Notas de "ALIRUBIT"

11/01/2019

O CAMINHO DAS PEDRAS PARA A PRODUÇÃO DE UM LIVRO

(Publicado em 11/01/2019)



Todo mundo tem um livro quase pronto (na cabeça). Alguns até já começaram a escrever. E outros já têm o texto pronto, faltando "apenas" alguns ajustes finais.

Escrever um livro fascina muita gente, e não é sem motivo. Escrever um livro é, de fato, um trabalho significativo. Não é fácil. Não é tão simples como escrever textos para um blog ou para redes sociais.





Um livro é um trabalho com algum nível de aprofundamento. Trata-se de enfrentar um assunto (ou tema) e tratar dele por 150 ou 200 páginas (sem ser abandonado pelo leitor antes da página 10). É um trabalho de muita responsabilidade. O autor não pode ser preguiçoso ou negligente. Tem de se aprofundar no assunto e entregar um conteúdo com algum grau de originalidade e relevância. Isso não é fácil. E é por isso que escrever um livro é sempre associado a obter uma vitória significativa sobre um desafio.

Melhor ainda é escrever um livro, vê-lo transformado em realidade impressa e ver uma edição inteira ser vendida. É, de fato, um prazer muito grande.

Existem diversos tipos de livros e cada tipo tem suas dificuldades próprias.
• Livros didáticos;
• Livros científicos;
• Livros acadêmicos;
• Livros de opinião;
• Livros de literatura tradicional (poesia, conto, crônica, romance, novela, etc);
• Livros jornalísticos (reportagens, documentários, etc);
• Livros biográficos;
• Livros técnicos.

Seja qual for o tipo de livro ou seu destino final, posso dizer, em rápidas palavras, que fazer um livro é um projeto dividido em 4 etapas, que são as seguintes:

ETAPA 1 - Pesquisa e Texto
• Pesquisa em fontes primárias (entrevistas originais, pesquisa de campo ou de laboratório)
• Pesquisa bibliográfica (em livros e artigos)
• Pesquisa de mídia (jornais, revistas, vídeos e fotografias)
• Pesquisa em documentos oficiais (boletins, portarias e documentos)
• Revisão técnica do texto
• Definição das ilustrações
• Redação do texto final
• Definição do texto da epígrafe do livro
• Definição do texto da dedicatória
• Definição do texto dos agradecimentos
• Definição do tamanho do livro (exemplo: 160 x 230 mm)
• Definição do tipo de capa (capa dura, papel cartão, 250g/m²)
• Definição do acabamento
• Pré-diagramação do texto final
• Definição da pessoa que fará a apresentação do autor (na orelha da capa).
• Definição da pessoa que fará a apresentação do livro (na quarta capa).
• Definição da pessoa que fará o prefácio do livro.
• Definição, se for o caso, da página de referências (bibliografia, relação de entrevistados ou instituições pesquisadas)
• Definição do texto dos elementos pós-textuais (se for o caso).

Em princípio, todas as tarefas acima são de responsabilidade do autor. Ele poderá, se quiser, delegar algumas dessas tarefas para terceiros da sua equipe de assistentes de pesquisa ou de assistentes de produção de conteúdo.

O produto final desta primeira etapa é o texto original, manuscrito, datilografado, impresso ou disponibilizado em arquivo no formato de texto editável (.docx .pages etc).

Além do texto original o autor deve entregar também as imagens (impressas ou em arquivos eletrônicos) que serão utilizadas como ilustrações do livro.



ETAPA 2 - Produção pré-impressão
• Produção executiva (gestão dos prestadores de serviços envolvidos na pré-impressão)
• Registro de ISBN e obtenção do código de barras do livro
• Criação da Capa
• Providências para obter o texto de apresentação do autor (para a orelha da capa)
• Providências para obter o texto de apresentação do livro (para a quarta capa)
• Providências para obter o texto do prefácio do livro
• Projeto Gráfico do Miolo
• Revisão Gramatical e Ortográfica (do livro e dos textos complementares)
• Tratamento das imagens (ilustrações)
• Diagramação
• Revisão editorial
• Gestão da produção com a gráfica contratada
• Revisão de provas da capa enviadas pela gráfica
• Revisão de provas do miolo enviadas pela gráfica

Essas tarefas são de responsabilidade da editora contratada (ou contratante, conforme o caso). Todas as tarefas exigem tempo e atenção aos detalhes. Não podem ser feitas "na corrida".

