AINDA HÁ TEMPO PARA SER ENGENHEIRO?

;

(Publicado em 18/02/2011)

Boa tarde, Enio

Vi um dos seu artigos na Internet e gostei muito. Tenho uma duvida cruel: sou funcionário efetivo da prefeitura e também já sou formado em Licenciatura em Matemática. Tenho 34 anos queria ingressar na faculdade de Engenharia Civil, mas tenho receios de ser \"velho para o mercado\" e também largar minha \'\'Estabilidade\"... ilusória ganhando mal...

Penso em ingressar nesta área mas tenho esse receio... tem campo? será que sou velho? faço certo largar meu serviço efetivo? Aguardo sua sugestão.

Marcelo Coelho de Amorim - São Paulo-SP
(Nesta seção, o nome e a cidade são trocados sempre que solicitado pelo leitor)


RESPOSTA

Marcelo.
Vários colegas, estudantes de Arquitetura ou de Engenharia, já me fizeram esta mesma pergunta. A minha resposta é sempre a mesma:

1) O mercado de trabalho está cada vez menos restritivo a pessoas de mais idade, especialmente quando a atividade envolve conhecimentos técnicos.
Portanto, siga em frente que as chances são muito boas.

2) Se você estivesse com 40 ou 50 anos a minha resposta seria a mesma: não existe essa história de \"muito tarde\". A profissão de engenheiro não exige juventude para ser exercida. Não precisa de força fisica ou resistência aeróbica. Precisa de energia mental, inteligência, criatividade e muita, muita vontade. Iniciar uma carreira de engenheiro aos 40 ou 50 anos não será problema nenhum, acredite.
Estarei aqui na torcida. E na certeza de que a sua vida terá uma mudança muito grande.
E para muito melhor!

Abraço!



Leia as minhas respostas aos comentários abaixo e também o artigo VELHO DEMAIS PARA CURSAR ENGENHARIA OU ARQUITETURA? com mais detalhes sobre este tema.

Comentário #1 — 27/03/2011 09:35

sinesio — auxilio engenheiro emobras de estrada — sao jose dos campos sp

ola bomdia dr. estou lhe pedindo 1 orientaçao sei que pode ser estranho mas trabalho com eng.civil e arquiteto por isto estudo eng. hoje estou no 7 semestre percebi que o que se ensina na faculdade nao tem nada a ver com a pratica meu setor e rodovias e pontes em geral o porque as vezes fazer faculdade e pelo diplomado para abrir as portas e melhores salarios e ser responsavel pelo serviço executado; o dr. me recomenda qual apostila para ter noçoes completas de rodovias e estruturas grato

Réplica de Ênio Padilha

Olá Sinésio
Permita-me discordar um tantinho das suas considerações.

Não penso que "o que se ensina na faculdade não tem nada a ver com a prática" seja no setor que for.

O que ocorre, no campo, é que se supervaloriza a prática, desconsiderando o valor e a importância de uma boa teoria. Tem muito "fazedor" que nunca pensa o suficiente sobre o que vai fazer. Aí o que acontece é que esse "fazedor" resolve o problema imediato. Tapa um buraco aqui, apaga um foco de incêndio ali, cerca um frango acolá... mas nunca constroi um galinheiro decente, nem elimina as causas do incêndio nem faz uma barragem que não venha a ter furos.

O brasileiro supervaloriza o fazedor. O sujeito que "põe a mão na massa".
Um engenheiro, de verdade, aprende a PENSAR. E pensar direito consome tempo. Tempo que os fazedores não querem perder.

Quem faz uma faculdade de engenharia só por causa do diploma não merece o diploma que recebe. Nunca será, verdadeiramente, um bom engenheiro.

Engenharia não se aprende em manuais mastigadinhos e apostilas simples. O nome disso é Ensino Médio. As intermináveis aulas de Cálculo Diferencial e Integral, Algebra Linear, Geometria Analítica, Física, Quimica e outras disciplinas básicas da Engenharia têm por finalidade dar ao profissional a capacidade de abordar um problema com abrangência científica e lógica matemática. Equacionar primeiro. Resolver depois. Propor soluções elaboradas e não simplesmente repetir uma receita de apostila.

