para obter mais informações visite engenhariacivil

Deixe AQUI o seu comentário

13/12/2016

CONSTRUÇÃO DA EXTRAORDINÁRIA PONTE DO DRAGÃO
NA BACIA DE BARRAGEM DE TAI TAM

(Publicado em 13/12/2016)



O gabinete chinês M CO Design divulgou imagens do projeto de construção da Ponte do Dragão que fará, em breve, a travessia da bacia da Barragem de Tai Tam, em Hong Kong. A estrutura metálica ondulante possuirá vias dedicadas para tráfego rodoviário e cicloviário, bem como uma passagem segregada para peões. O tabuleiro, com 900 metros de comprimento será suportado por três pilares principais.



Para obter mais informações visite engenhariacivil.com

Deixe AQUI o seu comentário

12/12/2016

CELEBRAÇÕES DO DIA DO ENGENHEIRO SERÃO MARCADAS POR REFLEXÃO DE DEBATE NO CREA-BA

(Publicado em 08/12/2016)



2016 não foi um ano fácil para a Engenharia. As denúncias envolvendo a operação lava-jato e a crise econômica instalada no Brasil geraram mau tempo para o setor, que amargou demissões em massa, falências de empresas e escândalos diversos envolvendo gigantes.

O Conselho Regional de Engenharia de Agronomia da Bahia (Crea), atento ao clima de instabilidade, resolveu transformar as celebrações em torno do Dia do Engenheiro deste ano em esclarecimentos sobre o momento ruim, mostrando caminhos para o reerguimento do segmento na Bahia e no Brasil por meio da palestra “A engenharia Pavimenta o Novo Ciclo”, que será proferida no dia 12 de dezembro, às 19 horas, no Hotel Fiesta, pelo engenheiro e professor de Gestão de Carreira e marketing pessoal, Ênio Padilha.



Para obter mais informações visite creaba

Deixe AQUI o seu comentário

07/12/2016

OS CUIDADOS NA DECORAÇÃO NATALINA
Fábio Amaral

(Publicado em 07/12/2016)



As lâmpadas para a decoração natalina podem ser perigosas se não forem utilizadas da maneira correta. Uma instalação malfeita pode ocasionar curtos-circuitos, levar a um pequeno incêndio e, em poucos minutos, transformar-se em tragédia.

Segundo o Engenheiro Eletricista Fábio Amaral, a recomendação para evitar problemas é escolher cuidadosamente o material, evitando marcas sem certificação, sem garantia e nem informação técnica na embalagem.

“Alguns adquirem produtos sem certificação e com instruções em outra língua, sem saber se são para uso externo ou interno. Em instalações externas, por exemplo, as lâmpadas são conectadas umas às outras através do plug existente em cada uma delas, já produzido pelo fabricante. Para alimentá-las, usa-se uma extensão sem condutor de proteção (fio terra). Esta extensão passa por todo o jardim, até chegar à sala e alcançar uma tomada. Acontece que a carga instalada não foi dimensionada para o fio que a alimenta, tão pouco para a tomada que está sendo utilizada. Assim, está criada a situação de perigo”, explica Fábio Amaral.
Veja o artigo completo.



Para obter mais informações visite crea-sc.


Comentários?

05/12/2016

CARTA DECLARATÓRIA DO 9º CNP

(Publicado em 05/11/2016)



Reunidos na cidade de Foz do Iguaçu – PR, de 1º a 3 de setembro de 2016, e
em Brasília-DF, de 1º a 2 de dezembro de 2016, os delegados participantes do 9º CNP,
integrantes das profissões abrangidas pelo Sistema Confea/Crea, apresentam à
sociedade brasileira a presente declaração sobre o tema central “O Sistema
Confea/Crea e Mútua em defesa da Engenharia e da Agronomia brasileiras”



Para obter mais informações visite confea

Comentários?

30/11/2016

SEGUNDA ETAPA DO 9º CNP COMEÇA NO DIA 1º DE DEZEMBRO

(Publicado em 30/11/2016)



Tem início hoje (01/12), o 9º Encontro Nacional de Profissionais (CNP), que reunirá cerca de 600 delegados em Brasília analisar as 54 propostas aprovadas durante a primeira etapa do Congresso, realizado de 01 a 03 setembro, em Foz do Iguaçu (PR).

Esta edição do CNP tem como tema central “O Sistema Confea/Crea e Mútua em defesa da Engenharia e da Agronomia Brasileiras”, além dos eixos temáticos: Defesa e fortalecimento da Engenharia e da Agronomia junto à sociedade; Tecnologia e inovação; e Carreira e prerrogativas da Engenharia e da Agronomia.



Para obter mais informações visite confea

Comentários?

30/11/2016

CONFEA AUTORIZA REGISTRO DE 64 ENGENHEIROS PORTUGUESES

(Publicado em 30/11/2016)



A Ordem dos Engenheiros de Portugal anunciou, no início do mês, que os primeiros 64 engenheiros portugueses que pediram o registro para o exercício pleno da sua atividade profissional no Brasil receberam autorização do Confea.

"O resultado conseguido resulta de um grande esforço das partes envolvidas e da vontade que o Brasil demonstrou ao criar uma situação de exceção para os portugueses, pois a lei brasileira obriga ao prévio reconhecimento por universidades brasileiras dos diplomas acadêmicos obtidos no estrangeiro", diz o comunicado da Ordem.

A aprovação dos processos de registro desses profissionais aconteceu na sessão plenária de outubro do Confea. Assinado em setembro de 2015, o Termo de Reciprocidade representa a primeira experiência de mobilidade profissional voltada para engenheiros brasileiros e portugueses.



Para obter mais informações visite creasp

Comentários?


1 2 3 4 5 6 »