Notas de "ALIRUBIT"

11/01/2019

O CAMINHO DAS PEDRAS PARA A PRODUÇÃO DE UM LIVRO

(Publicado em 11/01/2019)



Todo mundo tem um livro quase pronto (na cabeça). Alguns até já começaram a escrever. E outros já têm o texto pronto, faltando "apenas" alguns ajustes finais.

Escrever um livro fascina muita gente, e não é sem motivo. Escrever um livro é, de fato, um trabalho significativo. Não é fácil. Não é tão simples como escrever textos para um blog ou para redes sociais.





Um livro é um trabalho com algum nível de aprofundamento. Trata-se de enfrentar um assunto (ou tema) e tratar dele por 150 ou 200 páginas (sem ser abandonado pelo leitor antes da página 10). É um trabalho de muita responsabilidade. O autor não pode ser preguiçoso ou negligente. Tem de se aprofundar no assunto e entregar um conteúdo com algum grau de originalidade e relevância. Isso não é fácil. E é por isso que escrever um livro é sempre associado a obter uma vitória significativa sobre um desafio.

Melhor ainda é escrever um livro, vê-lo transformado em realidade impressa e ver uma edição inteira ser vendida. É, de fato, um prazer muito grande.

Existem diversos tipos de livros e cada tipo tem suas dificuldades próprias.
• Livros didáticos;
• Livros científicos;
• Livros acadêmicos;
• Livros de opinião;
• Livros de literatura tradicional (poesia, conto, crônica, romance, novela, etc);
• Livros jornalísticos (reportagens, documentários, etc);
• Livros biográficos;
• Livros técnicos.

Seja qual for o tipo de livro ou seu destino final, posso dizer, em rápidas palavras, que fazer um livro é um projeto dividido em 4 etapas, que são as seguintes:

ETAPA 1 - Pesquisa e Texto
• Pesquisa em fontes primárias (entrevistas originais, pesquisa de campo ou de laboratório)
• Pesquisa bibliográfica (em livros e artigos)
• Pesquisa de mídia (jornais, revistas, vídeos e fotografias)
• Pesquisa em documentos oficiais (boletins, portarias e documentos)
• Revisão técnica do texto
• Definição das ilustrações
• Redação do texto final
• Definição do texto da epígrafe do livro
• Definição do texto da dedicatória
• Definição do texto dos agradecimentos
• Definição do tamanho do livro (exemplo: 160 x 230 mm)
• Definição do tipo de capa (capa dura, papel cartão, 250g/m²)
• Definição do acabamento
• Pré-diagramação do texto final
• Definição da pessoa que fará a apresentação do autor (na orelha da capa).
• Definição da pessoa que fará a apresentação do livro (na quarta capa).
• Definição da pessoa que fará o prefácio do livro.
• Definição, se for o caso, da página de referências (bibliografia, relação de entrevistados ou instituições pesquisadas)
• Definição do texto dos elementos pós-textuais (se for o caso).

Em princípio, todas as tarefas acima são de responsabilidade do autor. Ele poderá, se quiser, delegar algumas dessas tarefas para terceiros da sua equipe de assistentes de pesquisa ou de assistentes de produção de conteúdo.

O produto final desta primeira etapa é o texto original, manuscrito, datilografado, impresso ou disponibilizado em arquivo no formato de texto editável (.docx .pages etc).

Além do texto original o autor deve entregar também as imagens (impressas ou em arquivos eletrônicos) que serão utilizadas como ilustrações do livro.



ETAPA 2 - Produção pré-impressão
• Produção executiva (gestão dos prestadores de serviços envolvidos na pré-impressão)
• Registro de ISBN e obtenção do código de barras do livro
• Criação da Capa
• Providências para obter o texto de apresentação do autor (para a orelha da capa)
• Providências para obter o texto de apresentação do livro (para a quarta capa)
• Providências para obter o texto do prefácio do livro
• Projeto Gráfico do Miolo
• Revisão Gramatical e Ortográfica (do livro e dos textos complementares)
• Tratamento das imagens (ilustrações)
• Diagramação
• Revisão editorial
• Gestão da produção com a gráfica contratada
• Revisão de provas da capa enviadas pela gráfica
• Revisão de provas do miolo enviadas pela gráfica

Essas tarefas são de responsabilidade da editora contratada (ou contratante, conforme o caso). Todas as tarefas exigem tempo e atenção aos detalhes. Não podem ser feitas "na corrida".