Infelizmente, muitas faculdades de Engenharia, no Brasil, estão empenhadas em formar engenheiros que já saiam da faculdade sabendo o que precisam saber para serem úteis ao patrão imediato. As boas faculdades, felizmente, estão empenhadas em formar engenheiros que saibam pensar e que saibam aprender. Profissionais que não são tão bons imediatamente depois de formados, mas que, depois de 10, 20 anos, já terão deixado pra trás o universo de profissionais commodities que aceitam essa falsa noção de que engenheiro bom é aquele que põe a mão na massa e sai fazendo a coisa (mesmo que não seja a coisa certa a fazer)

Abraço

Comentário #2 — 04/04/2011 22:51

cleusa — estudante de eng. civil — saopaulo

o doutor Sinesio passou algo importante que nos não analisamos a respeito o que nos diz sobre comentarios de Sinesio
Tenho admirações pelas tuas publicidades e em geral

Réplica de Ênio Padilha

Prontinho, Cleusa.
Tá respondido (acima) o comentário do colega Sinésio.

Abraço e volte sempre!

Comentário #3 — 01/08/2011 19:21

José Ricardo Pérez — Engenheiro Calculista Mecânico — São Paulo

Senhor Marcelo,Boa Noite

Ser Matemático é um bom passo para se tornar Engenheiro,mas não é tudo,deve-se mudar o modo de enchergar os problemas,e isto só será consolidado cursando a Engenharia.
O Senhor afirma que é velho,estou na ativa desde 1978 como Engenheiro Mecânico,e este ano estou terminando o outro curso de engenharia no caso "Mecatrônica" .
Estou com 61 anos e não me sinto nada velho.
Força na sua empreitada.
Abraços
Eng°RicardoPerez

Comentário #4 — 03/08/2011 17:15

Erika — tecnica em mecanica industrial — sabara

gostaria que vcs esclarecessem minha duvida o mais rapido possivel nao sei se faço arquitetura ou engenharia nao gosto de contas gosto de desenhar mas sonho em ser uma engenheira me ajudem por favor

Réplica de Ênio Padilha

Érica
embora muita gente não se dê conta, Engenharia e Arquitetura são duas profissões COMPLETAMENTE DIFERENTES.
Têm fundamentos diferentes;
O curso é muito diferente;
O exercício profissional é muito diferente;
O tipo de responsabilidade é diferente.

Se você "não gosta de contas" então Engenharia parece ser o pior caminho, pois as ciências naturais (Física, Matemática e Química) e mais o Raciocínio Lógico e Abstrato são fundamentos da Engenharia. Portanto, escolher Engenharia significa conviver com números prá sempre!

Por outro lado, você diz que gosta de Desenho (que é um dos fundamentos da Arquitetura)

Recomendo que você converse com Arquitetos e Engenheiros e tente se informar sobre os "ossos do ofício". A parte difícil do exercício profissional.
Aí você poderá decidir com mais segurança.

Comentário #5 — 05/08/2011 16:19

vanessa — estudante — belo horizonte

tenho algumas duvidas em relaçao as duas profissoes. primeiro engenharia civil é muito dificil os cauculos sao muitos dificeis ha possibilidade de a pessoa nao aprender nada no curso?outra duvida na arquitetura o curso é dificil e depois de formado so se da bem quem tem muitos clientes preciso saber o mais rapido possivel grato

Comentário #6 — 08/06/2012 20:43

Igor — Analista de Sistemas — Salvador

Trabalhei na área de produção apenas por quase 2 anos, como cadastrador de materiais, almoxarife e assistente de suprimentos. Fiz um curso tecnico na area de TI e hoje tenho como experiencia de 6 anos. Trabalhado em duas áreas diferentes hoje consigo balancear e saber que realmente "a minha" é a área de Produção - Industrial. A pergunta é:

Tenho 31 anos e to na duvida se começo a fazer um curso tecnico de 2 anos no Senai ou opto pelo bacharelado de Engenharia? (mecanica). Ou seja, qualquer um dos cursos estarei bem próximo aos 40 anos. Agradeço antecipadamente pela atenção.