O produto final desta segunta etapa são os seguintes arquivos eletrônicos:
— arquivo em .PDF da capa do livro, contendo capa, lombada, quarta capa, e orelhas, com sangria e marcas de cortes e dobras;
— arquivo em .PDF da capa do livro, contendo os elementos para impressão do verniz (se for o caso) com sangria e marcas de cortes;
— arquivo em .PDF do miolo do livro, contendo todas as páginas internas do livro, com sangria e marcas de cortes;



ETAPA 3 - Impressão e Acabamento
• Fotolitos, impressão e acabamentos (gráfica)
• Embalagem e entrega no endereço do cliente

Essas tarefas são de responsabilidade da gráfica contratada. Trata-se de um processo industrial que exige um fornecedor de serviços de qualidade, com prazos e preços negociados caso a caso.

Definições importantes para obter o orçamento da gráfica
⊗ Tamanho do livro (ex: 210 x 285 mm)
⊗ Quantidade de páginas do miolo.
⊗ Tipo da capa (capa dura, papel cartão 250g/m²...)
   Se for capa dura, não tem orelhas;
   Se for papel cartão, informar as dimensões da orelha (o normal seria 90 mm);
⊗ Informar se haverá verniz localizado na capa (eu recomendo)
⊗ Tipo de papel do miolo
   Exemplo 1: "Couchê Fosco 80g/m²". Exemplo 2: "Polen Bold 90g/m²"
⊗ Cores da capa.
   Geralmente, 4x1 — significa quatro cores num lado e nenhuma impressão no verso;
⊗ Cores no miolo:
   1x1 — significa impressão em uma cor nos dois lados de cada folha do miolo;
   4x4 — significa impressão colorida nos dois lados de cada folha do miolo;
   2x2 — significa impressão em duas cores nos dois lados de cada folha do miolo;
   Existe ainda a possibilidade de o miolo ser misto - a maioria das páginas ser preto e branco (1x1) e algumas páginas (por exemplo, o caderno central) ser impresso em cores (4x4);
⊗ Acabamento do livro
   (normalmente é costurado, prensado e com corte);
⊗ Quantidade de exemplares da primeira edição.

O produto final desta terceira etapa são as caixas com os livros impressos, entregues no endereço determinado pela negociação.



ETAPA 4 - Lançamento e distribuição
• Promoção do livro na imprensa
• Promoção do livro na internet
• Divulgação do lançamento
• Organização do evento de lançamento
• Distribuição dos exemplares (livrarias físicas ou virtuais)

Essas tarefas são cruciais para o sucesso do livro e requer uma pessoa ou empresa especializada para a sua execução.

Se o livro não for promovido adequadamente, por mais interessante que seja, pode simplesmente engrossar as estatísticas de livros que não vendem mais do que 25% da primeira edição.

Geralmente o lançamento do livro exige a presença e envolvimento do autor e de seus amigos, para que o produto final obtenha a repercussão desejada na mídia, na internet e, em última análise, no mercado.







A OitoNoveTrês Editora atua no mercado editorial desde 1999 e disponibiliza aos autores a prestação dos serviços correspondentes às etapas 2 e 3.
Faça um contato, através do e-mail editora@oitonovetres.com.br ou pelo Whatsapp (47) 99204-4903.



DIVULGAÇÃO



PADILHA, Ênio. 2019

Deixe aqui seu comentário

26/11/2018

COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE BALNEÁRIO CAMBORIÚ



BALNEÁRIO CAMBORIÚ



Balneário Camboriú é um município da Região Metropolitana da Foz do Rio Itajaí, no litoral norte do estado de Santa Catarina, com 108.089 habitantes. Destaca-se como o município com maior densidade demográfica do estado, foi eleito o município com melhor qualidade de vida do litoral catarinense, sendo a segunda do estado, ficando atrás apenas de Blumenau.






DUAS CONSTRUTORAS DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ ESTÃO ENTRE AS MAIORES DO PAÍS

(Publicado em 05/07/2017)





Com seus diminutos 46 quilômetros quadrados, Balneário Camboriú tem duas construtoras entre as cem maiores do país em volume de metros quadrados ativos em 2016.