O produto final desta segunta etapa são os seguintes arquivos eletrônicos:
— arquivo em .PDF da capa do livro, contendo capa, lombada, quarta capa, e orelhas, com sangria e marcas de cortes e dobras;
— arquivo em .PDF da capa do livro, contendo os elementos para impressão do verniz (se for o caso) com sangria e marcas de cortes;
— arquivo em .PDF do miolo do livro, contendo todas as páginas internas do livro, com sangria e marcas de cortes;



ETAPA 3 - Impressão e Acabamento
• Fotolitos, impressão e acabamentos (gráfica)
• Embalagem e entrega no endereço do cliente

Essas tarefas são de responsabilidade da gráfica contratada. Trata-se de um processo industrial que exige um fornecedor de serviços de qualidade, com prazos e preços negociados caso a caso.

Definições importantes para obter o orçamento da gráfica
⊗ Tamanho do livro (ex: 210 x 285 mm)
⊗ Quantidade de páginas do miolo.
⊗ Tipo da capa (capa dura, papel cartão 250g/m²...)
   Se for capa dura, não tem orelhas;
   Se for papel cartão, informar as dimensões da orelha (o normal seria 90 mm);
⊗ Informar se haverá verniz localizado na capa (eu recomendo)
⊗ Tipo de papel do miolo
   Exemplo 1: "Couchê Fosco 80g/m²". Exemplo 2: "Polen Bold 90g/m²"
⊗ Cores da capa.
   Geralmente, 4x1 — significa quatro cores num lado e nenhuma impressão no verso;
⊗ Cores no miolo:
   1x1 — significa impressão em uma cor nos dois lados de cada folha do miolo;
   4x4 — significa impressão colorida nos dois lados de cada folha do miolo;
   2x2 — significa impressão em duas cores nos dois lados de cada folha do miolo;
   Existe ainda a possibilidade de o miolo ser misto - a maioria das páginas ser preto e branco (1x1) e algumas páginas (por exemplo, o caderno central) ser impresso em cores (4x4);
⊗ Acabamento do livro
   (normalmente é costurado, prensado e com corte);
⊗ Quantidade de exemplares da primeira edição.

O produto final desta terceira etapa são as caixas com os livros impressos, entregues no endereço determinado pela negociação.



ETAPA 4 - Lançamento e distribuição
• Promoção do livro na imprensa
• Promoção do livro na internet
• Divulgação do lançamento
• Organização do evento de lançamento
• Distribuição dos exemplares (livrarias físicas ou virtuais)

Essas tarefas são cruciais para o sucesso do livro e requer uma pessoa ou empresa especializada para a sua execução.

Se o livro não for promovido adequadamente, por mais interessante que seja, pode simplesmente engrossar as estatísticas de livros que não vendem mais do que 25% da primeira edição.

Geralmente o lançamento do livro exige a presença e envolvimento do autor e de seus amigos, para que o produto final obtenha a repercussão desejada na mídia, na internet e, em última análise, no mercado.







A OitoNoveTrês Editora atua no mercado editorial desde 1999 e disponibiliza aos autores a prestação dos serviços correspondentes às etapas 2 e 3.
Faça um contato, através do e-mail editora@oitonovetres.com.br ou pelo Whatsapp (47) 99204-4903.



DIVULGAÇÃO



PADILHA, Ênio. 2019

Deixe aqui seu comentário

13/12/2018

NEM TUDO O QUE DÁ ERRADO É IMPREVISTO

(Publicado em 13/12/2018)



Nas minhas aulas sempre insisto com os alunos sobre as desculpas e justificativas para atrasos e não cumprimento de prazos. Digo sempre que tudo aquilo que pode acontecer, ou que acontece de vez em quando, não pode ser considerado imprevisto (especialmente na relação com o seu cliente).





“Desculpe, atrasei para a reunião porque pequei um trânsito danado de lá pra cá. Um imprevisto”

“Tive um problema como o meu computador, o software travou. Um imprevisto.”

“O trabalho que deveria ter sido feito pelo empreiteiro não foi entregue, porque o carro dele quebrou. Um imprevisto”

O que eu digo nas aulas: “nada disso é imprevisto! Tudo tinha de estar no seu planejamento.”