Comentário #7 — 21/07/2012 17:25

Aléx Madureira — padeiro — Sengés PR

Boa tarde, Enio.
Sou padeiro dono de minha propria padaria,
Sou casado, tenho duas filhas,
Trabalho muito duro para ganhar rasoavelmente,
Sempre tive o sonho de fazer o curso de engenharia civil,
nunca tive uma oportunidade e nem condição.
Hoje já estou com 34 anos, se fizer um enorme esforço
consigo pagar a faculdade, mas a questao é, sera que nao
estou muito velho para começar da estaca zero e tentar dar
uma virada.
Por favor me ajude e seja sincero.
Aguardo ancioso o seu conselho.

Comentário #8 — 14/01/2013 14:46

Diego Rodrigues — Consultor de Negócios — São Paulo

Boa tarde! Muito bom o site e as matérias!

Vou contar minha história e prometo que vou tentar reduzir ao máximo, mas quando começo a escrever me empolgo..rs

Trabalho em um grupo varejista multinacional há quase 15 anos. 11 anos como funcionário, fiquei alguns meses em outra empresa e atuo agora em projetos como consultor. Sempre nas áreas de ADM e TI.

Comecei aqui com 14 anos de idade, e desde que entendo alguma coisa, sempre quis fazer a faculdade de Ciencias da Computação. POrém, nunca tive condições financeiras para tal curso, e já estava me achando bastante atrasado e que deveria começar a estudar algo, mesmo que não fosse o que eu queria.

Comecei a estudar ADM, pois era o curso mais barato na época, e o único que com muito sacrifício eu conseguia pagar. Quando estava passando do segundo para o terceiro ano, fui promovido, e poderia pagar Ciencias da Computação. Porém, estava gostando de ADM, e como já tinha estudado 2 anos, resolvi terminar. Neste tempo de formação fui promovido várias vezes na empresa que trabalho e por fim fui convidado por outra empresa e aceitei a proposta.
Assim que me formei, a empresa anterior me chamou para um projeto onde mudaria todo o sistema de ERP da empresa em todas as lojas do Brasil. A proposta foi tentadora, pelo salário e pela possibilidade de viajar todo o Brasil, e aceitei. Só que com isso, fiquei impossibilitado de estudar. Após este projeto, veio outro, e mais outro, e por fim este que estou agora. Mas este eu não viajo mais, e gostaria de voltar a estudar.

Acho minha formação muito genérica, mas tenho experiência em diversas áreas, principalmente ligadas a ADM e TI.

Porém, agora penso em mudar de carreira, e cogitei a possibilidade de fazer Engenharia. Penso na Mecânica ou da Computação. Penso nesta formação para trabalhar com gerenciamento de projetos ou algo do gênero, pois tenho experiência com isso.

Só que ai vai o grande problema! tenho 30 anos! me formaria com 35.

Não estou plenamente satisfeito com meu trabalho, pois acho “fácil”, penso que poderia ter um desafio maior, e estou cansado da mesma empresa que entre ida e volta são 15 anos.

Tenho dois “medos”: o primeiro é que hoje tenho um bom salário, e começar uma mudança dessas, penso que pode ocorrer de cair muito o meu salário. posso até ter uma queda, mas não drásticamente.

o segundo medo: Ficar do jeito que estou, fazendo uma pós ou outra coisa parecida e passar o resto da vida no ramo do comercio varejista na mesma empresa para não perder o salário que tenho hj.

Minha principal dúvida é: Será que a experiência em projetos e ADM/TI que tenho pode me ajudar nessa mudança, pois serei um engenheiro recém-formado mas com uma boa bagagem?

Ou é me arriscar muito para depois disputar com jovens que aceitam salários menores?

Se você me perguntar o que gosto de fazer, te respondo: gosto de tudo! de vendas, pessoas, sistemas, calculos, etc.

Mas meus principais objetivos é me consolidar em uma área específica, para ter tranquilidade financeira.

Busco mudar pois gosto de novos desafios.

Agradeço desde já a atenção e desculpe pelo livro!