O ranking, feito pela Inteligência Empresarial da Construção (ITC), traz na lista a Embraed, em 66º lugar, e a FG em 14º — a construtora é a mais bem colocada entre as especializadas em imóveis residenciais no Sul do país.






LINHA DO TEMPO: OS MAIORES EDIFÍCIOS DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ
(Isaque De Borba Corrêa)

(Publicado em 05/01/2018)



Se você gosta de Balneário Camboriú e quer saber mais sobre a história da cidade, existe uma pessoa que você precisa conhecer: é o meu amigo Isaque De Borba Corrêa.

Ele sabe tudo sobre a cidade. É autor de vários e excelentes livros. E tem a curiosidade de um adolescente.

Hoje ele publicou um post no seu perfil do Facebook que é uma dessas coisas que não podem ser cobertos pela poeira de efemeridade das redes sociais. Por isto, com a permissão dele registro aqui o trabalho que ele fez, para que possa ser reencontrado sempre que você quiser.

Trata-se da linha de tempo das maiores construções de Balneário Camboriú. Dá uma olhada:






Clique sobre a imagem para ampliar



Obrigado, mestre. Continue trabalhando sempre e exercendo essa inteligência que Deus lhe deu.




ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Padilha, Ênio. 2018






O MAJESTOSO GARAPUVU

(Publicado em 23/10/2014)



O Garapuvu é a árvore símbolo de Florianópolis, capital de Santa Catarina. Mas está presente em praticamente todo o litoral.

Tem de 20 a 30 metros de altura, 60 a 80 centímetros de diâmetro, flores grandes, vistosas, amarelas. E floresce durante os meses de outubro, novembro e dezembro. Coisa linda! Um espetáculo para os olhos.

Esta é a minha rua (e onde fica também o nosso escritório - 893 Produções e Eventos). O morro que aparece ao fundo faz parte do loteamento e é uma reserva de Mata Atlântica. Ou seja: mata preservada, felizmente.














SOBRE A PASSARELA DA BARRA

(Publicado em 18/01/2014)



Até muito pouco tempo existia aqui em Balneário Camboriú uma coisa que eu chamava de "Monumento à Corrupção". Veja a foto abaixo:

É o seguinte: em 12 de outubro de 1983 o prefeito Haroldo Schultz promulgou a lei 0586/1983 que "DENOMINA PONTE A SER CONSTRUÍDA NESTA CIDADE, LIGANDO A ZONA SUL AO BAIRRO DA BARRA". (veja o texto completo da lei AQUI). O nome da ponte: PONTE PRESIDENTE JOÃO FIGUEIREDO.

A verba saiu, mas a ponte nunca foi construída (apenas os pilares de uma das cabeceiras). Custou a carreira política do prefeito. Bem feito!

Hoje, no mesmo lugar onde teria sido construída a famigerada Ponte Presidente Figueiredo temos uma obra de valor arquitetônico duvidoso. Veja a foto abaixo:

Trata-se de uma passarela para pedestres. Dá pra acreditar?

É isso mesmo: são duas torres ligadas por uma passarela erguida a mais de 25 metros de altura (sem rampas nem alças de acesso). Em cada torre deveria haver um restaurante. A passarela serve apenas para pedestres e ciclistas.

Esta obra começou no início de 2012, com a promessa de que ficaria pronta em 9 meses e custaria 22 milhões de reais (um preço absurdamente alto!) (veja notícia do Diário Catarinense em em 19/01/2012)

Vou resumir a história para não encher o saco do leitor com detalhes desnecessários: foram-se mais de cinco anos (quase sete vezes o prazo previsto), e custo bateu nos 50 milhões. Pessoas foram presas e responderam a processos por corrupção, desvios de verbas e outras práticas, infelizmente muito comuns por aqui. A obra esteve embargada por algum tempo e houve o temor de que nunca fosse concluída, à exemplo de sua finada antecessora.

Depois de concluída, no fim das contas, há o concenso de que a passarela poderia ser melhor do que é, mas é muito melhor do que nada.