POIS BEM, tenho aula em Manaus nesse fim de semana. Acordei 4 horas da manhã. Estava no aeroporto às 5h30 para o embarque. A chegada em Manaus estava prevista para 10 horas da manhã. No aeroporto recebi a notícia de que o voo tinha sido cancelado por problemas técnicos da aeronave. Os voos para Manaus são complicados. São muito reduzidas as opções de horários. Corre daqui, ajusta dali, e a única alternativa que me restou foi a realocação em outro voo e chegar em Manaus uma hora da manhã (15 horas de atraso).

É chato, é um transtorno, é desagradável. Mas isso não vai alterar em nada o meu compromisso profissional (a minha aula). Porque a aula começa amanhã, 18 horas. Eu havia marcado o voo com um dia inteiro de antecedência. Sabe por que? Porque eu sei como funcionam os aeroportos e as companhias aéreas. Episódios como o que ocorreu hoje não são desejáveis e configuram falhas graves no atendimento, mas não podem ser considerados IMPREVISTOS. Quem tem na aviação um fornecedor importante não pode considerar como imprevisto o eventual atraso nos voos.

Marcar o voo para um dia antes é mais difícil pois me faz perder um dia a mais da minha semana. Um dia fora do conforto da minha casa. Mas é o preço que EU PAGO para não repassar para os alunos ou para a instituição que me contrata a responsabilidade pela não realização da aula por conta de “imprevistos”.

Assim, amanhã, 18 horas, nossa aula começará normalmente, sem nenhum atraso. À menos que ocorra uma sucessão inaceitável de falhas da cia aérea que impeça a minha chegada a Manaus no horário. Mas aí sim, isso seria um IMPREVISTO, pois um atraso de 32 horas em um voo doméstico é, realmente, algo completamente fora do normal.





DIVULGAÇÃO



PADILHA, Ênio. 2018

Deixe aqui seu comentário

03/12/2018

LIÇÕES TRAZIDAS DO ATLETISMO

Durante quase dez anos, na minha juventude, eu pratiquei atletismo. Primeiro na equipe da minha cidade, Rio do Sul, e depois na equipe de atletismo de Florianópolis, uma das mais fortes do Brasil. Eu corria os 800 metros (1min54s21) e os 1.500 metros (3min58s02).
Aprendi muita coisa no atletismo. E tento aplicar tudo, desde 1986, na minha carreira profissional de engenheiro e depois de professor, palestrante, autor de livros e empreendedor.






TRÊS MINUTOS - Ano 18 - Número 397 (Ênio Padilha, 13/01/2017)



(1) Só é possível aplicar treinamento de alto rendimento em atletas que tenham feito um bom treinamento de base. Não dá pra queimar etapas. Se você quer disputar campeonatos importantes precisa, no início da temporada, de um longo trabalho de base para que o corpo esteja preparado para receber a carga de treinamento intenso nos meses que precedem a grande competição.

No trabalho e na vida também é assim. A cada nova temporada (cada novo ano) é preciso refazer o trabalho de base. Ler livros, revistas técnicas, atualizar-se sobre a legislação, conversar com pessoas inteligentes, participar de palestras e cursos... para estar "tinindo" quando os trabalhos importantes começarem a chegar




(2) O repouso, para o atleta, é tão importante quanto o treinamento em si. Se o atleta for muito ansioso (ou indisciplinado) e não cumprir o correto programa de repouso entre os treinos, todo o trabalho pode ser perdido.

Ficar no escritório até muito tarde ou virar noites para concluir um trabalho não é uma atitude de profissional. É coisa de estudante que ainda não aprendeu a organizar e administrar o tempo. É preciso descansar na medida certa, dar o devido repouso para o corpo e, principalmente, para a cabeça. Desligar-se do trabalho durante algumas horas por dia e um ou dois dias na semana.

Durante o repouso o atleta regenera a força e resistência dos seus músculos. Durante o repouso o profissional de Engenharia ou de Arquitetura permite que algumas ideias se acomodem no cérebro, produzindo insights importantes.




(3) Talento não é tudo. Disciplina é essencial. Talento é importante. Os atletas que se destacam são sempre muito talentosos. O talento é um recurso sobre o qual se constrói um campeão. Mas a disciplina e a repetição de gestos e movimentos é fundamental para criar a propriocepção (que é a capacidade de reconhecer a localização espacial do corpo, sua posição e orientação, a força exercida pelos músculos e a posição de cada parte do corpo em relação às demais, sem utilizar a visão).