Comentário #9 — 24/01/2013 22:32

CARLOS ALBERTO DA SILVA RODRIGUES — militar da reserva — BH

Boa noite! tenho acompanhado as diversas perguntas enviadas bem como as sábias respostas publicadas.Gostaria que desse uma orientação, sou oficial da PMMG, e estou no quadro da reserva, durante todo meu tempo de serviço trabalhei na area operacional,sempre fui e sou muito ativo,meu sonho é de cursar um ensino superior.Agora tenho condições de custear uma faculdade,mas receio que pelo fato de estar com 53 anos e de ter concluido meu ensino médio através do telecurso 2000, não tenha condições de acompanhar o conteúdo as aulas de fisica,quimica,e outras que são próprias do curso de ENGENHARIA CIVIL. tenho muita força de vontade e disposição para estudar,será que consigo e/ou ainda vale apena? Aguardo resposta. Parabéns pela qualidade de seu trabalho.

Comentário #10 — 25/01/2013 13:39

Carlos Matos — Projetista — São Paulo

Boa tarde Enio,

Sou estudante de Engenharia Mecânica, estou no quinto semestre e me formo em 2015, minha profissoão é Projetista Mecânico e atuo na área ha 20 anos, será que o mercado será preconceituoso comigo, pois me formarei com 55 anos.
Desde já agradeço e parabenizo pelo trabalho.

Comentário #11 — 07/02/2013 18:29

henrique — Engenheiro civil — porto

Boa tarde Alex

Sou do Porto em Portugal, e como deve saber a realidade de Portugal e do Brasil é diferente.
Em Portugal existem muitas padarias e ainda lugar para muitas mais, o que falta aqui é a qualidade dos produtos que a maioria não tem. Quanto á engenharia civil em Portugal está de rastos, tanto que neste momento estou desenpregado, bem sei que por essses lados a realidade é bem diferente visto que muitos dos meus colegas engenheiros civis estão a ir para o Brasil trabalhar porque as oportunidades são muito boas, é o que se diz por cá.
Sempre tive uma certa paixão pela panificação/pastelaria e neste momento ao ler o seu comentário penso para comigo mesmo ''quem me dera ter uma padaria'', mas neste momento tenho 44 anos e não tenho experiência nenhuma no ramo, nunca fiz pão na vida. Mas a vontade de fazer alguma coisa diferente na vida motiva-me e até já me inscrevi num curso de panificação. Será que não sou velho demais para aprender uma nova profissão? Espero que não, porque realmente neste momento tenho que dar um rumo diferente á minha existência. A minha ideia é ter uma mini padaria com alguma pastelaria, portanto um negócio próprio, já que na minha idade e sem experiência ninguem me vai contratar em Portugal.
Quanto aos seus objectivos de tirar engenharia civil, se tudo correr bem terá perto de 40 anos quando acabar o curso. Nessa idade em Portugal já é tarde para começar uma nova profissão, muito tarde, ninguem o iria contratar, estaria sempre em desvantagem relativamente aos mais novos.
Agora repare, tem uma bela profissão, é patrão de si próprio, para que é que quer ir trabalhar para os empresários da construção civil quando na maioria são todos uns abutres, além de que o mercado da construção civil é muito flutuante.
Qual seja a sua opcção desejo as maiores felicidades.

abraço

Comentário #12 — 21/02/2013 09:37

claudia — claudia-castelar@hotmail.com — goiania

Ola tenho 33 anos e agora que eu resolvi fazer uma faculdade.mais estou indecisa com minha decisão.tinha decidido fazer educação fisica,mais derrepente resolvi querer fazer engenharia civil o problema que eu so me dou bem com matematica.e ei tenho medo de nao dar conta de aprender no periodo do curso.to em duvida.ate mesmo porque eu sempre quis fazer educação.e agora nao consigo escolher..me ajuda por favor.

Comentário #13 — 01/03/2013 19:57

Fred — Quimico — Rio Gde da Serra

Boa noite!
Fiz uma faculdade de processos quimicos, e agora estou ingressando num curso de eng. de materiais, mas minha dúvida é a seguinte: Estou com quase 37 anos. É viável fazer um curso onde me formarei com quase 42 anos? pois creio que ainda consigo eliminar algumas matérias, que cursei no curso de tecnologia. Abraço!