Deixe aqui seu comentário

06/11/2018

LIVE NO INSTAGRAM, 07/11/2018

(Publicado em 06/11/2018)



Colegas arquitetos, engenheiros e administradores do Brasil inteiro. Obrigado por participarem conosco da transmissão ao vivo no Instagram, todas as terças-feiras, 18h00.
Essas conversas servem para a gente falar sobre as principais novidades do nosso trabalho, sobre a agenda de cursos e palestras e também para responder algumas perguntas de leitores





(1) PÓS-GRADUAÇÃO PARA ENGENHEIROS ELETRICISTAS



Foi aberta a inscrição para o curso de especialização em PROJETOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS, turma de Salvador. Ainda não está marcada a data para a abertura da turma, mas isso ocorrerá logo que tenha o número mínimo profissionais de matriculados.
https://inbec.com.br/cursos/pos-graduacao-lato-sensu-projetos-instalacoes-eletricas-industriais






(2) QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS ERROS COMETIDOS POR ENGENHEIROS E ARQUITETOS NA ESCOLHA DE SÓCIOS



São vários, mas os principais são os seguintes:
(1) Escolher o sócio por amizade.
(2) Não analisar as potenciais complementações.
(3) Não discutir e obter acordo sobre as crenças e valores
(4) Não compartilhar princípios essenciais

Leia o artigo: PECADOS COMETIDOS POR ENGENHEIROS E ARQUITETOS
NA ESCOLHA DE SÓCIOS







(3) ENCONTRO NACIONAL DE ESCRITÓRIOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA - EDIÇÃO DE 2019



Clique no link para ver os palestrantes confirmados, os temas das palestras e a programação completa:
www.oitonovetres.com.br/encontro








(4) NESTA QUARTA-FEIRA - PALESTRA EM GUARAPUAVA-PR



Nesta quarta-feira estarei em Guarapuava para apresentar uma palestra na Faculdade Guarapuava:

Promotor: Faculdade Guarapuava
Palestra: Diferenciais Competitivos e Vantagens Competitivas para escritórios de Arquitetura e Engenharia
Local e data: Auditório da Faculdade Guarapuava - 07/11 - 19h15


Mais informações:
www.eniopadilha.com.br



Deixe aqui seu comentário

30/10/2018

LIVE NO INSTAGRAM, 30/10/2018

(Publicado em 30/10/2018)




Fiz uma live no instagram e prometi informar os links. Aqui estão:


TÓPICO 1
Pergunta de um Leitor (desesperado)
Estou no meio do curso de Engenharia Civil e estou pensando em desistir do curso. O que é que eu faço?

Minha resposta segue o que eu já respondi a outros leitores no meu site, em 2012 e 2014. Veja os links.

http://www.eniopadilha.com.br/artigo/2716

http://www.eniopadilha.com.br/artigo/5460


TÓPICO 2
ENEAE 2019, o Encontro Nacional de Escritórios de Engenharia e Arquitetura
14, 15 e 16 de março de 2019 em Balneário Camboriú

Palestrantes confirmadíssimos
• CRISTIANO CHAUSSARD (O que é real no mundo vistual)
• RAQUEL FULEP (Empreendedorismo Associado a Escritórios de Arq. e Eng)
• RICARDO MEIRA (Como Falir o seu Escritório)
• ENIO PADILHA (O Contrato Social e sua importância para o sucesso da Sociedade Empresarial)

http:/www.oitonovetres.com.br/eneae19

TÓPICO 3
O que é e para que serve um PLANO DE NEGÓCIO ?

Tenho diversos posts no meu site sobre Plano de Negócio.

Você pode fazer uma busca interna no site, escrevendo as palavras "Plano de negócio" (entre aspas)

http://www.eniopadilha.com.br/artigo/6937

Em palavras simples podemos dizer que o Plano de Negócio é o projeto da sua empresa. Trata-se de um documento que procura descrever com a maior quantidade possível de detalhes o processo de criação, implantação e funcionamento da empresa.

