ALEXANDRE GARCIA E OS BURROS

(Publicado em 28/07/2020)



Quando a gente pensa que já está no fundo do poço, vem o Alexandre Garcia e nos mostra a tampa do alçapão.
Ontem, na sua estreia na CNN Brasil, ele se saiu com afirmação de que "Bolsonaro é a comprovação científica de que hidroxicloroquina dá certo”.

Eu me recuso a acreditar que Alexandre Garcia seja um burro. Mas a outra alternativa é a de que ele pensa que os telespectadores o são.





Em março, depois de umas três semanas lendo e ouvindo especialistas e cientistas, tomei uma decisão (que mantenho até agora): só vou retomar as minhas atividades de viagens para cursos, palestras e congressos quando houver uma vacina disponível ou quando for descoberto algum remédio realmente eficiente para a Covid-19. Afinal, se acontecer de eu pegar o vírus e manifestar a forma mais grave da doença, é importante que exista um tratamento eficaz que me livre de ser entubado numa UTI ou coisa pior.

Portanto, se eu tivesse acreditado na falácia da Hidroxicloroquina já me sentiria confortável e seguro para ir pra rua, de peito aberto (sem máscara, evidentemente), pois, afinal, quem tem medo de uma doença sem maiores consequências e que tem um remédio já conhecido?

Esse é o efeito que o nosso presidente conseguiu em mais de 40% da população do Brasil. Fez com que muita gente acredite que já existe uma cura para a doença e, portanto, só morre quem for teimoso e não quiser usar o santo remédio.

Acontece que segundo os cientistas... Sim, eu acredito neles. Minha vida inteira acreditei na ciência. Por que mudaria isso agora? Então... segundo os cientistas, a hidroxicloroquina tem o mesmo efeito que teria o chá de boldo (com o detalhe que, até onde eu sei, chá de boldo não tem efeitos colaterais).

95% das pessoas que são infectadas pelo coronavírus ficam curadas. E a maioria desses 95% ficariam bons tomando Cibalena, Sonrisal, Engov, água com açúcar ou... Hidroxicloroquina. A ciência (o método científico) já demonstrou isso. A maioria das pessoas não sabe o que é o tal do método científico, mas eu tenho certeza de que o Alexandre Garcia sabe. Ele é muito inteligente e experiente. Impossível nunca ter sido apresentado a uma coisa que existe desde os egípcios e que foi claramente formatado há 400 anos, com Rene Descartes.

Alexandre Garcia sabe que o que ele disse é tão sem sentido que não tem defesa. Mas ele não liga. Ele assumiu com prazer o papel que nos tempos do PT cabia ao finado Paulo Henrique Amorim: dizer barbaridades e reverberar o discurso dos donos do poder.

Ele não é burro. Burro são os outros.





PADILHA, Ênio. 2020




Leia também: NEGACIONISTAS NÃO SÃO BURROS (Engana-se quem pensa que NEGACIONISTAS NÃO SÃO INTELIGENTES. Na verdade, tenho a impressão (não é um dado científico, portanto) que a maioria dos negacionistas (especialmente os formuladores, aqueles que desenvolvem as teorias e constroem os argumentos) são pessoas mais inteligentes do que a média dos que os cercam. E esse é o problema.)



Leia também: UM PAÍS CHAMADO NEGACIONISTÃO (texto que fala desse país, imaginário, com 60 milhões de habitantes, em que a população, entre outras coisas, não acredita na ciência.)



DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4460869

277