Comentário #14 — 05/04/2013 08:28

Cláudia Carvalho — Estudante de Engenharia Química — Maceió

Ôlá, tenho 41 anos e ingressei na faculdade de engenharia química no segundo semestre de 2008, estou bastante atrasada, pois perdi algumas matérias e estava muito insegura com relação ao futuro, por causa da minha idade, mas você me deu uma grande luz com suas palavras de incentivo, muito obrigada!!!

Comentário #15 — 09/04/2013 20:45

Anderson Nunes — estudante — Cubatão

Depois de muito esperar eu decidi cursar medicina desde pequeno gostava de cuidar das pessoas, ainda mais quando vi minha avó falecer quando eu tinha apenas 4 anos e não pode fazer nada, estou com 26 anos até me formar em medicina 34 anos é uma idade muito avançada para ser um profissional de medicina?

Comentário #16 — 21/04/2013 11:25

Erlon Guedes — Representante de Medicamento — Fortaleza - CE

Olá, eu vou fazer 24 anos em maio. Sou formado em ADM, me formei em 2011.2. Tenho experiência como representante por quase 2 anos.. mas não me realizei no trabalho, e tenho um grande interesse em Engenharia Civil.
Só que tenho esse receio de troca de profissão e também o medo de quando me formar aos 29 ou 30 anos esteja "velho" para o mercado. gostaria muito de sua opinião. Obrigado.

Réplica de Ênio Padilha

Prezado Erlon
Para a sua segunda pergunta (se estará muito velho para o mercado) creio que a sua resposta está AQUI.

Com relação ao seu receio de "trocar de profissão", fique tranquilo. Na verdade, Administração e Engenharia são parentes. São complementares. Um administrador com formação de Engenharia administra muito melhor. Um engenheiro com formação em Administração faz um trabalho muito mais valioso para o empregador (ou cliente). Portanto, siga em frente e boa sorte.

Comentário #17 — 24/04/2013 02:52

Tiago Cavalcanti — Analista fiscal — São Paulo

Boa noite Sr Enio, sei que o senhor ja deve estar meio cansado de responder a essa pergunta, mas gostaria de um conselho de um profissional. tenho 29 anos, sou formado em escrituração e analise fiscal, atuo nessa area fiscal desde 2005 exercendo a função de analista fiscal mas até hj eu não me sinto a vontade nesse departamento, atuo nele pois cai de paraquedas nele e resolvi investir, não sei fazer outra coisa a não ser isso. Sempre tive o sonho de fazer engº civil, mas não tinha condiçoes antes e agora as coisas deram uma clareada me possibiltando fazer. Mas agora todos os dias eu fico remoendo-me com a pergunta:
Vou me formar com 34/35 anos e será que realmente eu terei mercado?
De qualquer forma eu vou engressar numa universidade, mas a minha pergunta ao senhor seria:
invisto em ciencias contabeis ja que eu tenho uma certa experiencia no ramo , ou da pra investir no meu sonho, e iniciar engº civil mesmo formando com 35 anos?

Por favor, me de uma luz, pois apesar de nunca é tarde para obter mais conhecimento, eu não tenho mais idade para fazer escolhas erradas. desde ja agradeço e fico aguardando.

Réplica de Ênio Padilha

Prezado Tiago
A sua resposta está AQUI.

Comentário #18 — 25/04/2013 10:34

Fernanda — Auxiliar de RH — Rio de Janeiro

Depois de todos os comentários, pude perceber que este situação é mais comum do que se imagina.
Ingressei na Administração pela sua abrangência no mercado de trabalho, acho um curso muito enriquecedor, porém a chance de má colocação é grande, pelo mesmo motivo, não se tem um conhecimento específico de nada.
Estudei e me dediquei área de RH, mas hoje descobrí que não é oq eu quero, não gosto desta área. Mas não pretendo abandonar o curso, ano que vem, 2014 já estou formada.
Entretanto, tenho pensando em cursar Arquitetura, um grande sonho! Acredito ser possível agregar valor à Arquitetura com a Administração, a grande questão é a idade e mercado de trabalho, atualmente tenho 25 anos.
Cogitei cursar Design de Interiores por ser um técnólogo de 3 anos, mas as oportunidades no mercado também são menores comparado à Arquitetura.
Outra questão é estabilidade. Estou entrando numa idade que busco minha independência financeira, talvez essa "quebra" na minha trajetória profssional possa me prejudicar.
Enfim, preciso de uma orientação.