• Introdução
• Discussão sobre o nome da empresa
• Determinação dos Atributos da Marca
• Custos de instalação da empresa
• Custos de manutenção da empresa
• Custos de produção
• Remuneração dos Sócios
• Descrição da características da Equipe de trabalho
• Anexo: Minuta do Contrato Social
• Anexo: Estudos Econômicos
• Anexo: Legislação pertinente


TÓPICO 4
EUROENG - Missão Empresarial na Europa
2 a 12 de novembro de 2019
• MADRID
• SALAMANCA
• PORTO
• VILA DO CONDE
• VILA NOVA DE GAIA
• SANTA MARIA DA FEIRA
• COIMBRA
• LISBOA
http://www.oitonovetres.com.br/euroeng



Deixe aqui seu comentário

23/10/2018

LIVE NO INSTAGRAM, 23/10/2019

(Publicado em 23/10/2018)



Fiz uma live aqui no instagram e falei de alguns eventos organizados e produzidos pela OitoNoveTrês Produções. Prometi informar os links. Aqui estão
. . .
ENEAE 2019 - Encontro Nacional de Escritórios de Arquitetura e Engenharia
Balneário Camboriú-SC, 14, 15 e 16/03/2019
Palestrantes
• CRISTIANO CHAUSSARD
• RAQUEL FULEP
• RICARDO MEIRA
• ENIO PADILHA
http://www.oitonovetres.com.br/eneae19
. . .
EUROENG - Missão Empresarial na Europa
2 a 12 de novembro de 2019
• MADRID
• SALAMANCA
• PORTO
• VILA DO CONDE
• VILA NOVA DE GAIA
• SANTA MARIA DA FEIRA
• COIMBRA
• LISBOA
http://www.oitonovetres.com.br/euroeng
. . .
CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PROJETOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS
IMBEC - SALVADOR
https://inbec.com.br/…/pos-graduacao-lato-sensu-projetos-in…
. . .
Nosso site: http://www.eniopadilha.com.br



Deixe aqui seu comentário

10/10/2018

WEBINAR - SEMANA DA CARREIRA - QiSat

(Publicado em 10/10/2018)



ONTEM, 09/10/2018) Tive o privilégio de fazer a palestra (ao vivo) na SEMANA DA CARREIRA da QiSat, da qual sou parceiro há quase quinze anos.





Clique no link abaixo para se inscrever e assistir a palestra completa e ainda ver também as palestras de hoje e amanhã

SEMANA DA CARREIRA - QiSat - 09, 10 E 11/OUT/2018



Deixe aqui seu comentário

01/10/2018

AMIGOS DE VERDADE SE RECOMENDAM
(por Jean Tosetto)

(Publicado em 01/10/2018)



O Professor Ênio Padilha mora em Santa Catarina mas viaja pelo Brasil inteiro ministrando cursos e palestras relacionadas com marketing e administração de escritórios de Engenharia e Arquitetura. Se você é engenheiro ou arquiteto engajado na profissão, provavelmente já ouviu falar dele ou tenha lido um artigo sem saber que era de sua autoria.





Leia o generoso artigo AMIGOS DE VERDADE SE RECOMENDAM escrito pelo arquiteto paulista Jean Tosetto





TOSETTO, Jean. 2018

Deixe aqui seu comentário

24/09/2018

O FACEBOOK E A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFISSIONAIS

Publicado originalmente na Revista Eletrônica do Crea-SC, em 11/03/2015)
(Publicado neste site em 30/04/2015



Eu sou um internauta de primeira hora. Em 1994 já utilizava o "Boletim Eletrônico" da FURB, recurso pré internet que eu compartilhava, por curiosidade tecnológica, com meu amigo Paulo Grunwald, de Rio do Sul. Quando a Internet finalmente chegou a minha cidade (Jaraguá do Sul-SC) em 1996, eu entrei na primeira semana. Meu escritório abriu uma "home page" imediatamente e tornou-se a primeira empresa de Engenharia de Santa Catarina a ter um endereço na web.





Desde então, tenho acompanhado o desfile interminável de inovações e modismos da internet. Algumas coisas são passageiras. Outras duradouras. Nenhuma é definitiva. Vi passar o AltaVista, o Cadê, IRQ, MSN, Orkut e muitas outras coisas. Vi chegar o Google (e, com ele o Gmail) e, finalmente, o Facebook. Aliás, eu entrei no Facebook em 2005 (devo ser da primeira turma, no Brasil).

Muita gente, infelizmente, tem alguma dificuldade para identificar claramente quais são as limitações e delimitações da internet. Gente que prepara apresentações no Power Point e quando você pergunta "onde foi que você encontrou aquela imagem? Ou diagrama? ou gráfico?" A pessoa diz "encontrei no Google!"