É melhor treinar pouco todos os dias do que treinar muito apenas uma vez por semana. Esta é uma regra de ouro no esporte. É incrível como tanta gente a transgride no exercício de suas profissões.

Quanto mais criativa for a pessoa, menos ela aceita a ideia de repetir indefinidamente um trabalho ou exercício. Mas é preciso entender que isto é necessário.

Aristóteles dizia que "você é aquilo que você repetidamente faz. Excelência não é um evento. É um hábito". Isso vale para o atletismo (assim como para qualquer esporte). E vale também para o exercício de qualquer profissão. Se você quer ficar (realmente) bom em alguma coisa, se quer atingir o nível de excelência, precisa aceitar o fato de que precisa praticar diariamente. Repetir os gestos e práticas por mais vezes do que o confortável. E preciso ir muito além da zona do prazer. É preciso ter disciplina.




(4) Motivação é importante. Mas dados, informação e conhecimento fazem toda a diferença. Um treinador precisa ser capaz de manter o atleta motivado. O atleta tem de ser capaz de se automotivar para o enfrentamento das dificuldades naturais do treinamento diário. Mas é preciso coletar dados em todos os treinamentos, É preciso coletar dados sobre os adversários, nas competições, é preciso coletar dados biométricos e muitos outros. Depois é preciso transformar esses dados em informação. Organizá-los, colocar em tabelas, planilhas, listas... para, por fim, obter o Conhecimento, o entendimento daquilo tudo e a capacidade de interpretar e antever os resultados de uma competição e "saber quais botões devem ser apertados... e quando".

É o conhecimento, que dá ao conjunto atleta/treinador a sabedoria para tomar as melhores decisões durante os treinamentos e, principalmente, no dia da competição.

Discursos motivadores são tiros de alto impacto e curta distância. É uma bomba de efeito moral. Já o domínio do conhecimento é uma arma de longo alcance e efeitos profundos.




(5) O respeito aos adversários é essencial. É um dos ingredientes mais importantes para fazer a beleza do esporte.

Uma coisa que você aprende muito cedo na prática do esporte é que o seu adversário também treina muito. Também enfrenta as mesmas dificuldades que você tem de enfrentar todos os dias. Também sai do treinamento extenuado e que muitas vezes também tem vontade de desistir de tudo.
Quando você encontra o seu adversário, na pista, não pode supor que ele tem uma vida fácil ou que ele não luta, todos os dias, com os mesmos dragões que você enfrenta. Devemos respeitar e admirar nossos adversários. E agradecê-los por nos conceder a honra de poder enfrentá-los.

Nunca devemos nos esquecer de que é a qualidade dos nossos adversários que determina o valor e a importância das nossas vitórias.

Na vida profissional você também precisa aprender a respeitar e admirar os seus competidores. A carreira esportiva passa. Os negócios passam. Os amigos que você faz e as relações que você constrói no esporte e no trabalho são coisas pra vida toda.




(6) Grandes conquistas nunca ocorrem por acaso. São decorrentes de estratégia, organização, planejamento, concentração, foco, empenho e muita disciplina. São essas forças que transformam talento em sucesso.

Os brasileiros não valorizam o planejamento a organização e o método. Geralmente pessoas que têm esses hábitos são consideradas chatas e inconvenientes. Mas uma competição difícil precisa ser precedida de um longo planejamento, baseado numa estratégia eficaz, com a melhor exploração possível dos recursos disponíveis e com total disciplina dos envolvidos.

Todas as provas têm, no mínimo, três etapas: a largada, o desenvolvimento e a chegada. Nos 100 metros rasos a largada dura 2 segundos. Numa maratona são praticamente três quilômetros. Tudo precisa ser minuciosamente estudado. Nada deve ser decidido na hora. Um bom atleta entra na pista com uma estratégia que sempre contempla um plano B (muitas vezes, até com um plano C).

Por que na vida profissional seria diferente? Na Engenharia e na Arquitetura, o ato de planejar não se limita ao fazer o projeto apenas. É preciso planejar o processo da produção e da abordagem do mercado. E sempre com planos alternativos, para não ter de interromper a marcha enquanto decide o que fazer, no caso de alguma coisa não sair conforme o planejado.