Desde já, obrigada!

Comentário #19 — 25/05/2013 14:54

Paula Monique De Morais — contas medicas — São Paulo

Boa tarde!!! Meu nome é Paula,tenho 29 anos e 3 filhos,2 (13 anos) e 1 ( 9 anos),há um tempo venho pensando que o tempo esta passando e eu tenho que fazer algo na minha vida,gosto de cálculos,porem tenho dificuldades em aprender,sou uma pessoa muito dedicada e aplicada,não tenho vergonha em falar que eu não entendi e pedir novas explicações,enfim vou começar no meio do ano a fazer engenharia civil,estava pretendendo fazer na FMU da LIBERDADE,porem em ctt com a faculdade e no site do MEC,fiquei sabendo que esse curso (ENGENHARIA CIVIL),não foi reconhecido pelo MEC ainda,tenho muito medo de fazer o curso e depois não conseguir pegar o CREA e também de não conseguir trabalho,então o jeito é fazer na UNINOVE mesmo..... gostaria de Um conselho de quem faz engenharia... Estou indo no caminho certo???

Comentário #20 — 02/06/2013 03:01

ALDO CESAR DOS SANTOS — Tec de aeronaves — Maceió

Boa noite Enio,





Sou técnico Mecânico, primeiramente com ênfase em mecânica de precisão um ramo voltado especificamente para indústria metal-mecânico,também tenho curso de qualificação na área de aviação comercial. Sou graduado em física e atualmente estou cursando o 5º período de Engenharia da Produção. Muita gente diz que eu deveria cursar engenharia mecânica, já que estou no mercado da aviação ou industria aeronáutica,pois, trabalho como técnico de manutenção. O fato é que na região onde moro não há disponibilidade do curso de eng mecânica. Diante de tudo isso pergunto: Qual a pós-graduação que eu devo fazer, afim de que eu possa ter maior prerrogativa na minha função(assinar documentos, liberação de projetos e autonomia sobre processos)?


Uma das coisas que escutei é que o Eng de produção é mais limitado no sentido de assinar projetos específicos, mas se eu fizer uma pós numa área especifica da eng mecânica, o CREA me habilitaria para assinar como um engenheiro mecânico?


Agradeço sua atenção e elevo auto estima e consideração





Aldo César - Estudante de Engº da produção

Comentário #21 — 06/07/2013 21:53

GISELE FERREIRA MARTINS — op.maquinas — paulinia

estou em duvidas o que fazer? eng.automacao e controle ou quimica
trabalho em uma industria multinacional quimica mas opero maquinas, e gosto das duas ideias

Comentário #22 — 18/07/2013 21:34

Silvia — Esteticista — Guarulhos

Boa Noite Enio Padilha, sei que é um homem bem informado e gostaria muito que me desse uma opinião de acordo com a realidade da vida, li alguns comentários, mas li comentarios em outros blogs também e e ude observar que a idade atrapalha a contratação pois me inscrevi no curso pra este 2 semestre de 2013 e termino com 42 anos, seja sincero o mercado de trabalho é seletivo quanto a idade Grata.

Réplica de Ênio Padilha

Oi Sílvia

Acredito que você terá mais detalhes da minha resposta AQUI

Abraço

Comentário #23 — 30/07/2013 14:59

DIANA — RECEPCIONISTA — SALVADOR

Olá tenho 37 anos e pretendo fazer engenharia mecânica mas estou pensando na idade que vou terminar o curso em relação ao mercado de trabalho.Vc acha que um engenheiro recem formado com 41 anos estaria fora do mercado?

Responder

Réplica de Ênio Padilha

Oi Diana

Acredito que você terá mais detalhes da minha resposta AQUI

Abraço

Comentário #24 — 13/08/2013 16:07

Priscilla — Militar — Rio de janeiro

Ola, estouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu com muitas duvidasssssss: nao sei se curso eng civil ou arquitetura.



