Notas de "ALIRUBIT"

12/07/2019

LIBERTADORES DA AMÉRICA

(Publicado em 12/07/2019)





Não, não vou falar de futebol. O assunto aqui é a série de TV realizada com a parceria da TV Caracol da Colômbia e a Netflix: BOLÍVAR: UMA LUTA ADMIRÁVEL.

Depois de assistir os 60 episódios (50 minutos cada um) o que eu posso dizer que não é spoiler:
(1) Que Simón Bolívar nasceu na Venezuela, no final do século XVIII e que era de uma família muito rica (proprietários de terras e escravos);

(2) Que ele foi preparado, desde menino, para ocupar-se dos negócios da família e que, para isso, teve ótimos professores, tutores e que viajou para diversas partes do mundo;

(3) Que casou uma vez mas teve muitas mulheres;

(4) Que liderou, com sucesso, durante muitos anos, campanhas para libertar dos espanhóis vários países do norte da América do Sul (Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia);

(5) Que foi o primeiro presidente da Colômbia…

Não saber essas coisas é o mesmo que não saber que o Titanic afunda no final da história.

Então, vamos lá. O que mais eu posso dizer:
(a) A série é muito boa, muito bem produzida, com grandes atores de diversos países (Colômbia, Equador, Venezuela, Peru, Porto Rico, Haiti, Jamaica). Vale a pena ver.

(b) Todas as datas e fatos históricos importantes foram preservados e as lacunas foram preenchidas com pequenas histórias, dramas e romances perfeitamente bem construídos e com personagens secundários muito ricos.

(c) Existem alguns cortes (saltos) na história que talvez sejam muito naturais para quem é nativo daqueles países mas que, para o expectador comum torna a transição meio confusa. Mas nada que comprometa a narrativa ou o entendimento da história.

(d) Nicolás Maduro, presidente da Venuzuela repudiou a série antes mesmo que ela fosse iniciada. Não permitiu que as filmagens utilizassem locações no território venezuelano, o que seria natural (a série foi toda filmada na Colômbia e em alguns países da Europa). Maduro achava que a série iria macular a imagem de Bolívar, com “mentiras, deformações e lixo”;

(e) No fim, o temor de Maduro não se confirmou. A série mostra um Bolívar muito humano, com todos os seus defeitos, mas também mostra a grandiosidade de sua obra.

Portanto, minha recomendação para você é que comece a ver a série hoje mesmo. O normal seria assistir um capítulo por dia, mas já posso adiantar que haverá momentos que maratonar será inevitável.

Boa sorte.



Deixe aqui seu comentário

21/06/2019

MEIO ANO DISCUTINDO O MAIS ABSOLUTO NADA.

(Publicado em 21/06/2019)



Deixe aqui seu comentário

20/06/2019

PROGRAMA DE DOMINGO GARANTIDO

(Publicado em 20/06/2019)



Deixe aqui seu comentário

19/06/2019

EXTREMISTÃO OU MEDIOCRISTÃO?

(Publicado em 19/06/2019)



Deixe aqui seu comentário

18/06/2019

NÃO É APENAS UMA PAUTA DO FEMINISMO.

(Publicado em 18/06/2019)



Deixe aqui seu comentário

18/06/2019

CONGRESSO ESTADUAL DOS PROFISSIONAIS DO CREA-SC

(Publicado em 18/06/2019)





Com muita honra recebo do Crea-SC esta convocação para participar, como delegado no Congresso Estadual de Profissionais do Crea-SC.

A escolha foi realizada ontem à noite, no Encontro Regional Preparatório que envolveu profissionais das cidades do Litoral Norte de Santa Catarina. Foi um enorme prazer participar, reencontrar grandes amigos e poder contribuir para a construção de um sistema profissional mais unido e forte.





Deixe aqui seu comentário

17/06/2019

CLÁSSICO É CLÁSSICO

(Publicado em 17/06/2019)



Deixe aqui seu comentário

16/06/2019

OS NÚMEROS DO JOGO (COPA AMÉRICA)

(Publicado em 16/06/2019)



Deixe aqui seu comentário

15/06/2019

SOBRE A EXTINÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO PROFISSIONAL

(Publicado em 15/06/2019)



Deixe aqui seu comentário

04/06/2019

ENTREVISTA — MANOEL HENRIQUE CAMPOS BOTELHO

O engenheiro João Neto mantém um excelente Canal no YouTube sobre coisas da Engenharia.

Em fevereiro de 2019 ele realizou uma sensacional entrevista com o ícone da Engenharia Brasileira: o engenheiro Manoel Henrique Campos botelho, autor do famoso CONCRETO ARMADO, EU TE AMO

Botelho nasceu em 1942. Entrou na faculdade de Engenharia Civil da Poli/USP em 1961 e formou-se em 1965.

O autor diz, na entrevista (entre muitas outras coisas valiosas) que escreveu o livro CONCRETO ARMADO, EU TE AMO "por vingança", para provar aos seus ex-professores de Concreto Armado que é possível ensinar a disciplina de forma muito mais efetiva.

Confira:





Manoel Henrique Campos Botelho
Email: manoelbotelho@terra.com.br

Para receber o Material Exclusivo do Eng. Botelho clique AQUI

Livro Concreto Armado Eu Te Amo (Última Edição) - https://amzn.to/2U43DpF




Nosso site é atualizado todos os dias à meia noite.
Veja AQUI os conteúdos publicados hoje.

Deixe aqui seu comentário


1 2 3 4 5 6 »