(7) As grandes conquistas não são individuais. Mesmo no atletismo (que é um esporte essencialmente individual) as conquistas não são obtidas por uma única pessoa. Muita gente contribui para que você cruze a linha de chegada em primeiro lugar. O seu treinador, a sua família, a equipe de suporte, o nutricionista, o cozinheiro, a pessoa que limpa o vestiário o cara da manutenção que garante um chuveiro funcionando depois do treino e a pista em perfeitas condições de treino. Todos merecem consideração, respeito e agradecimento. Todos devem fazer parte da página de créditos do seu trabalho.

Em todos os meus trabalhos, desde os primeiros projetos, nos idos de 1986, todas as pessoas do escritório eram citadas numa página de créditos que eu criei na memória descritiva dos projetos.



(8) Ninguém supera seus próprios limites. Embora seja um discurso dominante, essa ideia de que os grandes atletas superam seus limites é apenas uma frase de efeito e sem sentido.

O que o atleta faz é obter uma performance muito próxima do seu limite. Se um maratonista tem condições de correr a prova em duas horas e ele corre a prova em 2h02min (seria o recorde mundial) ele não superou os seus limites. Pelo contrário. ficou até bem longe disso. Limite é o máximo que você pode extrair de um atleta ou de um profissional. Quase todo mundo opera dentro do seu limite. Se um atleta passar do seu limite ele morre na pista. Simples assim. Aliás, a história do esporte está repleta desses casos.

É preciso muito autoconhecimento. Quanto melhor você conhecer o seu próprio potencial mais você saberá o quanto pode forçar o seu corpo ou a sua mente. Com o atletismo eu aprendi a diferença entre uma preguiça, um mal estar, um incômodo, uma dorzinha, uma dor forte ou um princípio de estiramente ou luxação. Não é inteligente seguir adiante num treino se você pisou num buraco e acabou de torcer o tornozelo. Mas você não pode parar apenas porque está se sentindo cansado ou está sentindo dor. No esporte e na vida é importante saber quando dá para ir mais longe, quando é preciso parar ou ceder ou mudar o plano.

Os bons atletas atuam em áreas muito próximas dos seus limites. Porque eles sabem onde esse limite se encontra.




(9) Tão importante quanto reconhecer, admirar e respeitar o seu adversário, é preciso conhecê-lo bem. Essa é uma regra de ouro no esporte e que precisa ser levada para a vida profissional. Não se pode esperar vitórias quando se luta de olhos vendados. Se eu não sei quem é meu adversário, quais as suas qualidades, quais os seus conhecimentos, habilidades e atributos, eu não estou nem de longe preparado para a disputa, por mais bem treinado que eu possa estar.
O conhecimento do concorrente contribui para a autoconfiança e é fator determinante para o estabelecimento de estratégias inteligentes e eficazes.
E, na vida profissional, assim como no esporte, para conhecer bem o adversário é preciso ter proximidade. Ser amigo dele mantê-lo perto o bastante para que você possa ter dele dados e informações que importam.



(10) Na competição você é testado, mas é no treinamento que você se desenvolve. Essa é, talvez a questão mais importante, porque existe uma diferença muito grande entre o esporte e a vida profissional. No esporte a maior parte do tempo o atleta está treinando e as competições são eventos pontuais. Na vida profissional a competição é diária. O tempo inteiro estamos enfrentando as tais horas da verdade. É muito comum que o profissional se esqueça que é preciso tirar tempo para treinar. Se preparar para ficar melhor.

Treinar, nesse caso (nessa analogia) significa ler livros, ler revistas técnicas, participar de palestras, cursos, seminários, congressos, conversar com gente inteligente, desenvolver pesquisas, aprofundar estudos.

Um profissional não pode ser puramente utilitarista. Envolver-se apenas em atividades que geram resultados práticos e imediatos. É preciso desenvolver também as questões mais filosóficas e de fundamentos.




ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br

Deixe AQUI o seu comentário

26/11/2018

COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE BALNEÁRIO CAMBORIÚ



BALNEÁRIO CAMBORIÚ



Balneário Camboriú é um município da Região Metropolitana da Foz do Rio Itajaí, no litoral norte do estado de Santa Catarina, com 108.089 habitantes. Destaca-se como o município com maior densidade demográfica do estado, foi eleito o município com melhor qualidade de vida do litoral catarinense, sendo a segunda do estado, ficando atrás apenas de Blumenau.