Gosto dos 2. Nao sou fãaaaa da matematica, mas sei me virar bem. Gosto de fisica e apaixonada por quimica. Alem de adorar desenhar! Massssss as pessoas so sabem me apavorar, dizem que o curso é EXTREMAMENTE dificil por causa da matematica! MATEMATICA, MATEMATICA! Estou ate com medo de 'tentar', será que uma matematica tão exorbitante assim, a ponto de causar panico nas pessoas? Conseguiram, eu estou em panico so de pensar que eu posso em dar muito mal, e ai começar tudo denovo... :/ Ajudem.... :/



sera q a matematica é tao impossivel de ser compreendida?

Comentário #25 — 13/08/2013 16:10

Priscilla — Militar — Rio de janeiro

Ola, estouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu com muitas duvidasssssss: nao sei se curso eng civil ou arquitetura.




Gosto dos 2. Nao sou fãaaaa da matematica, mas sei me virar bem. Gosto de fisica e apaixonada por quimica. Alem de adorar desenhar! Massssss as pessoas so sabem me apavorar, dizem que o curso é EXTREMAMENTE dificil por causa da matematica! MATEMATICA, MATEMATICA! Estou ate com medo de 'tentar', será que uma matematica tão exorbitante assim, a ponto de causar panico nas pessoas? Conseguiram, eu estou em panico so de pensar que eu posso em dar muito mal, e ai começar tudo denovo... :/ Ajudem.... :/




sera q a matematica é tao impossivel de ser compreendida?

Comentário #26 — 13/08/2013 22:18

Carol — designer — São Paulo

Olá. Gostaria muito que pudesse me dar uma ajuda com alguns conselhos. Estou com quase 30 anos, fiz faculdade de design, mas não terminei. Meu grande sonho (desde meados dos 12 anos) sempre foi a arquitetura, embora eu não me dê muito bem com exatas, estou disposta a tentar (essa questão também é outra que me traz algumas pulgas para trás das orelhas). Cursando arquitetura tenho muito receio de todas as etapas que virão a seguir. Pra começar, enquanto estudante na minha outra graduação eu fui o "patinho feio", todo mundo era bem mais jovem que eu, e eu me sentia de certa forma excluída daquele grupo. Tenho um certo receio de ocorrer o mesmo. E claro, o maior receio é fazer das tripas coração pra poder trabalhar, estudar, cuidar dos filhos sem saber se o mercado de trabalho irá me aguardar nessa formação. O que eu faço? Desisto e viro hippie (rs)? Vendo cocada ou invisto no meu grande sonho sem saber se estou atirando no escuro?

Comentário #27 — 16/09/2013 22:12

kerli — estudante — fortaleza

oi boa noite, estou querendo fazer a faculdade de engenharia civil porém tenho medo por que quando eu terminar a faculdade o mercado não esteja muito bom por que já passou as obras da copa e das olimpiadas...preciso de uma opinião

Comentário #28 — 04/10/2013 12:27

Thiago — Administrador — Volta Redonda-RJ

Bom dia Sr. Ênio,

Tenho 29 anos, sou formado em Administração de Empresas e MBA em Logística Empresarial, sempre tive vontade de fazer Engenharia Civil, porém muitas pessoas tentam me tirar de cabeça dizendo que as áreas que me formei não tem nada a ver com engenharia civil.

Gostaria de saber do sr. se isso realmente é verdade ou se eu conseguiria conciliar todo conhecimento adquirido em minhas formações com a engenharia civil?

Desde já agradeço

Comentário #29 — 04/10/2013 12:34

Thiago — Administrador — Volta Redonda-RJ

Bom dia Sr. Ênio,





Tenho 29 anos, sou formado em Administração de Empresas e MBA em Logística Empresarial, sempre tive vontade de fazer Engenharia Civil, porém muitas pessoas tentam me tirar de cabeça dizendo que as áreas que me formei não tem nada a ver com engenharia civil.





Gostaria de saber do sr. se isso realmente é verdade ou se eu conseguiria conciliar todo conhecimento adquirido em minhas formações com a engenharia civil?





Desde já agradeço

Comentário #30 — 26/10/2013 22:06

Paulo costa — segurança do trabalho — Joao Pessoa PB

Boa noite ! Me tire uma dúvida , gostaria de fazer engenharia ambiental, tenho 33 anos . Gostaria de saber se vale apena investir nessa área e se o campo é bom ..

