O MARKETING NA REDE

(Este artigo foi publicado em 30/01/2014 e foi extraído do capítulo 16 do livro MARKETING PARA ENGENHARIA E ARQUITETURA)



[IMG2;avatar_eniopadilha_90x110px_2001.jpg;E]No Brasil a internet existe desde o início dos anos 1990 e hoje ocupa um espaço considerável dos recursos de comunicação e produtividade para muitos profissionais e empresas. Mas Nem sempre foi assim. Veja esse breve histórico dos primeiros tempos:



1989: Delegação do Código de País de Domínio de topo .br ao Brasil;



1995: Criação do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br); É criado o Site do Jornal do Brasil



1996: Gilberto Gil lança uma música pela internet; são lançados os primeiros sites de empresas; sites das bandas Biquini Cavadão e Barão Vermelho são os primeiros de música a entrar no ar; o portal UOL entra no ar; Em outubro de 1996 entrou no ar o site www.eniopadilha.com.br (inicialmente o endereço eletrônico era http://www.netuno.com.br/~trifase - o dominio eniopadilha.com.br foi obtido em 1999);



1997: Pela primeira vez o imposto de renda pode ser entregue pela internet; o site do jogador Ronaldo Fenômeno é publicado;



1998: Um brasileiro (Sérgio Cabral, um ex-guitarrista que tocava com a banda Paralamas do Sucesso) inventa o acesso a internet por ondas de rádio; o site do jogador Romário entra no ar; o Brasil já possui mais de 1,8 milhões de usuários; um provedor de São Paulo lança o Zipmail, serviço de e-mail gratuito; o Tribunal Superior Eleitoral divulga em tempo real o resultados das eleições;



1999: A UOL lança um software de conversação instantânea;



2000: A internet 2 de alto desempenho em desenvolvimento pelo governo; Globo.com e iG entram no ar.



Uma coisa já ficou muito clara: marketing via internet não é, definitivamente, um negócio apenas para gente grande.

O acesso à rede está generalizado e a Internet já se consagrou como um dos meios de comunicação mais importantes, ao lado da TV, do Rádio e dos Jornais. A tendência é que este campo se abra cada vez mais.

Então, mãos à obra. Se você ainda não tem uma boa posição na rede, procure se informar e não perca tempo.

Se você já está na rede mas ainda não sabe como utilizá-la para o marketing dos seus serviços, não fique pensando que isso exige pagar fortunas para especialistas em desenvolver páginas maravilhosas, com efeitos especiais espetaculares e outras pirotecnias. Existem boas páginas na web que têm custo bem baixo e atendem perfeitamente as necessidades de marketing do produto divulgado.

Mas, atenção. Ao definir a construção da sua página você deve levar em consideração o seguinte:



• Não minta na internet. É feio mentir. Não diga, por exemplo, que a sua empresa tem 12 funcionários, se na verdade ela só tem dois ou três. Não ofereça serviços que você não esteja realmente preparado para oferecer;



• Ao disponibilizar as informações da sua empresa na rede, você está abrindo uma janela para o MUNDO INTEIRO. Isto mesmo: o mundo inteiro! A sua empresa fica em Santo Antô-nio da Patrulha, no interior do Rio Grande do Sul, mas, no dia seguinte, um empresário em Helsingborg, na Suécia, pode en-contrar a sua página e se interessar pelo serviço. Esteja preparado para administrar isto. Ou então, informe, na sua página, a região geográfica de atuação da sua empresa;



• Faça uma página do tamanho da sua empresa. Não tente im-pressionar. Se você conhece a internet já sabe que impressionar via internet não é tão fácil assim pra quem não tem um milhão de dólares. Se algum cliente potencial chegar à sua página, o que ele realmente espera encontrar é uma página simples, objetiva, clara e que diga a ele o que você faz, qual é o seu endereço, telefone ou simplesmente o seu e-mail;



• Informe o endereço de seu site e do seu e-mail em todas as suas peças de promoção: cartão de visitas, folders, cartazes, pastas, portfólios e propagandas em geral;



• Antes de fazer o seu site procure se familiarizar com a lin-guagem da internet. Visite outros sites de fornecedores do mesmo serviço que o seu ou de serviços semelhantes. Veja como eles se posicionam. Na internet, assim como em qualquer outro “ambiente”, existem regras de “bons modos”. Quebrar essas regras pode não ser um bom negócio.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br




Este artigo é baseado no capítulo 7 do livro MARKETING PARA ENGENHARIA E ARQUITETURA. 8ª ed. Balneário Camboriú: 893 Editora, 2012. pág. 170 - 172




---Artigo2014

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4451987

7