DUAS CONSTRUTORAS DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ ESTÃO ENTRE AS MAIORES DO PAÍS

(Publicado em 05/07/2017)





Com seus diminutos 46 quilômetros quadrados, Balneário Camboriú tem duas construtoras entre as cem maiores do país em volume de metros quadrados ativos em 2016.

O ranking, feito pela Inteligência Empresarial da Construção (ITC), traz na lista a Embraed, em 66º lugar, e a FG em 14º — a construtora é a mais bem colocada entre as especializadas em imóveis residenciais no Sul do país.






LINHA DO TEMPO: OS MAIORES EDIFÍCIOS DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ
(Isaque De Borba Corrêa)

(Publicado em 05/01/2018)



Se você gosta de Balneário Camboriú e quer saber mais sobre a história da cidade, existe uma pessoa que você precisa conhecer: é o meu amigo Isaque De Borba Corrêa.

Ele sabe tudo sobre a cidade. É autor de vários e excelentes livros. E tem a curiosidade de um adolescente.

Hoje ele publicou um post no seu perfil do Facebook que é uma dessas coisas que não podem ser cobertos pela poeira de efemeridade das redes sociais. Por isto, com a permissão dele registro aqui o trabalho que ele fez, para que possa ser reencontrado sempre que você quiser.

Trata-se da linha de tempo das maiores construções de Balneário Camboriú. Dá uma olhada:






Clique sobre a imagem para ampliar



Obrigado, mestre. Continue trabalhando sempre e exercendo essa inteligência que Deus lhe deu.




ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Padilha, Ênio. 2018






O MAJESTOSO GARAPUVU

(Publicado em 23/10/2014)



O Garapuvu é a árvore símbolo de Florianópolis, capital de Santa Catarina. Mas está presente em praticamente todo o litoral.

Tem de 20 a 30 metros de altura, 60 a 80 centímetros de diâmetro, flores grandes, vistosas, amarelas. E floresce durante os meses de outubro, novembro e dezembro. Coisa linda! Um espetáculo para os olhos.

Esta é a minha rua (e onde fica também o nosso escritório - 893 Produções e Eventos). O morro que aparece ao fundo faz parte do loteamento e é uma reserva de Mata Atlântica. Ou seja: mata preservada, felizmente.














SOBRE A PASSARELA DA BARRA

(Publicado em 18/01/2014)



Até muito pouco tempo existia aqui em Balneário Camboriú uma coisa que eu chamava de "Monumento à Corrupção". Veja a foto abaixo:

É o seguinte: em 12 de outubro de 1983 o prefeito Haroldo Schultz promulgou a lei 0586/1983 que "DENOMINA PONTE A SER CONSTRUÍDA NESTA CIDADE, LIGANDO A ZONA SUL AO BAIRRO DA BARRA". (veja o texto completo da lei AQUI). O nome da ponte: PONTE PRESIDENTE JOÃO FIGUEIREDO.

A verba saiu, mas a ponte nunca foi construída (apenas os pilares de uma das cabeceiras). Custou a carreira política do prefeito. Bem feito!

Hoje, no mesmo lugar onde teria sido construída a famigerada Ponte Presidente Figueiredo temos uma obra de valor arquitetônico duvidoso. Veja a foto abaixo:

Trata-se de uma passarela para pedestres. Dá pra acreditar?

É isso mesmo: são duas torres ligadas por uma passarela erguida a mais de 25 metros de altura (sem rampas nem alças de acesso). Em cada torre deveria haver um restaurante. A passarela serve apenas para pedestres e ciclistas.

Esta obra começou no início de 2012, com a promessa de que ficaria pronta em 9 meses e custaria 22 milhões de reais (um preço absurdamente alto!) (veja notícia do Diário Catarinense em em 19/01/2012)

Vou resumir a história para não encher o saco do leitor com detalhes desnecessários: foram-se mais de cinco anos (quase sete vezes o prazo previsto), e custo bateu nos 50 milhões. Pessoas foram presas e responderam a processos por corrupção, desvios de verbas e outras práticas, infelizmente muito comuns por aqui. A obra esteve embargada por algum tempo e houve o temor de que nunca fosse concluída, à exemplo de sua finada antecessora.