Não, ela não encontrou as coisas "no Google". O Google ajuda a pessoa a encontrar coisas que estão nos sites, blogs, portais etc. Essas é que são as verdadeiras fontes. As informações não estão "no Google". O buscador não produz conteúdo.

Coisa semelhante se dá com o Facebook. Nesse caso a coisa parece ser mais grave. Muita gente parece acreditar que TUDO está no Facebook. Que estar no Facebook é suficiente para ter acesso a tudo o que importa e tudo o que vale a pena.

Claro que esta percepção está equivocada. O Facebook dá acesso ao senso comum. Às opiniões e convicções dos seus amigos que estão conectados na sua rede. Essas pessoas, por sua vez, publicam as coisas que consideram interessantes, de forma totalmente livre, sem correção, sem revisão e sem preocupações com rigor científico. Ler as coisas publicadas no Facebook equivale a bater papo num bar. Basear o seu conhecimento no Facebook seria equivalente, na década de 1980, a ostentar conhecimento obtido apenas lendo jornais.

A formação continuada dos profissionais de Engenharia requer esforço e disciplina intelectual que está alguns degraus acima do Facebook. Nossos clientes têm acesso às mesmas fontes que nós temos nas redes sociais. Quem quiser saber o suficiente para não ser superado, em discussões com clientes, fornecedores e subordinados, precisa ter outras fontes de conhecimento. Essas fontes continuam sendo as mesmas das décadas passadas: os livros e os artigos técnicos (geralmente publicados em revistas técnicas especializadas). Essas informações podem estar disponíveis na internet. Mas o caminho para ter acesso a elas, definitivamente, não é o Facebook.

Resumindo: divirta-se nas Redes Sociais. Mas não confie nelas para incrementar sua Formação Continuada







DIVULGAÇÃO




Padilha, Ênio. 2015 ---Internet ---Carreira

Deixe AQUI seu comentário:

05/09/2018

MEU IRMÃO, CARLOS ALBERTO PADILHA

Nesta semana foi ao ar a entrevista que o meu irmão, Carlos Alberto, deu ao Neri Conte, que comanda um programa na TV local da nossa cidade natal, Rio do Sul.
Na entrevista ele faz revelações emocionadas sobre a sua trajetória e discorre sobre o seu trabalho como advogado no Alto Vale do Itajaí.

Conheçam o filho mais inteligente do Seu Ênio e da Dona Matilde:



PARTE 1



PARTE 2



PARTE3

Deixe aqui seu comentário

17/08/2018

UM ARTIGO COM RECORD DE POPULARIDADE

(Publicado em 17/08/2018)



QUANDO ESTE SITE ENTROU NO AR, em 1996, a gente olhava todos os dias para o contador de visitantes. Passaram-se exatamente 6 meses (SEIS MESES!) para que o numerozinho marcasse o tão esperado 1000. Foi uma festa!

Foram mais quatro anos até que, no ano 2000 conseguimos a façanha de termos 1000 visitantes por mês. E, nos últimos meses, a média de visitantes do site fica em torno de 15 a 20 mil leitores/mês.

Pois bem: na quarta-feira de manhã eu publiquei um artigo no site UMA PONTE NÃO CAI POR UMA ÚNICA CAUSA sobre a questão da Responsabilidade Objetiva dos engenheiros (tendo como pano de fundo a tragédia da Ponte Morandi, em Gênova, na Itália.

Em menos de 48 horas este artigo já teve mais de 4000 leitores. (QUATRO MIL!). No Facebook, até agora, o post já teve mais de 60 compartilhamentos. Sim, este é o artigo com o recorde de "popularidade nas primeiras 48 horas". E eu fico muito feliz. Agradeço aos leitores e aos amigos que tiveram a generosidade de compartilhar o link e com isto tornar o texto disponível para mais pessoas.

Para ter uma ideia do que este número significa, basta dizer o seguinte: eu escrevi três artigos nesta semana. O primeiro, na segunda-feira (INOVAÇÃO DISRUPTIVA É O NOSSO TREM BALA) teve até agora 154 leitores; o segundo, ontem (COBRAR IMPOSTOS SOBRE DIVIDENDOS NÃO É APENAS ILEGAL. É IMORAL) teve 176.

E segue o baile.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br


« 1 2 3 4 5 6 7 »

Desenvolvido por Área Local