Comentário #31 — 30/10/2013 23:29

Rubens Pereira Duarte — Técnico em eletrônica — Anápolis

olá enio! um dia desses vi um curso de engenharia elétrica ead, o que você tem a dizer de um curso de engenharia assim? obrigado

Comentário #32 — 20/12/2013 12:24

Fernando — Técnico de Subestação — Jundiaí

O Problema quer vejo referente a idade para ingressar na faculdade de eng. é a concorrência. No mercado existe pessoas com a qualificação muito superior a de uma pessoa que acaba de ingressar no ramo, jovens com formação em faculdade bem mais renomadas, com mais de uma língua fluente, estágios em empresas renomadas e etc. Sabemos ainda que para um estudante ou recém formado a forma mais segura de ingressar em um emprego é o estagio e sabemos que isso para uma pessoa com 30 anos ou mais é muito difícil. E fácil dizer que devemos seguir sonhos, mas nossa realidade e sabida que é outro. Digo isso pois tenho 30 anos e vivo essa realidade, com 30 anos começar uma eng. para concorrer com uma galera que tem um nível de formação bem mais adiantada que a minha.

Comentário #33 — 13/01/2014 17:54

ANGELICA FARKAS — aux. adm. — são paulo

olá, DR. Ênio, bom estou com uma duvida e acredito que so o semhor pode me esclarecer.´
eu sou formada em gestão ambiental e infelizmente nao consegui emprego na área e tenho muita vontade de fazer engenharia civil, mas tenho medo de também não conseguir emprego como engenheira, o senhor acha se eu fizer o curso de engenharia civil eu vou conseguir trabalhar como engenheira só com a faculdade ou vou ter que fazer mais cursos extracurriculares,( sei que vou ter que sempre estudar mas para o inicio de carreira da para engressar no mercado ó com a faculdade?)
fico no aguardo de sua resposta.
obrigada

Angélica, 27 anos.

Réplica de Ênio Padilha

Angélica
De uma maneira geral, os cursos clássicos (Medicina, Odontologia, Direito, Engenharia Civil, Arquitetura, Agronomia, etc) permitem o ingresso no mercado apenas com a graduação.
É claro que o sucesso profissional e a solidificação da carreira dependerá de um processo de especialização que pode durar de seis a 10 anos e inclui cursos, viagens, experiência profissional etc.

Comentário #34 — 23/01/2014 11:45

STENNYO F. C. DE SOUZA — Contador — central de minas

Boa tarde Ênio,
Me formei em Ciência Contábeis em Dezembro de 2013.
Minha pergunta e a seguinte estou muito interessado em fazer engenharia civil, porem algumas pessoas me dizem para não fazer porque nem trabalhei ainda com contabilidade, você vai perder esse curso e fazer outro, vai perder 4 anos e estudar mais 5.
Qual seria sua opinião. Eu gosto de contabilidade porem fui conhecendo mais sobre a engenharia e estou muito interessado neste ramo de atividade, ja arisco ate uns desenhos só de distração no CAD.

OBRIGADO.

Réplica de Ênio Padilha

Stennyo
Antes de mais nada, deixe-me alertar que Engenharia Civil é muito (muito mesmo) mais do que desenhos no CAD.

E, segundo, acho que a sua resposta está AQUI

Comentário #35 — 23/01/2014 12:08

Rafael Stabile Martins — autonomo — São Paulo

Ola, tenho 33 anos, sempre trabalhei como autônomo, (comercio e hoje motorista), já sou formado em administração, tenho vontade de fazer engenharia elétrica, vou ter mercado de trabalho?
Sua resposta será importante pra mim.
Obrigado.

Réplica de Ênio Padilha

Olá Rafael.

Sua resposta está AQUI e AQUI

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

(todos os campos abaixo são obrigatórios

Nome:
E-mail:
Profissão:
Cidade-UF:
Comentário:

www.eniopadilha.com.br - website do engenheiro e professor Ênio Padilha - versão 7.00 [2020]

powered by OitoNoveTrês Produções

4455373

9