Depois de concluída, no fim das contas, há o concenso de que a passarela poderia ser melhor do que é, mas é muito melhor do que nada.


Deixe aqui seu comentário

14/11/2018

LINHA DO TEMPO: OS MAIORES EDIFÍCIOS DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ
(Isaque De Borba Corrêa)

(Publicado em 05/01/2018)





Se você gosta de Balneário Camboriú e quer saber mais sobre a história da cidade, existe uma pessoa que você precisa conhecer: é o meu amigo Isaque De Borba Corrêa.

Ele sabe tudo sobre a cidade. É autor de vários e excelentes livros. E tem a curiosidade de um adolescente.

Hoje ele publicou um post no seu perfil do Facebook que é uma dessas coisas que não podem ser cobertos pela poeira de efemeridade das redes sociais. Por isto, com a permissão dele registro aqui o trabalho que ele fez, para que possa ser reencontrado sempre que você quiser.

Trata-se da linha de tempo das maiores construções de Balneário Camboriú. Dá uma olhada:






Clique sobre a imagem para ampliar



Obrigado, mestre. Continue trabalhando sempre e exercendo essa inteligência que Deus lhe deu.




ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Padilha, Ênio. 2018

Deixe aqui seu comentário

06/11/2018

LIVE NO INSTAGRAM, 07/11/2018

(Publicado em 06/11/2018)



Colegas arquitetos, engenheiros e administradores do Brasil inteiro. Obrigado por participarem conosco da transmissão ao vivo no Instagram, todas as terças-feiras, 18h00.
Essas conversas servem para a gente falar sobre as principais novidades do nosso trabalho, sobre a agenda de cursos e palestras e também para responder algumas perguntas de leitores





(1) PÓS-GRADUAÇÃO PARA ENGENHEIROS ELETRICISTAS



Foi aberta a inscrição para o curso de especialização em PROJETOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS, turma de Salvador. Ainda não está marcada a data para a abertura da turma, mas isso ocorrerá logo que tenha o número mínimo profissionais de matriculados.
https://inbec.com.br/cursos/pos-graduacao-lato-sensu-projetos-instalacoes-eletricas-industriais






(2) QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS ERROS COMETIDOS POR ENGENHEIROS E ARQUITETOS NA ESCOLHA DE SÓCIOS



São vários, mas os principais são os seguintes:
(1) Escolher o sócio por amizade.
(2) Não analisar as potenciais complementações.
(3) Não discutir e obter acordo sobre as crenças e valores
(4) Não compartilhar princípios essenciais

Leia o artigo: PECADOS COMETIDOS POR ENGENHEIROS E ARQUITETOS
NA ESCOLHA DE SÓCIOS







(3) ENCONTRO NACIONAL DE ESCRITÓRIOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA - EDIÇÃO DE 2019



Clique no link para ver os palestrantes confirmados, os temas das palestras e a programação completa:
www.oitonovetres.com.br/encontro








(4) NESTA QUARTA-FEIRA - PALESTRA EM GUARAPUAVA-PR



Nesta quarta-feira estarei em Guarapuava para apresentar uma palestra na Faculdade Guarapuava:

Promotor: Faculdade Guarapuava
Palestra: Diferenciais Competitivos e Vantagens Competitivas para escritórios de Arquitetura e Engenharia
Local e data: Auditório da Faculdade Guarapuava - 07/11 - 19h15


Mais informações:
www.eniopadilha.com.br



Deixe aqui seu comentário

30/10/2018

LIVE NO INSTAGRAM, 30/10/2018

(Publicado em 30/10/2018)




Fiz uma live no instagram e prometi informar os links. Aqui estão:


TÓPICO 1
Pergunta de um Leitor (desesperado)
Estou no meio do curso de Engenharia Civil e estou pensando em desistir do curso. O que é que eu faço?

Minha resposta segue o que eu já respondi a outros leitores no meu site, em 2012 e 2014. Veja os links.

http://www.eniopadilha.com.br/artigo/2716

http://www.eniopadilha.com.br/artigo/5460


TÓPICO 2
ENEAE 2019, o Encontro Nacional de Escritórios de Engenharia e Arquitetura
14, 15 e 16 de março de 2019 em Balneário Camboriú

Palestrantes confirmadíssimos
• CRISTIANO CHAUSSARD (O que é real no mundo vistual)
• RAQUEL FULEP (Empreendedorismo Associado a Escritórios de Arq. e Eng)
• RICARDO MEIRA (Como Falir o seu Escritório)
• ENIO PADILHA (O Contrato Social e sua importância para o sucesso da Sociedade Empresarial)

http:/www.oitonovetres.com.br/eneae19

TÓPICO 3
O que é e para que serve um PLANO DE NEGÓCIO ?

Tenho diversos posts no meu site sobre Plano de Negócio.

Você pode fazer uma busca interna no site, escrevendo as palavras "Plano de negócio" (entre aspas)

http://www.eniopadilha.com.br/artigo/6937

Em palavras simples podemos dizer que o Plano de Negócio é o projeto da sua empresa. Trata-se de um documento que procura descrever com a maior quantidade possível de detalhes o processo de criação, implantação e funcionamento da empresa.

• Introdução
• Discussão sobre o nome da empresa
• Determinação dos Atributos da Marca
• Custos de instalação da empresa
• Custos de manutenção da empresa
• Custos de produção
• Remuneração dos Sócios
• Descrição da características da Equipe de trabalho
• Anexo: Minuta do Contrato Social
• Anexo: Estudos Econômicos
• Anexo: Legislação pertinente


TÓPICO 4
EUROENG - Missão Empresarial na Europa
2 a 12 de novembro de 2019
• MADRID
• SALAMANCA
• PORTO
• VILA DO CONDE
• VILA NOVA DE GAIA
• SANTA MARIA DA FEIRA
• COIMBRA
• LISBOA
http://www.oitonovetres.com.br/euroeng



Deixe aqui seu comentário

23/10/2018

LIVE NO INSTAGRAM, 23/10/2019

(Publicado em 23/10/2018)



Fiz uma live aqui no instagram e falei de alguns eventos organizados e produzidos pela OitoNoveTrês Produções. Prometi informar os links. Aqui estão
. . .
ENEAE 2019 - Encontro Nacional de Escritórios de Arquitetura e Engenharia
Balneário Camboriú-SC, 14, 15 e 16/03/2019
Palestrantes
• CRISTIANO CHAUSSARD
• RAQUEL FULEP
• RICARDO MEIRA
• ENIO PADILHA
http://www.oitonovetres.com.br/eneae19
. . .
EUROENG - Missão Empresarial na Europa
2 a 12 de novembro de 2019
• MADRID
• SALAMANCA
• PORTO
• VILA DO CONDE
• VILA NOVA DE GAIA
• SANTA MARIA DA FEIRA
• COIMBRA
• LISBOA
http://www.oitonovetres.com.br/euroeng
. . .
CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PROJETOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS
IMBEC - SALVADOR
https://inbec.com.br/…/pos-graduacao-lato-sensu-projetos-in…
. . .
Nosso site: http://www.eniopadilha.com.br



Deixe aqui seu comentário

10/10/2018

WEBINAR - SEMANA DA CARREIRA - QiSat

(Publicado em 10/10/2018)



ONTEM, 09/10/2018) Tive o privilégio de fazer a palestra (ao vivo) na SEMANA DA CARREIRA da QiSat, da qual sou parceiro há quase quinze anos.





Clique no link abaixo para se inscrever e assistir a palestra completa e ainda ver também as palestras de hoje e amanhã

SEMANA DA CARREIRA - QiSat - 09, 10 E 11/OUT/2018



Deixe aqui seu comentário

01/10/2018

AMIGOS DE VERDADE SE RECOMENDAM
(por Jean Tosetto)

(Publicado em 01/10/2018)



O Professor Ênio Padilha mora em Santa Catarina mas viaja pelo Brasil inteiro ministrando cursos e palestras relacionadas com marketing e administração de escritórios de Engenharia e Arquitetura. Se você é engenheiro ou arquiteto engajado na profissão, provavelmente já ouviu falar dele ou tenha lido um artigo sem saber que era de sua autoria.





Leia o generoso artigo AMIGOS DE VERDADE SE RECOMENDAM escrito pelo arquiteto paulista Jean Tosetto





TOSETTO, Jean. 2018

Deixe aqui seu comentário


1 2 3 4 5 6 »

Desenvolvido por Área Local